Caso Marielle: polícia prende bombeiro ligado a Ronie Lessa no Rio

© Getty
Um sargento do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro identificado como Maxwell Simões Corrêa foi preso nesta quarta-feira (10) na capital fluminense pela Polícia Civil. De acordo com o G1, ele é suspeito de ajudar a sumir com as armas usadas para matar a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes.

Conhecido como “Suel”, o sargento foi preso em uma mansão de três andares num condomínio de luxo no Recreio dos Bandeirantes. 

Maxwell estava sendo investigado desde março do ano passado, quando ocorreram as prisões de Lessa e do ex-policial militar Élcio Vieira de Queiroz, acusados de participarem do crime.

Segundo o Ministério Público do Rio de Janeiro, o bombeiro “atrapalhou de maneira deliberada" as investigações sobre o atentado contra Marielle.

A operação cumpre mandados de busca e apreensão em dez endereços na cidade do Rio de Janeiro vinculados ao sargento e a outras quatro pessoas investigadas.

Nenhum comentário: