Contra a Covid-19, Governo do Estado comprou insumos e equipamentos com preços abaixo da média nacional

Related images
O Governo do Estado tem feito uma série de investimentos para prevenir a disseminação do coronavírus e atender os pacientes com Covid-19. No esforço para otimizar os recursos públicos, o Governo conseguiu adquirir grande parte dos equipamentos e insumos com valores bem abaixo da média praticada no mercado nacional, como comprovou a auditoria realizada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Um exemplo são as camas fawler básica manual (camas hospitalares com elevação de cabeceira e peseira), cujo custo médio é avaliado em cerca de R$ 3,5 mil e que foram compradas pelo governo baiano por R$ 2,4 mil. No total, foram adquiridas 650 camas desse modelo. Outro caso são as máscaras de proteção respiratória para agentes biológicos (N95 KN95 PFF2). O valor médio contratado pelos estados, de acordo com o painel público Covid-19 nacional (site do TCE-BA), é de R$ 16,02. O Governo do Estado adquiriu 576 mil unidades, pelo preço de cerca de R$ 5, cada. 

Concluída na segunda-feira (15), a fase inicial da auditoria do TCE teve início em 31 de março deste ano. O relatório tem o propósito de apresentar as informações preliminares, levantadas até o momento, sobre os impactos da pandemia nas receitas do Estado, sobre as medidas de contenção de despesas e as compras de equipamentos e serviços médicos e hospitalares. 

No caso das luvas de procedimento hospitalar, os estados têm pago em média R$ 34,73 pela caixa de 50 pares. A Bahia conseguiu um fornecedor com preço, até o momento, de R$ 21,22. Já os aventais hospitalares custam em média R$ 10,02 e a Bahia comprou 1,3 milhão de unidades por R$ 6,99, cada. 

As equipes de auditores apuraram ainda que, de março a maio de 2020, a queda da receita baiana gira em torno de 19,71% quando comparada ao mesmo período de 2019, o que reforça a importância de otimizar os recursos nos processos de compra para enfrentamento da pandemia.

Secom - Secretaria de Comunicação Social - Governo da Bahia

Nenhum comentário: