Pente-fino: TCU vai reavaliar cadastros do auxílio emergencial

Tribunal quer verificar se houve inclusão ou exclusão indevida de pessoas afetadas pela pandemia
Foto: Leopoldo Silva/ Agência Senado
Por meio de um acordo firmado com o Ministério da Cidadania, o Tribunal de Contas da União (TCU) vai fazer um verdadeiro pente-fino nos cadastros do auxílio emergencial, o benefício de R$ 600 pago pelo governo federal.
O objetivo é verificar r se houve inclusão indevida de pessoas, fora dos requisitos da lei, e pretende analisar se houve exclusão indevida de quem deveria receber e ficou de fora do socorro.
Segundo a coluna Painel, da Folha de S.Paulo, cerca de 97 milhões de pessoas se inscreveram e 50 milhões receberam a primeira parcela do benefício.

Nenhum comentário: