Temer busca precarizar as relações de trabalho e terceirizar todos os setores, acusa Ângela Portela

Waldemir Barreto/Agência Senado
Se depender do governo de Michel Temer, será imposta no país uma terceirização em todos os setores da economia, inclusive nas atividades fins das empresas, advertiu nesta terça-feira (28), em Plenário, a senadora Ângela Portela (PT-RR). Ela criticou o Planalto pelo anúncio de que sancionará o projeto sobre terceirização aprovado pela Câmara dos Deputados.
A parlamentar lembrou que
z a ideia original do Executivo era aguardar a votação de outra proposta (PLC 30/2015) sobre o mesmo tema, em avaliação no Senado, e que é considerada mais moderada do que o texto que seguiu para a sanção presidencial.
No entanto, disse Ângela Portela, diante de pressão de empresários e banqueiros, Temer recuou. A senadora avaliou que o projeto da terceirização que pode virar lei traz prejuízos consideráveis aos trabalhadores.
— A verdade é que a terceirização trará jornadas ampliadas, salários reduzidos, mais acidentes de trabalho, menos empregos. Na realidade, essa precarização já pode ser constatada atualmente no país. Mesmo sem a terceirização radical, contida no projeto, de dez acidentes de trabalho no Brasil oito acontecem em média com funcionários terceirizados.
(Fonte da Agência Senado)

Traficantes de 6 estados têm R$ 7,5 bi apreendidos em operação da PF

© Agência BrasilPelo menos 150 policiais participam, nesta terça-feira (28), da operação "All In", a fim de combater traficantes de drogas. A quadrilha, que obteve R$ 7,5 bilhões em bens, agia no Mato Grosso do Sul, Paraná, São Paulo, Goiás, Mato Grosso e Minas Gerais.

Segundo o G1, incluído no valor bilionário estão incluídos um aeródromo, seis aeronaves e dinheiro. Estão sendo cumprudos 18 mandados de prisão cautelar, 25 mandados de busca e apreensão, além de sete mandados de condução coercitiva, quando a pessoa é levada para depor, em 14 cidades dos seis estados. A Polícia Federal afirmou que a quadrilha entrava com as drogas no Brasil com aeronaves e, a partir de Corumbá, a 415 quilômetros de Campo Grande, na fronteira com a Bolívia, distribuía para a região Sudeste do país por via terrestre.

Prisão
Em flagrante, foram presos três suspeitos, que portavam800 quilos de cocaína durante as investigações que resultaram na operação. As prisões foram feitas quando os traficantes transportavam o entorpecente.
Roubos
Também foram bloqueados dinheiro de 68 contas correntes, sequestrados mais cinco imóveis e apreendidos 35 veículos adquiridos por meio de práticas criminosas.
(Fonte: Noticias ao minuto)

Gilmar diz que tendência é julgar chapa Dilma-Temer na semana que vem

© Marcelo Camargo/Agência Brasil
Ministro Herman Benjamin, relator da ação no TSE, enviou seu relatório final para os demais ministros da Corte na segunda-feira
O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, afirmou hoje (28) a jornalistas que o julgamento da ação em que o PSDB pede a cassação da chapa Dilma-Temer, que disputou e venceu as eleições presidenciais de 2014, deve mesmo ter início na próxima semana.
Ontem (27), o ministro Herman Benjamin, relator da ação no TSE, enviou seu relatório final para os demais ministros da Corte, liberando o processo para que seja pautado em plenário. Conforme determina a Lei da Inelegibilidade, ele pediu a Gilmar Mendes que inclua a ação imediatamente em pauta.  
Questionado nesta terça-feira se o julgamento começaria de fato na semana que vem, Mendes afirmou que a “tendência é essa”.  Ele também confirmou, no entanto, que logo na abertura das discussões em plenário é possível que o julgamento seja suspenso, adiando o começo efetivo dos debates.
A suspensão ocorrerá caso os ministros decidam acatar um pedido feito pelos advogados de Dilma Rousseff para que as defesas tenham mais cinco dias para examinar provas relativas à empreiteira Odebrecht, que foram anexadas ao processo já em sua fase final, e então entregarem novas alegações finais.
“Se ele [Benjamin] levar dessa forma, certamente será discutido no plenário”, disse Mendes, referindo-se à hipótese de o relator da ação não decidir sobre a petição da defesa de Dilma antes do início do julgamento.
No caso de o prazo ser concedido às defesas, é possível que o julgamento acabe adiado para o fim de abril. Isso porque o TSE não possui sessões previstas para a semana da páscoa e o ministro Gilmar Mendes tem viagens agendadas para terceira semana de abril, quando irá à Europa participar de um seminário.
Nesta quarta-feira, Gilmar Mendes não quis responder se estaria disposto a alterar sua agenda de modo a agilizar o julgamento. Na hipótese de ação ficar suspensa até o fim do mês que vem, o ministro Henrique Neves não participará do julgamento, pois seu mandato no TSE termina no dia 16 de abril.
Cassação e inelegibilidade
Em dezembro de 2014, as contas da campanha de Dilma Rousseff e Michel Temer foram aprovadas por unanimidade pelo TSE, mas com ressalvas. No entanto, o processo foi reaberto após questionamento do PSDB, que defendeu haver irregularidades nas prestações de contas apresentadas pela chapa, que teria recebido recursos do esquema de corrupção investigado na Lava Jato.
Inicialmente focado em irregularidades na contratação de gráficas, desde o início deste mês o ministro Herman Benjamin decidiu investigar também os indícios de que a campanha teria recebido recursos não declarados da empreiteira Odebrecht, conforme indícios revelados pela Operação Lava Jato.
A jurisprudência do TSE prevê que a prestação contábil de presidentes e do vice-presidentes deve ser julgada em conjunto. Em caso de condenação, o processo pode resultar na inelegibilidade de Dilma Rousseff e de Michel Temer, que pode ainda ser afastado da Presidência da República. Nesse caso, o Congresso Nacional realizará uma eleição indireta para escolher um novo presidente.
A campanha de Dilma Rousseff nega qualquer irregularidade e sustenta que todo o processo de contratação das empresas e de distribuição dos produtos foi documentado e monitorado. Os advogados da presidenta afastada também afirmam que todos os recursos recebidos foram declarados.
A defesa do presidente Michel Temer sustentou no TSE que a campanha eleitoral do PMDB não tem relação com os pagamentos suspeitos ou com o recebimento de recursos não declarados. Com informações da Agência Brasil.

Temer reclama de pressão e diz não ser nem popular nem populista

© Alan Santos/PR
Em reunião no Palácio do Planalto, o peemedebista disse que tem sofrido pressão em decisões governamentais
Em meio às expectativas de quebra de sigilo de delações premiadas e ao julgamento de cassação da chapa presidencial, o presidente Michel Temer fez um desabafo nesta terça-feira (28) em reunião com integrantes da base aliada.
Em reunião no Palácio do Planalto, o peemedebista disse que tem sofrido pressão em decisões governamentais e reconheceu que não é um presidente nem popular nem populista. Segundo a última pesquisa Datafolha, divulgada em dezembro, apenas 10% consideram a gestão federal como ótima ou boa.
Segundo relatos, o presidente ressaltou, contudo, que apesar da consciência de que atualmente não tem uma grande aprovação, não pretende adotar o caminho do populismo e quer ser reconhecido como um presidente que fez reformas estruturais, como a previdenciária e a trabalhista.
No encontro, de acordo com parlamentares presentes, o peemedebista fez questão de destacar que tem adotado uma pesada carga de trabalho. Ele disse que tem acordado muito cedo e trabalhado até tarde e que o tempo para ele tem sido contado em dobro, diante do mandato curto que assumiu com o impeachment de Dilma Rousseff.
A reunião foi convocada para discutir o texto da reforma previdenciária, que tramita em comissão especial na Câmara dos Deputados. No encontro, o presidente defendeu a adoção de uma proposta que seja de consenso e recebeu a sugestão de flexibilizar as novas regras para aposentadoria rural, evitando equipará-la com a urbana.
Os deputados federais ainda defenderam que não sejam alteradas as regras do benefício pago a pessoas pobres idosas ou com deficiência, o BPC (Benefício de Prestação Continuada), e a restrição ao acúmulo do valor da pensão e da aposentadoria ao teto do INSS.
Segundo eles, com as três alterações ao texto original, ficaria mais fácil aprovar a proposta previdenciária. Em resposta, o presidente destacou que o eixo principal da iniciativa não pode ser quebrado, como a fixação de uma idade mínima.
Ele destacou, contudo, que a equipe econômica poderá reavaliar questões pontuais, desde que sejam apresentadas por escrito pela base aliada.
O ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) Herman Benjamin, relator do processo de cassação da chapa Dilma Rousseff-Michel Temer, entregou nesta segunda-feira (27) seu relatório final.
O gesto abriu espaço para que o julgamento comece na semana que vem. O presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes, disse nesta terça (28) que a "tendência" é realmente começar o julgamento na próxima semana.
Em abril, o ministro do STF (Superior Tribunal Federal) Edson Fachin também deve abrir o sigilo dos pedidos de investigação feitos pela PGR (Procuradoria-Geral da Reública) contra pelo menos seis ministros da gestão peemedebista. Com informações da Folhapress.

Projetos da contratação de funcionários e convênios com entidades serão votados hoje

Finalmente o plenário da Câmara Municipal de Ipiaú  estará votando na sessão ordinária desta terça-feira, 28, em regime de urgência especial, os  Projetos de Lei do Poder Executivo que visam a celebração de convênios com organizações da sociedade civil sem fins lucrativos e a contratação de pessoal para atender a necessidade temporária  de excepcional interesse publico. A votação única deverá ser assistida por dezenas de pessoas interessadas nos assuntos em pauta na “Ordem do Dia”.
                                                               TRIBUNA LIVRE
Representando o Grupo Ecológico Humanista Papamel, o ambientalista Emidio Neto, ocupará hoje a Tribuna Livre da Câmara Municipal para comentar a respeito da  situação da  água e do saneamento básico em Ipiaú, além da destinação dos resíduos sólidos,urbanos e rurais, no município. (José Américo Castro/ASCOM-Câmara de Ipiaú).

Conta de luz cairá até 20% em abril por cobrança indevida

Adicionar legenda
A conta de luz do consumidor em todo o País vai cair até 20% em abril, por conta da devolução de uma cobrança indevida de energia atrelada à usina nuclear de Angra 3. A decisão anunciada nesta terça-feira, 28, pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) atinge todas as distribuidoras de energia, com exceção de apenas três empresas, a Sulgipe, a Companhia Energética de Roraima e a Boa Vista Energia. A queda ocorrerá apenas no mês de abril. Na Bahia a queda estará entre 15 a 20%. Pela decisão, outras seis distribuidoras do País também estarão neste patamar de queda (de 15% a 20%).  São elas: Celpe, Cosern, CPFL Jaguari, CPFL Paulista, Energisa Borborema e Energisa Sergipe. Outras 22 empresas apresentarão queda de 10% a 15%. Para 29 distribuidoras, a redução será de 5% a 10%. As demais 32 distribuidoras apresentarão um corte entre 0% e 5%. A decisão atinge 44 concessionárias e 20 permissionárias, todas elas distribuidoras de energia. A queda varia entre cada uma das distribuidoras por conta dos diferentes prazos de cobrança da energia de Angra 3. No caso da Eletropaulo, por exemplo, o valor foi cobrado indevidamente por nove meses. A usina termonuclear está em construção no Rio de Janeiro e só deve ficar pronta a partir de 2019, mas acabou entrando irregularmente nas cobranças de conta de luz. Os valores que serão devolvidos chegam a cerca de R$ 1 bilhão e foram devidamente corrigidos pela taxa Selic dos períodos cobrados. *Informações do Estadão



Senadores decidem nesta terça-feira se votam o Projeto sobre terceirização

Waldemir Barreto/Agência Senado
Se depender do governo de Michel Temer, será imposta no país uma terceirização em todos os setores da economia, inclusive nas atividades fins das empresas, advertiu nesta terça-feira (28), em Plenário, a senadora Ângela Portela (PT-RR). Ela criticou o Planalto pelo anúncio de que sancionará o projeto sobre terceirização aprovado pela Câmara dos Deputados.
A parlamentar lembrou que a ideia original do Executivo era aguardar a votação de outra proposta (PLC 30/2015) sobre o mesmo tema, em avaliação no Senado, e que é considerada mais moderada do que o texto que seguiu para a sanção presidencial.
No entanto, disse Ângela Portela, diante de pressão de empresários e banqueiros, Temer recuou. A senadora avaliou que o projeto da terceirização que pode virar lei traz prejuízos consideráveis aos trabalhadores.

A verdade é que a terceirização trará jornadas ampliadas, salários reduzidos, mais acidentes de trabalho, menos empregos. Na realidade, essa precarização já pode ser constatada atualmente no país. Mesmo sem a terceirização radical, contida no projeto, de dez acidentes de trabalho no Brasil oito acontecem em média com funcionários terceirizados.

Comissão da Reforma Trabalhistatem Audiência Pública nesta terça-feira

 (FOTO: ASCOM/SETE ALAGOAS)
ATÉ AGORA, A PROPOSTA DE REFORMA TRABALHISTA RECEBEU 840 EMENDAS DOS DEPUTADOS; COMISSÃO ESPECIAL DEVE VOTAR RELATÓRIO NO INÍCIO DE MAIO
A Comissão Especial da Reforma Trabalhista realizará três audiências públicas nesta semana. A primeira está marcada para esta terça-feira, 28, com a participação do presidente do Colégio de Presidentes e Corregedores dos Tribunais Regionais do Trabalho e do Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região, James Magno Araújo Farias.
Também participam desse debate o presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Ernesto Lozardo; o diretor de Pesquisa do IBGE, Roberto Luis Olinto Ramos; o representante da Associação Latino-Americana de Advogados Laboralistas, Maximiliano Garcez; e o representante da Associação dos Advogados Trabalhistas de São Paulo, Aparecido Inácio Ferrari de Medeiros.
“A oitiva dos representantes dos variados órgãos, entidades e especialistas têm por objeto melhor conhecer a repercussão que as mudanças impactarão na vida da classe trabalhadora e nas relações de mercado, possibilitando aos parlamentares melhores condições para a formação do convencimento sobre a matéria”, afirma o deputado Wadih Damous (PT-RJ), um dos parlamentares que pediram a realização da audiência.
Até agora, a proposta de reforma trabalhista recebeu 840 emendas dos deputados, e o relator do projeto, deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), promete apresentar seu parecer antes do feriado da Páscoa, nos dias 12 ou 13 de abril. Ele avalia que a votação da matéria na comissão especial será no início de maio.
(Fonte: Diário do Poder)

Temer monta estratégia para arrastar julgamento de cassação para 2018

© Ueslei Marcelino / Reuters
Caso o peemedebista seja cassado pelo TSE, ideia é ingressar com recursos tanto na Corte Eleitoral como no STF
Com a expectativa de que tenha início na próxima semana o julgamento de cassação da chapa presidencial, a equipe do presidente Michel Temer começou a esboçar estratégia jurídica para arrastar o desfecho do caso para o ano que vem, diminuindo as chances de uma decisão desfavorável em ano eleitoral.
Caso o peemedebista seja cassado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), a ideia é ingressar com recursos tanto na Corte Eleitoral como no STF (Supremo Tribunal Federal), empurrando uma decisão final para a véspera da sucessão eleitoral.
Nas palavras de um assessor presidencial, com a proximidade de uma campanha eleitoral, "crescerá a pressão sobre o Poder Judiciário para que não casse o presidente", reforçando a tese de aliados do presidente de que sua saída causaria uma nova instabilidade política no país.
A expectativa é de que o presidente do TSE, Gilmar Mendes, inicie o julgamento na próxima quarta-feira (5) ou quinta-feira (6). O Palácio do Planalto esperava o início da análise apenas em maio, já que havia a informação de que Mendes ficará quinze dias no exterior em abril.
Mesmo com o início no mês que vem, o Palácio do Planalto acredita que, diante de eventuais pedidos de análises e vista, o desfecho do julgamento na Corte Eleitoral deve ocorrer apenas na metade do ano. Ainda assim, há preocupação sobre o impacto do julgamento nas expectativas do mercado financeiro, o que poderia atrasar a recuperação econômica do país. Para um assessor presidencial, agravaria ainda mais o desgaste político da gestão peemedebista caso o início do julgamento ocorra na mesma semana em que o ministro do STF Edson Fachin retirar o sigilo das denúncias contra integrantes da cúpula do Palácio do Planalto. 
Além do relator Herman Benjamin, que já indicou que poderá votar pela cassação, causa preocupação ao governo peemedebista as posições dos ministros Luciana Lóssio e Henrique Neves que, apesar de deixarem a Corte Eleitoral no primeiro semestre, poderiam declarar seus votos antes de saírem. 
Benjamin concluiu o relatório final do processo de cassação da chapa na segunda-feira (27), abrindo espaço para que o julgamento comece na semana que vem.O relatório é uma espécie de resumo do processo, sem juízo de valor. O voto de Benjamin será anunciado oficialmente somente na sessão de julgamento. O Ministério Público Eleitoral tem até esta quarta-feira (29) para dar seu parecer sobre o documento do relator. A partir daí, segundo a assessoria do TSE, Mendes pode pautar o julgamento para sessões da próxima semana. Com informações da Folhapress.

Casa Branca é fechada após serviço secreto encontrar pacote suspeito



O serviço secreto norte-americano está investigando um pacote suspeito encontrado perto da Casa Branca, que foi fechada imediatamente. A polícia mandou interditar as ruas de acesso à residência do presidente dos Estados Unidos. Até o momento, as autoridades não informaram se têm pistas sobre o que pode estar no pacote e quem o deixou na localidade. (Sputnik)

“Projeto Domingo na Praça” é iniciado na Praça Rui Barbosa em Ipiaú


A Prefeitura de Ipiaú, por meio da coordenação de eventos, realizou neste domingo(26/03), uma programação especial na Praça Rui Barbosa: a primeira edição do projeto Domingo na Praça. De acordo com a Prefeita Maria das Graças, idealizadora do evento, o objetivo é incentivar a ocupação dos espaços públicos pela população, proporcionando assim, a integração dos Ipiauenses.
Desta forma, durante todo o domingo, a principal praça de Ipiaú foi palco de manifestações esportivas como skate, slackline, patins, bem como, atividades de teatro, dança e música. O evento foi aberto com aula de ginástica do Educador Físico Lucas Freitas. Em seguida, aconteceram apresentações de muay thai (Team Terrier) e capoeira (Mestre Buda). No turno da tarde, ocorreram recreações infantis com a Tia Dani. Em todo o evento, as crianças receberam cremosinhos, produtos doados pela Empresa Doce Mel. As atividades começaram às 8h e se estenderam até às 18h, finalizando com a apresentação musical de Juninho dos Teclados.
O Domingo na Praça também disponibilizou praça de alimentação, massagem relaxante pelo Salão de Beleza Cliesten e serviços de medição de pressão e testes rápidos no Stand de Saúde, uma colaboração da Secretaria de Saúde. Ainda no espaço, a Clínica Bem Estar criou um ambiente com atividades voltadas ao desenvolvimento das habilidades motoras do publico infantil.
Assessoria de Comunicação - Prefeitura de Ipiaú

Feira: Fim de semana registra três homicídios; mês tem 1 assassinato por dia

Foto: Ed Santos / Acorda Cidade
Três pessoas foram mortas a tiros durante o fim de semana em Feira. Segundo o Acorda Cidade, com os registros, a cidade tem um homicídio ao dia em março e quase um ao dia em relação ao ano. São 27 mortes neste mês, e 80 desde o começo do ano. O primeiro crime deste fim de semana ocorreu no sábado (25). Ronaldo Amorim da Silva, 24 anos, foi morto a tiros em um bar na Avenida Antônio Sérgio Carneiro, bairro Santo Antônio dos Prazeres. A vítima foi surpreendida por um homem a bordo de uma motocicleta que disparou os tiros, que atingiram o rosto de Ronaldo.  No mesmo sábado, Rafael Ferreira da Silva de Jesus foi morto a tiros no Residencial Vida Nova Aeroporto II, na Avenida Sérgio Carneiro. Já Cleidson de Souza Lima da Silva, de 23 anos, foi morto a tiros no domingo (26). Testemunhas contaram que dois homens em uma moto atiraram contra a vítima na localidade Pela Porco, no bairro Jardim Acácia. A autoria e a motivação dos crimes são apuradas.

Jequié:Jovem é presa ao entrar no presídio com 100g de cocaína nas partes íntimas

Foto: Reprodução / Blog Resenha Geral


Uma jovem de 19 anos foi presa, neste domingo (26), ao tentar entrar com drogas na vagina no Conjunto Penal de Jequié. De acordo com o Blog Marcos Frahm, ao realizar o exame de revista, rotina para qualquer visitante em presídios, 100 gramas de cocaína foram encontrados pela polícia dentro das partes íntimas da jovem, identificada como Natália Moreira da Silva. A polícia informou que ela é moradora de Jaguaquara, região do Vale do Jiquiriçá e que estava na unidade prisional para visitar o companheiro. Natália acabou sendo detida após a direção do Conjunto Penal encontrar as drogas. 

PF prende três por tentativa de 'cola eletrônica' em concurso público

A Polícia Federal prendeu neste domingo (26) três envolvidos em um esquema para fraudar um concurso público para cargos de técnico e analista do Tribunal Regional do Trabalho do Mato Grosso do Sul (TRT-MS). Eles foram detidos na Operação Gabarito, deflagrada pela PF após uma denúncia anônima de que um dos membros do esquema iria alegar problemas de saúde para deixar o local no início da prova enviaria as perguntas do concurso para membros do grupo em Brasília, que repassariam para outros envolvidos. Por meio de ponto eletrônico estes membros iriam responder as questões e repassar aos outros envolvidos. Diante disso, agentes da PF foram aos locais de prova disfarçados e, logo no começo da prova, um candidato pediu para deixar o local do certame alegando problemas de saúde. Segundo a PF, o candidato pretendia trocar a prova por um simulado, entregando o simulado aos fiscais do concurso, e levando com isso as perguntas oficiais do concurso. Os agentes, então, acompanharam o suspeito e o abordaram em um quarto de hotel em Brasília onde estavam outros dois envolvidos com equipamentos eletrônicos para repassar as perguntas. À PF, eles informaram que pagaram R$ 6.000,00 (seis mil reais) para obter as respostas. Todos os membros do grupo eram de Alagoas. Os três foram detidos e indiciados pela Polícia Federal por formação de quadrilha e por fraudar a credibilidade do concurso público. "Até o presente momento, acredita-se que a atuação da PF evitou que esta quadrilha obtivesse sucesso em fraudar o certame", diz a nota da Polícia Federal.
(Fonte: Bahia noticias)

Ipiaú: Homem é preso pela PM vinte minutos após assalto no Aloísio Conrado

Adicionar legenda
Suspeito já tinha sido preso ano passado ao fingir ser pastor e cometer assaltos (Foto: Giro Ipiaú)

Cerca de 20 minutos depois de assaltar a Distribuidora AM, no bairro Aloísio Conrado, a Polícia Militar conseguiu identificar o suspeito e prende-lo em flagrante. A prisão de Welligton de Jesus Nascimento foi realizada por agentes do Serviço de Inteligência (Soint) e a Guarnição Delta do PETO, na Rua do Honório, bairro Euclides Neto.

Com Welligton, conhecido também pelo vulgo de “Bunda de Urso”, a polícia encontrou um simulacro (arma falsa) e uma moto roubada em Gandu, placa JRC-0529. Uma pequena quantidade de dinheiro também foi encontrada com o assaltante. Contra ele também havia um mandado de prisão aberta da Comarca de Ibirataia.


Welligton já possui passagens por uma série de roubos em Ipiaú e cidades do Baixo Sul Baiano. Em maio do ano passado ele foi preso em Teolândia acusado de roubar motocicletas. À época, o caso ganhou repercussão pela forma como o assaltante agia (relembrar). De acordo com investigações da polícia, ele fingia ser pastor evangélico, ganhava a confiança das pessoas e depois praticava os roubos. (Giro Ipiaú)



Nessa sexta-feira (31), acontece a mega reinauguração do 'O Varejão Supermercado', loja 1, localizado na Praça Salvador da Matta, antiga Praça da Feira. O Varejão Supermercado - lugar de comprar barato de verdade, agora com duas lojas; Praça Salvador da Matta, 62, e na Rua Walter Hollenwerger, 73, antiga Batateira. 

Odebrecht: Todos os candidatos tiveram financiamento ilegal

 (FOTO: GIULLIANO GOMES/ESTADÃO)
NUM DOS TRECHOS DO DEPOIMENTO, ODEBRECHT AFIRMOU QUE SE ARREPENDE DE TER TRATADO DE PROPINA NO GOVERNO FEDERAL
O empresário Marcelo Odebrecht, ex-presidente e herdeiro do grupo que leva seu sobrenome, disse em depoimento ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no início de março, que o financiamento ilegal de campanhas é tão comum no País que inclui todos os candidatos eleitos. “Duvido que tenha um político no Brasil que tenha se eleito sem caixa 2. E, se ele diz que se elegeu sem, é mentira, porque recebeu do partido. Então, impossível”, afirmou.
As declarações constam do depoimento prestado na ação que apura abuso de poder político e econômico pela chapa Dilma Rousseff-Michel Temer nas eleições de 2014. Naquele ano, além da então presidente, 1.626 pessoas conseguiram votos para ocupar os cargos em disputa.
No caso da Odebrecht, o empreiteiro pontuou que, dos recursos disponíveis para campanhas, 75% eram pagos fora do sistema oficial.
“Caixa 2, para a gente, e eu acho que para todas as empresas, era visto como natural. Os valores definidos pelos candidatos eram tão aquém do que eles iam gastar que não tinha como a maior parte das doações não ser caixa 2. Era impossível”, declarou ao TSE.
O empreiteiro afirmou que, ao acertar propinas com parlamentares ou ocupantes de cargos executivos, o valor podia ser pago nas eleições tanto como doação oficial, o “caixa 1”, quanto por fora. Mas ponderou também que parte dos valores do chamado caixa 2 não foi destinada a campanhas com uma “contrapartida específica”.
Doação oficial
Marcelo Odebrecht disse que a doação oficial, como acaba por vincular a empresa ao candidato eleito, foi “criminalizada no Brasil”. E que, ao longo de “20, 30 anos”, o dinheiro não contabilizado para campanhas foi crescendo, o que ele, há quase dois anos preso pela Lava Jato, diz que “precisa mudar”. “A gente tinha medo de doar com medo da penalização que havia”, sustentou.
O empreiteiro ressaltou que os empresários têm a preocupação de não mostrar tudo o que gastam nas campanhas para evitar que alguns concorrentes, vendo eventuais disparidades nas contribuições, cobrem mais.
Arrependimento
Num dos trechos do depoimento, Odebrecht afirmou que se arrepende de ter tratado de propina no governo federal. Falando de forma geral, considerou que não só ele, mas toda a sociedade, errou ao assistir, supostamente de forma passiva, o esquema de aparelhamento político no setor público, potencial fonte de desvios e do financiamento ilegal de campanhas.
“O governo sabia, a população sabia, eu sabia que o meu empresário, para atuar na Petrobrás, de alguma maneira, tinha de atender aos interesses políticos daquela diretoria. Eu fazia vista grossa, a sociedade fazia vista grossa, todo mundo fazia vista grossa”, disse. “Olhando para a frente, precisa mudar muita coisa, entendeu? Essa questão da Lava Jato foi positiva, porque acho que vai corrigir daqui para a frente.” (AE)
(Diário do Poder)

Eleições fazem Renan virar aliado com discurso de oposição

© Adriano Machado / Reuters
Senador é candidato a um novo mandato e se movimenta cada vez mais para se descolar do governo de Michel Temer e se aproximar do ex-presidente Lula
"Com essa história de criminalizar todo mundo, o Lula vai fazer um passeio em 2018", afirmou o ex-presidente do Senado, em conversa com amigos. Quis dizer com isso que, se o petista não virar "ficha suja" pela Lava Jato, não haverá páreo para ele. "A Lava Jato tem a responsabilidade de mostrar quem é culpado e quem é inocente. Será que teremos de fazer uma nova lei de financiamento e contratar uma cartomante para ver se ela valerá daqui a dez anos?", provocou Renan.

Marília Gabriela admite: "Sou doida por homem, sempre fui"

© Reprodução
Gabi nega que já tenha vivido romance com mulheres
Entrevistando os nomes mais importantes do cenário político, social e artístico do Brasil, Marília Gabriela está acostumada a fazer as pessoas falarem sobre si mesmas. Entretanto, sobre ela mesma, pouco é falado, no geral.
Entretanto, sendo ela a entrevistada da revista 'Brasileiros', a jornalista falou sobre sua intimidade sem papas na língua. Inclusive sobre a afirmação de que já teria vivido romance com uma mulher, o que ela nega.
"Nunca. Não por preconceito. Por uma questão de quê? Fisiológica? Não sei. E é engraçado que no tempo do Cara a Cara, quando me separei de meu marido, lembro de uma notícia de um cruel jornalista que deu uma manchete dizendo que eu tinha ido embora para a Europa com uma mulher. Li isso com surpresa. Nunca recebi pensão. Eu tenho consciência do que é ser livre, e a liberdade passa pelo autossustento, sempre fui essa mulher forte e grande. E sempre tive uma postura agressiva para me defender. E acho que esse perfil de mulher, que é o desta para a qual você está olhando, que bota o pé na porta e diz “eu existo e sou dona do meu nariz, eu não dependo de ninguém”, pode ter levado as pessoas a achar que, talvez, eu tivesse uma preferência se­xual diversa da que eu tenho. Nunca tive interesse. Eu sou doida por homem. Sempre fui", explica Gabi, como é mais conhecida.
Ainda no campo 'relacionamento', a apresentadora fala que é atraída pela beleza, o que é fácil de deduzir sobre ela, que já foi casada um dos homens mais bonitos do Brasil, Reynaldo Gianecchini.
"Beleza é o primeiro. E sexo é fundamental. O subtexto da beleza é sexo. O que está subjacente é sexo. Para mim, sempre foi. E, honestamente, acho que dificilmente alguém não presta atenção na aparência de alguém. Gente, a primeira coisa que eu vejo não é inteligência. Quando você entra em um lugar e olha, o que vê primeiro? É a imagem, a figura", declara.
Marília Gabriela foi casada três vezes e tem dois filhos, Christiano e Theodoro Cochrane.

Chico Picadinho: psicopata de SP pode ser solto após 41 ano

Foto: Reprodução
Segundo psiquiatra, se 'uma pessoa é psicopata, ela vai ser para sempre' e deve ser afastada do convívio social
O criminoso Chico Picadinho, que matou e esquartejou duas mulheres em São Paulo nas décadas de 60 e 70 e está preso há 41 anos - onze anos a mais do que o máximo permitido por lei, deve ser solto até o dia 1º de julho deste ano.
Francisco da Costa Rocha entrou para a história após cometer os crimes mais violentos do Brasil à época. Em 1964, ele matou e esquartejou a austríaca Margareth Suida durante uma relação sexual, ficou oito ano na cadeia e foi solto por bom comportamento.