Foto: Divlgação/Facebook
O presidente Jair Bolsonaro voltou a falar com baianos na porta do Palácio da Alvorada, onde normalmente atende e conversa com apoiadores, na chegada à residência oficial, no início da noite desta quinta-feira (07).

Um grupo de Salvador reclamou de ACM Neto (DEM) e Rui Costa (PT), que estão ampliando as medidas de isolamento social no estado devido ao crescimento de casos de Covid-19 na Bahia.

“O prefeito e o governador querem fechar tudo lá na Bahia. A cidade de Salvador já começou a fechar até os bairros agora”, disse um rapaz. "O senhor tem que intervir lá na Bahia da forma que o senhor puder”, acrescentou, ressaltando que “dentro da constituição e dentro da lei”.

Bolsonaro evitou comentar o fechamento de bairros citado pelo apoiador e anunciado por Neto e Rui nesta quinta (leia aqui), mas sinalizou que está ampliando a lista de atividades essenciais – somente ontem ele incluiu duas categorias que podem funcionar na pandemia: a construção civil e atividade industrial.

“Eu não ‘tô’ fechando nada, mas eu estou fazendo o possível para o comércio voltar a realidade”, respondeu o presidente, destacando que não era uma crítica a governador.

No início da semana, um microempresário soteropolitano já havia feito queixas de ACM Neto e Rui Costa para o presidente, também na porta do Alvorada. Em entrevista ao Bahia Notícias, ele alegou queda na receita de sua empresa e, filiado ao PSL, ex-partido de Bolsonaro, sinalizou que pode ser candidato a vereador neste ano (veja aqui)
Por; Bahia noticias

Nenhum comentário: