Governo quer criar programa social para substituir Bolsa Família

Foto: Isac Nóbrega/PR
O governo de Jair Bolsonaro planeja criar novo programa assistencial. O ‘Renda Brasil’ substituiria o Bolsa Família, e passaria a valer a partir de outubro.

De acordo com informações da coluna de Valdo Cruz no G1, o valor do novo benefício pode variar entre R$ 250 e R$ 300. O programa alcançaria atuais beneficiários do Bolsa Família e pessoas que estão recebendo o auxílio criando na pandemia, considerados desassistidos.

O programa já está sendo discutido com o ministro da Economia, Paulo Guedes. A expectativa é que Bolsonaro se reúna também com os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para avaliar como seria o lançamento do programa.

O governo federal considera também estender o pagamento do auxílio emergencial por mais três meses. Por outro lado, o valor deve mudar: R$ 500 em julho, R$ 400 em agosto e R$ 300 em setembro.

A intenção, de acordo com a publicação, é que o ‘Renda Brasil’ já comece a valer em outubro. Para que os planos sejam cumpridos, é preciso alinhamento com Congresso e com a equipe econômica do próprio governo.

Nenhum comentário: