“Prefiro salvar 50 mil vidas a 5 mil empregos”, diz secretário de Saúde em Ipiaú

Foto: Giro Ipiaú
Em visita ao município de Ipiaú, na manhã dessa sexta-feira (15), o secretário de Saúde da Bahia, Fábio Villas-Boas discutiu com a prefeita Maria (por vídeo conferência), com a secretária de Saúde Laryssa Dias e representantes da comissão COVID, estratégias para continuar diminuindo o número de casos do novo coronavírus no município ipiauense. Após a reunião com os representantes do município, o secretário numa entrevista coletiva informou que trouxe novos testes rápidos e adiantou que mais uma quantidade deve chegar nos próximos dias. Fábio informou também que o Centro de Atendimento a Covid vai receber uma ambulância exclusiva para esses casos.
Colapso na saúde
Foto: Giro Ipiaú
Fábio afirmou estar satisfeito com as medidas tomadas pela gestão municipal que tem contado com a colaboração da sociedade e dos comerciantes e alertou que se não conseguir diminuir a taxa de transmissão, Ipiaú e outros municípios como Itabuna e Jequié sofrerão um colapso na saúde a partir de junho. “Para que isso não aconteça, para que a gente possa lá pra julho, começar a flexibilizar, tem que garantir nesse momento todo sacrifício que precisa ser feito. Abrir comércio nesse momento, salvar emprego, salvar empresas daqui a 30, 40 dias o preço vai chegar em forma de vidas. Para que isso não aconteça, o sacrifício tem que ser feito agora”, disse.
“Ipiaú conseguiu reverter a epidemia que estava acontecendo aqui com mais de 200% de crescimento em uma semana, graças a uma intervenção profunda que a prefeita tomou no município, ela conseguiu tomar as rédeas e reverter, e é um exemplo”. acrescentou o secretário.
Abertura de comércio
Foto: Giro Ipiaú
Sobre a reabertura do comércio, Fábio Villas-Boas foi taxativo: “Nesse momento em hipótese alguma. A gente está enfrentando uma rampa de aceleração na Bahia, e se nós não conseguirmos nesse momento conter, a gente perde o controle… eu tenho dito que eu prefiro salvar 50 mil vidas a 5 mil empregos”. O secretário usou como parâmetros os municípios de Feira de Santana e Jequié que reabriram os comércios e tiveram um crescimento no número de infetados pela Covid-19.
O comércio de Ipiaú (estabelecimentos considerados não essenciais) estão fechados desde o dia 22 de março. Nas últimas semanas tem crescido a pressão sobre a reabertura com flexibilização. A prefeita sinaliza que após o Toque de Recolher, decretado pelo Governo do Estado e Município, o assunto deve ser tratado numa nova reunião com os lojistas. (Giro Ipiaú)

Nenhum comentário: