16/10/2018

Homenagem do (IU) - Programa Aqui Agora com Gil Gomes (SBT)


A Nossa homenagem a este grande jornalista que infelizmente hoje se foi; Foi mas deixou o seu legado de um profissional que foi a inspiração para muitos Reports que da a Gil Gomes o seu ultimo adeus; Descanse em paz, que Deus conforte os corações dos seus familiares e admiradores!!!!  

Avança projeto que proíbe carro novo movido a combustível fóssil a partir de 2060

Pedro França/Agência Senado
A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) aprovou nesta terça-feira (16) um projeto de lei que proíbe a venda de veículos novos com motor a combustão a partir do ano de 2060. De autoria do senador Telmário Mota (PTB-RR), o PLS 454/2017 segue agora para análise da Comissão de Meio Ambiente (CMA), para decisão terminativa.

A proposta foi aprovada com relatório favorável do relator, Cristovam Buarque (PPS-DF), que não alterou o texto original. O senador prevê uma mudança gradual: a partir de 2030, 90% dos veículos vendidos poderão ter tração automotora por motor a combustão. O percentual passará para 70% em 2040 e para apenas 10% em 2050. Dez anos depois, a proibição será total. A vedação não se aplica a veículos movidos exclusivamente por biocombustíveis.

O objetivo é diminuir o consumo de combustíveis fósseis (como gasolina e óleo diesel) e, consequentemente, a emissão de poluentes atmosféricos. O texto altera a Lei 8.723, de 1993, que trata da redução das emissões de poluentes por veículos automotores.

Ao justificar o projeto, Telmário afirma que a frota nacional de veículos passou de 32 milhões em 2001 para 93 milhões em 2016. É preciso, na opinião dele, reduzir o emprego do combustível fóssil e estimular o uso de veículos elétricos ou que usam biocombustíveis.

Segundo o autor, países como França, Reino Unido, Áustria, Noruega e Holanda já estão planejando proibir a venda de carros novos a diesel ou gasolina em um futuro próximo.

Depois da aprovação do projeto na CAE, o relator comparou o prazo para a substituição da gasolina e do diesel com o da Europa, que é mais curto — França e no Reino Unido, por exemplo, anunciaram o fim da venda de carros a diesel e gasolina a partir de 2040; na Noruega, a previsão é 2025.

— Eu teria colocado prazo mais curto, para 2030 — destacou Cristovam.

Impacto

Para Telmário, restringir a venda de veículos movidos a combustíveis fósseis é uma das medidas necessárias para reduzir o aquecimento global causado pelas diversas atividades humanas.

Além disso, a medida deve reduzir doenças causadas pela poluição atmosférica, especialmente em crianças e idosos, nos grandes centros urbanos. “Devemos lembrar que o Brasil possui uma produção de eletricidade relativamente limpa e a troca dos veículos movidos a combustíveis fósseis por veículos elétricos, nesse contexto, será ambientalmente vantajosa”, afirma Telmário.

Em seu relatório favorável, Cristovam informa que dados da Fundação Getulio Vargas (FGV) mostram que o setor de transportes é responsável por 15% das emissões de gases do efeito estufa no mundo. Para o relator, o Brasil precisa acelerar a produção dos carros elétricos “não só para induzir um maior desenvolvimento da indústria brasileira, como também para apoiar a sustentabilidade do meio ambiente”.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)
(Fonte: Agência Senado)

Rose de Freitas defende revisão de programas sociais para acabar com a miséria

Jefferson Rudy/Agência Senado
A senadora Rose de Freitas (Pode-ES) chamou atenção para o problema da extrema-pobreza e disse que no Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza não há muito o que comemorar.

Ela afirmou que o Brasil perdeu a chance de erradicar a extrema-pobreza, isso, graças à recessão econômica de 2015 e 2016 associada ao descaso da classe política.

Rose de Freitas citou matéria do jornal Valor Econômico que apontou que 25 estados viram aumentar o número de pessoas vivendo na extrema-pobreza. E o problema mais grave, acrescentou, está no Nordeste.

Dos dez estados em que houve maior crescimento da pobreza, oito situam-se no Nordeste. Pior ainda, mudam-se os governos, mudam-se as propostas, mas a verdade é que o avanço da miséria é mais intenso no interior do Nordeste do que nas capitais da região. Esse retorno desproporcional da miséria que afeta com mais intensidade o Nordeste do pais, dá muita margem à reflexão nesse momento, sobretudo, faz-nos pensar na fragilidade das políticas públicas que visam combater a pobreza — discursou.

A senadora citou números do avanço da extrema-pobreza no Nordeste, onde o equivalente a 11% da população entrou nessa faixa nos últimos anos no interior e 9% nas regiões metropolitanas.

Ela defendeu que os programas sociais, como o Bolsa Família, devem continuar, mas que é preciso dar dignidade para a população com emprego e renda, para que não haja mais a necessidade desses programas.

Rose de Freitas acrescentou, ainda, que a extrema-pobreza só acabará com a melhora dos níveis de emprego e com a qualificação da mão-de-obra.

 É preciso portanto rediscutir, quem sabe reformular, nossos sistemas de combate à miséria. Temos que, aos poucos, converter os importantes programas de transferência de renda em ferramentas que fomentem a qualificação, a inserção no mercado de trabalho e o empreendedorismo — defendeu.

A senadora finalizou afirmando que não é possível sair da pobreza sem educação de qualidade e que esse é o caminho para tornar o Brasil mais justo.

(Fonte: Agência Senado)

Nilo ameaça Rui e afirma ter trabalhado para eleger Jutahy e ‘derrotar Coronel’

Ex-presidente da Alba, o parlamentar acusou o atual chefe da Casa de utilizar a "máquina da Assembleia para tomar" seus votos

Foto: Izis Moacyr/ bahia.ba
O deputado federal eleito Marcelo Nilo (PSB) parece ainda não se sentir tão a vontade na base governista, depois de ter deixado a presidência da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), e enviou recado ao governador reeleito da Bahia nesta terça-feira (16), durante entrevista à rádio Metrópole: “Não sou liderado de Rui Costa. Eu sou aliado. Se Rui Costa me tratar como espero eu serei parceiro. Se não me tratar como eu espero, serei oposição. Pode ter certeza”.

A afirmação do parlamentar estadual ocorreu após confirmar ter trabalhado parcialmente pela oposição nas eleições deste ano contra um desafeto declarado dentro do grupo político.

“Trabalhei muito para [eleger] Jutahy [Magalhães, PSDB] e os que não queriam votar em Jutahy em Irmão Lázaro [PSC], porque queria derrotar [Angelo] Coronel [PSD]. Mas ele foi competente, com a força de Rui e [Jaques] Wagner”, justificou ao acusar o desafeto de utilizar a “máquina da Assembleia para tomar” seus votos.
Por-Bahia.Ba

55ª CIPM faz doações à familia que teve a sua residência incendiada no ultimo dia 07/10 em Ipiaú

Foto: Ascom/55ª CIPM
Na última quarta-feira, dia 10/10, a 55ª CIPM/Ipiaú, através de sua equipe que desenvolve projetos sociais, sob a coordenação do Cabo PM Quinto, efetuou doações à família do SR. Joelson dos Santos, morador da Avenida Tancredo Neves, e que teve a sua residência incendiada no ultimo dia 07/10, em Ipiaú.

Foram doadas varias peças de vestuários e calçados.
Fonte: Ascom/55ª CIPM

Líder Evangélico promete mobilizar 5 mil fiéis para pedir votos para Bolsonaro no Nordeste

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil-
O foco das ações são as cidades onde Fernando Haddad (PT) leva vantagem nas pesquisas de opinião de voto para o segundo turno
O presidente da Confederação dos Conselhos de Pastores do Brasil e líder da Igreja Sara Nossa Terra, Robson Rodovalho, permanece engajado na campanha do candidato do PSL à Presidência da República Jair Bolsonaro.
Segundo a coluna Painel, do jornal Folha de S.Paulo, o religioso prometeu mobilizar 5 mil fiéis para pedir votos para o capitão da reserva no próximo fim de semana.
A publicação afirma que o foco das ações são as cidades onde Fernando Haddad (PT) leva vantagem nas pesquisas de opinião de voto para o segundo turno, grande maioria no Nordeste.
Estado laico – No primeiro turno, Rodovalho também anunciou apoio à Bolsonaro e foi desautorizado por outros líderes da mesma corrente religiosa.
“Nossa indignação contra a pretensão de haver um governo exercido em nome de Deus, bem como contra toda aspiração autoritária e antidemocrática […] O nome de Deus não pode ser usado em vão, ainda mais para fins políticos”, diz um dos trechos da carta pública assinada por 88 teólogos e reverendos presbiterianos, batistas e de outros troncos da religião lançaram manifesto contra o uso de Deus em campanhas.
Por-Bahia.Ba


Paraná Pesquisas: Bolsonaro tem quase 70% dos votos válidos em SP

Fotos: Arquivo/ Agência Brasil| Alex Ferreira/ Câmara dos Deputados | edição bahia.ba
Em nova pesquisa do Instituto Paraná, em parceria com a Jovem Pan, divulgada nesta segunda-feira (15), Jair Bolsonaro (PSL) chega a ter  69,9% das intenções de votos válidos – excluindo nulos e brancos – no estado de São Paulo, na disputa pelo cargo de presidente do Brasil. Fernando Haddad (PT) aparece com 30,1%.

Considerando os votos totais, o presidenciável do PSL aparece com 59,1% das intenções de voto em São Paulo e Haddad tem 25,5%. Votos nulos e em branco somam 10,2% das intenções. E 5,2% dos entrevistados responderam que não sabem em quem votar.

O levantamento foi feito apenas em São Paulo, com 2002 eleitores, durante os dias 10 a 14 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, com nível de confiança de 95%.

A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-02492/2018.

15/10/2018

Compre no Varejão Supermercado e concorra a um carro 0KM

Aproveitem as Ofertas para segunda e terça-feira, 15/17-Ovos tabela R$ 5,99, Todinho 200 ml-R$ 0,99, Molho de tomate tarantella 190gr, R$ 0,75, Macarrão parafuso Lili R$ 1,49, Papel higiênico Max 12 rolos R$ 5,79, Temos Cestas R$ 110,00

Não Percam a quinta-feira verde no Varejão, Frutas, verduras e  hortaliças direto do produtor para a mesa do consumidor. 

Nas compras acima de R$ 100,00 o cliente concorre ao sorteio de um carro (fiat mobi) OKM. 
Varejão Supermercado 2 lojas em Ipiaú - Praça Salvador da Mata, 62, antiga Feira,  e na Rua Walter Hohllenweger, 73, antiga Batateira. Telefones: 3531-3177/ 3531-2222


STF determina transferência imediata de senador para o DF

Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou a imediata transferência do senador Acir Gurgacz (PDT-RO) de um hospital em que se encontra internado em Cascavel (PR) para o Distrito Federal, onde ele deve iniciar o cumprimento da pena de 4 anos e 6 meses em regime semiaberto à qual foi condenado pela Corte.

Gurgacz foi condenado em fevereiro pela Primeira Turma do STF por crime contra o sistema financeiro nacional. Neste mês, o colegiado determinou o cumprimento imediato da pena, mas a ordem de prisão foi adiada até depois das eleições, uma vez que o senador era candidato ao governo de Rondônia e por isso não poderia ser preso, conforme regra do Código Eleitoral.

Passadas as eleições, a remoção de Gurgacz a um estabelecimento penal voltou a ser postergada por ele ter sido internado em um hospital de Cascavel (PR), para onde havia ido para visitar familiares, devido a uma crise de ansiedade. A defesa havia solicitado que a prisão fosse adiada enquanto durasse a internação, mas o ministro Alexandre de Moraes não concedeu o pedido.

Gurgacz foi considerado culpado por desviar recursos de um financiamento obtido junto ao Banco da Amazônia, entre os anos de 2003 e 2004, quando o senador era diretor da empresa de viação Eucatur.
Por-Bahia.Ba

Banco do Brasil lidera ranking de reclamações no segundo trimestre

O Banco Central recebeu 1.590 queixas consideradas procedentes contra o banco público, sendo a maioria relacionada à “oferta ou prestação de informação a respeito de produtos e serviços de forma inadequada"
Agência Brasil
Foto: Arquivo/Agência Brasil
O Banco do Brasil liderou o ranking de reclamações contra instituições financeiras no segundo trimestre, com mais de 4 milhões de insatisfeitos, informou nesta segunda-feira (15) o Banco Central (BC).

No período, o BC recebeu 1.590 queixas consideradas procedentes contra o banco público, sendo a maioria relacionada à “oferta ou prestação de informação a respeito de produtos e serviços de forma inadequada (178) e irregularidades relativas a integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços, exceto as relacionadas a cartão de crédito, cartão de débito, internet banking e ATM [terminais de autoatendimento]”.

Para fazer o ranking, as reclamações procedentes são divididas pelo número de clientes da instituição financeira que originou a demanda e multiplicadas por 1 milhão. Assim, é gerado um índice, que representa o número de reclamações da instituição financeira para cada grupo de 1 milhão de clientes. O resultado é, portanto, avaliado pela quantidade de clientes de cada instituição financeira. Com esse cálculo, o Banco do Brasil ficou com índice 25,22. O conglomerado BB tem 41,3 milhões de clientes.

Em segundo lugar, vem a Bradesco, com índice 22,55 e 2.151 reclamações. E em terceiro, o Santander, com índice 22,10 e 933 reclamações.

No total, o BC recebeu 9.878 reclamações contra todas instituições financeiras. A maioria das reclamações foram relacionadas a oferta ou prestação de informação a respeito de produtos e serviços de forma inadequada (1.470).

A insatisfação com serviços e produtos oferecidos por instituições financeiras pode ser registrada no BC e as reclamações ajudam na fiscalização e na regulação do Sistema Financeiro Nacional. Quando a reclamação chega à autarquia é encaminhada para a instituição financeira, que tem prazo de 10 dias úteis (descontados sábados, domingos e feriados) para dar uma resposta, com cópia para o BC.

Entretanto, o BC recomenda que a reclamação seja registrada, primeiramente, nos locais onde o atendimento foi prestado ou no serviço de atendimento ao consumidor (SAC) da instituição financeira. Se o problema não for resolvido, o cliente pode ainda recorrer à ouvidoria da instituição financeira, que terá prazo de até 10 dias úteis para apresentar resposta. Os clientes bancários também podem buscar atendimento no Procon e recorrer à Justiça.

Procurados, Banco do Brasil, Bradesco e Santander ainda não se manifestaram sobre o assunto.


Bolsonaro afirma que vai resgatar o respeito em sala de aula

Fernando Frazão/Agência Brasil/Agência Brasil
O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, afirmou hoje (15), no Dia do Professor, que pretende valorizar a categoria e resgatar o respeito em sala de aula.

Lembrando que é formado em educação física, ele disse que estava falando como professor da área.

“A inversão de valores dificulta a autoridade do professor em sala de aula. São muitos os relatos e registros de agressão, desrespeito e humilhação. Resgatar a referência que sempre representaram é também uma forma de valorizá-los”, disse o candidato no Twitter. Por Agência Brasil  Brasília

Haddad diz que pretende fazer “arco de alianças” contra retrocessos

Marcelo Camargo/Agência Brasil/Agência Brasil
O candidato à Presidência pelo PT, Fernando Haddad, disse hoje (15) que pretende fazer um “grande arco de alianças” para evitar retrocessos democráticos. Segundo ele, há um clima de medo que tem dificultado o debate político. A avaliação foi feita durante entrevista coletiva em São Paulo pela manhã.

“Eu reputo que a ameaça é muito grande. O ‘bolsonarismo’ é uma ameaça concreta às instituições. Pelo Brasil democrático, eu estaria disposto a qualquer tipo de [gesto]. Eu faço gestos todo o dia.”

Para o candidato, o caminho é o do diálogo. “Um governo nosso teria que ser um governo mais amplo do que nunca para garantir uma transição do atual estado de coisas para uma normalidade democrática em que as pessoas possam discutir com naturalidade as propostas”, disse. “Há muita violência, as pessoas que estão com medo de se manifestar. Os poucos que se manifestam recebem constrangimento imediato.”

Conversas
No começo da manhã, em entrevista à Rádio Bandeirantes, Haddad confirmou ter conversado com o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal e ministro aposentado Joaquim Barbosa e disse que considera um “amigo” o professor e filósofo Mário Sérgio Cortella. “Vou montar uma equipe com os melhores brasileiros para superar a crise que estamos vivendo”.

Haddad disse que também está aberto a rediscutir os equívocos dos governos do PT e tomar novos rumos. “A gente pode frear isso e reconstruir novas bases, reconhecendo erros. Toda a entrevista que eu dou eu digo: 'houve erros, mas não vamos jogar a água do banho com a criança'. Vamos recuperar um projeto de inclusão, democrático com desenvolvimento, corrigindo os erros.”

Para além dos erros, o candidato havia afirmado, em entrevista à Bandeirantes, que o governo de Dilma Rousseff sofreu “sabotagem” em 2015, em um processo que acabou agravando as crises política e econômica, levando ao impeachment da então presidente. “[Houve] erros em 2013 e 2014, sabotagem em 2015, agora é hora de virar a página.”

Ensino a distância
No Dia do Professor, Haddad disse que pretende reforçar a proibição legal para a educação a distância no ensino fundamental. Ele enfatizou que quer se contrapor às ideias de Jair Bolsonaro, candidato do PSL, que apresentou essa possibilidade.

“Toda a perspectiva do mundo é a educação em tempo integral. Ou seja, manter a criança na escola em tempo integral para que ela possa conviver, se socializar, construir a sua própria personalidade”, justificou Haddad sobre a importância de que as crianças frequentem o ambiente escolar.

Por Daniel Mello - Repórter da Agência Brasil  São Paulo

Maria defende utilização do antigo Mercado Municipal como espaço cultural permanente

Foto: Dircom/Prefeitura de Ipiaú
A prefeita Maria das Graças, defendeu  na manhã da última sexta-feira (12), no  Iº Festival de Artes e Mostras, a manutenção do antigo Mercado Municipal, na Praça Salvador da Matta, como espaço permanente para a realização de eventos culturais. “Este lugar tem vocação para abrigar as artes em suas diversas manifestações e tendências. Nossa intenção é aproveitá-lo da melhor maneira possível ”, assegurou a gestora.

 Maria esteve no âmbito do festival, por cerca de duas horas, apreciando as obras de artes, ouvindo contação de estórias, assistindo as brincadeiras, interagindo com o público infantil que também marcou  presença no local. Ela se fazia acompanhar da neta Maria Eduarda e outras crianças, além da Secretária de Governo, Vanda Pinheiro.

A prefeita elogiou a equipe da Secretaria de Educação e Cultura pela realização do evento e sugeriu que novas edições aconteçam. “Esse festival merece ser repetido a cada ano e entrar no calendário como um dos atrativos do município na Semana da Criança”, concluiu Maria.

O Iº Festival de Artes e Mostras prossegue até hoje, segunda-feira (15), com diversas atrações e grande participação popular, com destaque para as crianças da Rede Municipal de Ensino. Na tarde de sábado, 13, será marcada pelo teatro infantil. 

(Fonte: Dircom/Prefeitura de Ipiaú)

13/10/2018

Bolsonaro diz que seu plano de privatizações agrada ao mercado

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, disse hoje (13) que o plano de privatizações previsto por sua campanha, caso seja eleito, será de inteiro agrado do mercado e que, em princípio, as primeiras estatais que serão alvo de análise para privatização serão as criadas pelos governos do Partido dos Trabalhadores. Segundo ele, as privatizações serão realizadas com responsabilidade.

“Em um primeiro momento, aquelas quase 50 estatais criadas pelo PT e ainda sobram 100. Essas outras têm que ter um modelo para privatizar com responsabilidade, logicamente que as estratégicas não privatizaremos, como Banco do Brasil, Caixa Econômica e Furnas, entre outras. Mas, como um todo, tenho certeza que o mercado vai gostar do nosso plano de privatização porque é uma maneira a mais de combater a corrupção e o Estado tem que estar com aquilo que é essencial nas suas mãos, que são as estratégicas”, avaliou.

Com relação às propostas para a área da saúde, o candidato pelo PSL disse que prioritariamente é preciso combater à corrupção para que sobrem recursos para serem aplicados em outras áreas. As declarações foram dadas ao deixar a casa do empresário Paulo Marinho, onde gravou o programa político partidário.

Violência
Bolsonaro também voltou a falar sobre o aumento da violência motivada por disputas políticas. Ele citou a facada sofrida por ele, em Juiz de Fora, no dia 6 de setembro, e disse que lamenta esse tipo de agressão, que classificou de "bastante violenta".

“Gostaria que elas parassem. Me acusam de intolerante, mas quem levou a facada fui eu. Se eu tivesse poder de apenas falar para evitar tudo isso, eu exerceria esse poder. Apelo a todos do Brasil que deixem as paixões de lado. Não estamos disputando uma partida de Fla-Flu”, afirmou o candidato.

Bolsonaro não confirmou se participará dos dois debates que estão marcados para segundo turno. Ele disse que, mesmo se for liberado pelos médicos na avaliação que fará quinta-feira (18), pode não comparecer, "como estratégia de campanha". No entanto, afirmou que, se Haddad quiser debater com ele na rua, na frente de jornalistas, aceitará o debate.

Investimento nas Forças Armadas
O presidenciável disse ainda que, se eleito, investirá mais nas Forças Armadas, que, segundo ele, ficaram esquecidas nos últimos anos. "Investir no Exército é benéfico para a própria economia. Vamos tratar com respeito e consideração."

Para o candidato, isso não ocorreu ao longo dos últimos 30 anos.
O texto foi ampliado às 19h40
Fonte:  Agência Brasil  

12/10/2018

Ibirataia: Mulher é baleada e presa por tráfico em trocade tiros com a PM

VALDELICE POSSUI EXTENSA FICHA CRIMINAL
Uma mulher identificada como VALDELICE HELENA DOS SANTOS de 32 anos, natural de Ibirapitanga, foi atingida por um disparo de arma de fogo na manhã deste feriado do Dia das Crianças, quando terminava uma transação de venda de drogas para traficantes locais. 

Os policiais foram informados da possível transação e fizeram uma incursão a pé na localidade conhecida como Caixa D'Água, bairro Alto do Mirante, quando foram recebidos por tiros. Pelo menos cinco criminosos estavam no local e fugiram sentido o matagal próximo.

Valdelice foi detida pelos policiais com um tablete de maconha prensada pesando cerca de 400g, após ser baleada. Ela possui uma extensa ficha criminal, com passagens por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. Ela confirmou que teria trazido para a cidade pelo menos 25 quilos de maconha nesta manhã, transportados num ônibus interestadual. 

Os policiais realizaram patrulhamento e incursões a fim de prender o restante do bando, mas não obtiveram êxito. Valdelice foi apresentada na Central de Flagrantes na cidade de Jequié após passar por procedimentos médicos no Hospital Prado Valadares. 
Fonte: Ocorrência Policial Bahia

Maia só discutirá presidência da Câmara depois das eleições

Foto: Lucio Bernardo Jr. / Câmara dos Deputados
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), vai esperar o fim das eleições para conversar sobre sua possível reeleição.

Segundo a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, Maia disse que “nunca seria presidente (da Casa) contra ninguém. Muito menos contra o futuro presidente eleito, independente de quem seja”.

Ainda de acordo coma publicação, um grupo de parlamentares já trabalha para a recondução do democrata. O objetivo seria formar uma frente de apoio a Maia para evitar que o grupo de Bolsonaro alcance a presidência da Casa.

Prefeitura promove Festival de Artes no galpão da Praça Salvador da Matta


A Prefeitura de Ipiaú, através da Secretaria de Educação e Cultura, conclui a programação da semana da Criança  com a realização  do Iº Festival de Artes e Mostras. O evento   acontece no antigo Mercado Municipal, localizado na Praça Salvador da Matta, no período de 12 a 15 de outubro,  com  uma programação que envolve teatro infantil, dança, musicas autorais, pintura facial, karokê,  contação de estórias e exibição de filmes, além de outras atividades culturais.
Na  manhã desta sexta-feira, 12, Dia da Criança, ocorrerão oficinas com contação de estória ( falada e cantada) e outras ações culturais. No turno vespertino, das 13 às 17 horas, será a vez do teatro infantil e de uma oficina de produção de brinquedos com sucata. As apresentações teatrais e contação de estórias prosseguem na tarde de sábado, 13.
Para o domingo, 14, foram programadas  apresentações por escolas, das 8 às 12 horas,  e atividades cênicas, musicas autorais, dança e teatro), das 13 às 17 horas. Na segunda-15, ultimo dia do festival, será a vez do cinema, do karaokê e da pintura facial.

Além de incentivar o interesse pela arte entre os estudantes da rede municipal de ensino e comunidade local, o Festival de Artes e Mostras, objetiva preencher uma lacuna no Calendário Escolar, proporcionando diversão e lazer através de atividade lúdico pedagógicas em tempo integral e de forma integrada. O desenvolvimento da cultura artística tem sido incentivado pela prefeita Maria das Graças que entende ser esta uma das principais vias de desenvolvimento  e esclarecimento da comunidade.
Dircom/prefeitura de Ipiaú

Varejão Supermercados aberto até as 13 horas desta sexta-feira (12)


Empresários e profissionais liberais são maioria na nova Câmara, mostra levantamento

Foto: Reprodução / EBC
Mais da metade dos 513 deputados federais eleitos e reeleitos nas eleições do último domingo (7) são empresários e profissionais liberais, segundo levantamento feito pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap). Os demais se dividem entre assalariados e profissionais de atividades diversas, como ator, humorista, sacerdote e pastor evangélico, além de estudantes.

De acordo com o Diap, 133 parlamentares eleitos se declararam empresários, porém ainda há 14 produtores do setor de agronegócio e sete comerciantes. Ainda conforme a Diap, o grupo tende a ser maior, porque “um advogado, dono de um grande escritório de advocacia, embora possa viver dos dividendos de seu negócio, prefere se apresentar como profissional liberal a como empresário”.

Entre os profissionais liberais estão advogados e graduados em Direito, médicos, economistas, administradores, jornalistas, engenheiros, enfermeiros, corretores, contadores, médicos veterinários e agrônomos. Segundo a Agência Brasil, nessa categoria estão cerca de 200 deputados que declaram profissões cuja renda é proveniente do trabalho sem vínculo empregatício.

O levantamento mostrou que 20 deputados eleitos declararam atividades ligadas à religião - 15 pastores evangélicos, dois sacerdotes, um frade franciscano, um teólogo e um ministro do evangelho. Na nova Câmara haverá 26 professores, 26 servidores públicos e 32 militares, policiais e bombeiros.
Informações: Bahia noticias

Bolsonaro anuncia três ministros, critica a mídia e reafirma bandeiras

Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil
O candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL) fez nesta quinta (11) seu primeiro evento de campanha do segundo turno, no qual anunciou três ministros, criticou a mídia e reafirmou bandeiras polêmicas.

Um dos nomes a compor seu eventual governo já havia sido confirmado anteriormente, o economista Paulo Guedes, que comandará a fusão da Fazenda com o Planejamento.

Os outros dois eram especulados, mas não confirmados. Uma Casa Civil sob Bolsonaro será ocupada pelo deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS).

Ligado à bancada ruralista, Onyx (pronuncia-se oníx) é conhecido por sua retórica anti-PT, exercitada desde os tempos da CPI dos Correios, que apurou o mensalão.

Aproximou-se de Bolsonaro e desde o ano passado ajuda a costurar apoios suprapartidários a ele na Câmara.

A Defesa ficará com o general da reserva Augusto Heleno, seu colaborador que quase ocupou a vice na chapa. Informado pela reportagem sobre o anúncio, o militar desconversou: "Não sabia de nada".

Bolsonaro falou por cerca de 20 minutos num salão com integrantes da bancada federal eleita pelo PSL --52 deputados e 4 senadores. Pediu prioridade à eleição presidencial. Segundo o Datafolha, ele tem 58% das intenções de votos válidos, contra 42% de Fernando Haddad (PT).

O encontro foi transmitido pela internet pela deputada federal eleita Joice Hasselmann (PSL-SP). Nele, o deputado repassou o roteiro de ação.

"Muito cuidado ao falar com a mídia. Eles querem pegar uma frase sua, uma escorregada, para me atacar. Recomendamos até, se for o caso, nem falar. Grande parte da mídia é de esquerda e quer arranjar meios para me desgastar", afirmou.

"O atentado [a faca que sofreu no dia 6] é porque nós sim somos um perigo, não para a democracia, mas um perigo para os que teimam em não ser brasileiros", disse.

Criticado por adversários pela ausência em debates, alegando recuperação médica da facada que recebeu, Bolsonaro demonstrou boa disposição.

Ficou de pé e até gritou palavras de ordem. Concedeu depois uma entrevista coletiva de 25 minutos na qual afirmou que poderá não ir mais a debate por "estratégia".

Ele disse aos aliados que eles não devem querer "agradar a todos". E voltou a defender bandeiras polêmicas, como a ampliação do posse e do porte de armas de fogo como forma de combater a violência.

Também criticou Haddad. Disse que se for questionado pelo petista sobre o que fez nos 28 anos como deputado, dirá que "não roubou" como os outros.

Instado por apoiadores nordestinos a falar sobre a região, a única na qual perdeu o primeiro turno, disparou contra partidos esquerdistas.

"Vamos libertar esses estados dessas doenças comunistas. Lá tem gente que vota no PT, no PC do B, mas que não tem noção do que estão fazendo, foram doutrinadas. Vamos resgatar essas pessoas."

Falando sobre o Amazonas, afirmou que irá "acabar com o fantasma do triplo A". Constando de várias teorias conspiratórias sobre desígnios americanos para tomar recursos naturais na América do Sul, publicadas inclusive num post de Bolsonaro de 2015, o triplo A é uma faixa que liga o Atlântico aos Andes, passando pela Amazônia.

Bolsonaro repetiu que "o futuro ministro da Agricultura e do Meio Ambiente" irá sanar divergências entre as duas áreas e criticou reservas indígenas. "Índio tem de ser gente como a gente", afirmou.

Bolsonaro brincou com sua fama de homofóbico e racista. Primeiro, chamou ao palco o deputado eleito Helio Bolsonaro, que foi o mais votado no Rio de Janeiro e é negro. Depois, perguntou: "Tem algum gay aqui? É bem-vindo".

Nisso, uma apoiadora que mora nos EUA e que ele já conhecia há "três ou quatro anos", chamada Carol, se apresentou e pediu um abraço. "Meu beijo cura, hein? Quer um beijo meu?", disse. Eles se beijaram e abraçaram.

Na sequência, disse que "nós só não queremos que certos conteúdos cheguem para crianças na escola".

A entrevista coletiva foi cercada por forte segurança. Quando a organização anunciou que a Folha de S.Paulo faria perguntas, a claque presente reagiu com vaias e foi repreendida pelo presidente interino do PSL, Gustavo Bebianno.

"Pessoal, olha só, vamos respeitar a liberdade de imprensa. Vamos respeitar as diferentes linhas editoriais que existem, isso se chama democracia. Estamos aqui para chegar ao poder pela via democrática, sem hostilizações."

Bolsonaro criticou o jornal por reportagem sobre uma funcionária fantasma de seu gabinete. "Humilharam uma senhora, filha de negros, num local pobre", disse.

O candidato, que havia questionado no Twitter a versão de que um capoeirista foi morto domingo (7) numa discussão em que criticou Bolsonaro dizendo "Imprensa lixo!", disse lamentar o incidente. "Não fique nesse fake news como se o meu pessoal disseminasse o ódio. Agora, quem levou a facada fui eu", afirmou.

DEBATE

Desde que recebeu alta no dia 29 de setembro, o candidato Jair Bolsonaro (PSL) fez sete transmissões ao vivo nas redes sociais, deu nove entrevistas, gravou programas eleitorais e participou de um evento no Rio.

O candidato, porém, declinou do convite para participar de quatro debates marcados para o segundo turno.

Médicos ouvidos pela reportagem dizem que o ataque sofrido pelo presidenciável e as cirurgias pelas quais ele passou foram graves, e que cada paciente evolui de um jeito.

Sob reserva, eles afirmam que atividades como as executadas pelo candidato e uma eventual participação em debates não trazem grande chance de complicações.

Não há risco de infecção ou abertura de pontos. Estresse só seria contraindicado a um paciente cardíaco.

Em casos semelhantes, costuma-se recomendar o chamado repouso ativo, ou seja, o paciente não deve carregar peso ou fazer força, mas deve adotar atividades leves até para evitar riscos como o de tromboembolismo.