Praça João Carlos Hohlenwwerger, 06 Tel-(73) 35313567-Ipiaú-BA

Funcionários do Hospital Regional da Chapada denunciam atraso nos salários: 'situação difícil'

Funcionários do Hospital Regional da Chapada denunciam atraso de dois meses de salários — Foto: Governo do Estado

Médicos, enfermeiros, nutricionistas, técnicos de enfermagem e agentes de limpeza estão sem receber desde o dia 26 de outubro. Sesab anunciou que unidade será gerida pela Fundação Fabamed.

Funcionários do Hospital Regional da Chapada, que fica na cidade baiana de Seabra, denunciaram atrasos nos salários dos últimos dois meses.

Segundo uma funcionária, que preferiu não revelar a identidade, os atrasos nos salários, que antes eram constantes, estavam em dia desde o início do ano, mas voltaram a atrasar. Médicos, enfermeiros, nutricionistas, técnicos de enfermagem e agentes de limpeza estão sem receber desde o dia 26 de outubro.
  • "Todos os funcionários estão sem receber desde o dia 26 de outubro. Tivemos um atraso em agosto, mas foi pago em setembro e de desde o dia 26 que ninguém recebe. Uma situação difícil", contou.
O Hospital Regional da Chapada tem 101 leitos, sendo 10 de Terapia Intensiva. A unidade é referência para as cidades de Abaíra, Boninal, Ibitiara, Iraquara, Lençóis, Mucugê, Novo Horizonte, Palmeiras, Piatã, Seabra, Souto Soares, Oliveira dos Brejinhos e Brotas de Macaúbas.

Além do atendimento clínico e cirúrgico de emergência, o Hospital Regional da Chapada realiza cirurgias eletivas, oferta atendimento ambulatorial nas especialidades de cardiologia, ortopedia, pediatria, clínica médica, cirurgia geral, angiologia, gastroenterologia, anestesiologia, otorrino, exames de imagem e laboratório.

Questionada pelo G1 sobre os atrasos nos salários dos funcionários, a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) não falou sobre o assunto, mas informou que, a partir desta quinta-feira (10), a Fundação Fabamed assume a gestão do Hospital da Chapada, e que o secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, realizou uma inspeção na unidade para aferir os estoques de insumos e medicamentos, bem como o funcionamento dos equipamentos e a escala dos profissionais.

A Sesab informou que o contrato foi publicado no Diário Oficial do Estado e tem duração de 90 dias, renováveis por igual período.

Veja mais notícias do estado no G1 Bahia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente esta matéria.