Justiça separa votos na Pensilvânia; Georgia faz recontagem a partir de 1º

Suprema Corte atendeu parcialmente a pedido da candidatura de Donald Trump, negando suspender apuração

Fotos: Públicas
A Suprema Corte determinou que o estado da Pensilvânia separe os votos recebidos pelos Correios a partir da última terça-feira (3). A data corresponde ao dia da votação presencial nas eleições dos Estados Unidos. A decisão judicial atende a pedido da candidatura a reeleição do presidente Donald Trump. A suspensão da apuração foi negada

Autoridades eleitorais do condado de Fulton anunciaram que a recontagem dos votos na Georgia só começará em 1º de dezembro. O procedimento acontece porque naquel estado a diferença que daria a vitória do democrata Joe Biden sobre o republicano Donald Trump é menor do que 0,5 ponto percentual. A recontagem para a eleição ao Senado deve ser concluída até 5 de janeiro.

As indefinições nas atuais eleições norte-americanas lembram a disputa entre o republicano George W. Bush e o democrata Al Gore, em 2000. A decisão, após embates nos tribunais, só foi anunciada 37 dias depois, com vitória final do republicano. Com informações do UOL/G1/France Press/CNN e The New York Times

Nenhum comentário: