Insatisfeito com articulação política, PSL cobrará nova postura de Bolsonaro

Foto: J. Batista/Câmara dos Deputados
A insatisfação com a articulação política do governo Jair Bolsonaro subiu de patamar no PSL, partido do presidente, informa a coluna Painel, da Folha.
Segundo a publicação, deputados foram avisados de que o líder da sigla na Câmara, Delegado Waldir (GO), reunirá a bancada na quarta (27) para definir o que chama de nova postura em relação ao Planalto.
Os parlamentares dizem que arcam com o desgaste de defender o governo, mas não recebem nada em troca –nem sequer prestígio. O recado é: ou Bolsonaro muda, ou eles tiram o corpo fora.
Uma ala defende que o presidente abra mais espaço para o PSL no governo. Esse grupo fala, por exemplo, que a deputada Bia Kicis (PSL-DF) tem todas as credenciais para assumir o Ministério da Educação.
O Planalto sinaliza, porém, que Bolsonaro vai ignorar os pedidos de parlamentares e manter o discurso de que não negocia sob o que chama de velha política, mesmo que a reclamação venha de seu partido.