Praça João Carlos Hohlenwwerger, 06 Tel-(73) 35313567-Ipiaú-BA

Suspeita de ter forjado cirurgia, desembargadora Lígia Ramos é presa e levada para Papuda

Foto: Divulgação/
A desembargadora Lígia Ramos, do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA)

A desembargadora Lígia Ramos, do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), foi presa pela Polícia Federal (PF) na manhã deste domingo (20). A magistrada já foi submetida a exame de corpo delito e segue agora para o presídio da Papuda, em Brasília. Este foi o motivo porque o avião da Polícia Federal foi visto em Salvador na última sexta-feira (18).

Ela será transportada na aeronave. Com prisão determinada pela Operação Faroeste, junto com a colega Ilona Reis, Lígia havia conseguido substituir a medida por prisão domiciliar, alegando que se recuperava de uma cirurgia na vesícula. Mas os investigadores suspeitaram de que ela teria forjado o procedimento para não ir para a prisão.

Segundo relatou um advogado que acompanha os procedimentos da Faroeste na Bahia, os investigadores apuram agora se a desembargadora obteve informação privilegiada sobre a Operação e quem pode ter vazado a notícia para ela. A prisão temporária foi deflagrada no âmbito das 6ª e 7ª fases da Operação Faroeste, na última segunda-feira (14).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente esta matéria.