Bahia registra 13 mortes em 24 horas; duas crianças estão entre vítimas

Foto: Fotos Públicas/NIAID
A Bahia encerra esta segunda-feira (4) com o recorde de 13 mortes – entre elas, duas crianças -, em decorrência do novo coronavírus, nas últimas 24 horas. Ao todo, são 141 óbitos. De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), os infectados somam 3.734, o que representa 24,35% do total de notificações.

Ainda conforme a pasta, considerando o número de 817 pacientes recuperados e 141 óbitos, 2.776 pessoas permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e com sintomas da Covid-19, o que são chamados de casos ativos.

Os casos confirmados ocorreram em 150 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (63,43%). As cidades com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes são: Ilhéus (1.484,66), Uruçuca (1.364,59), Itabuna (1.092,75), Coaraci (1.059,26) e Salvador (825,11).

O boletim epidemiológico, continua a Sesab, descartou 7.930 casos de um total de 15.336 notificações em toda a Bahia. Os dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais.

Mortes
As 141 mortes contabilizadas pela Sesab ocorreram nos seguintes municípios: Adustina (1); Água Fria (1); Araci (1); Belmonte (1); Buerarema (1); Camaçari (1); Capim Grosso (1); Catu* (1); Feira de Santana (2); Gongogi (2); Ibirataia (1); Ilhéus (5); Ipiaú (2); Itabuna (5); Itagibá (1); Itapé (1); Itapetinga (2); Jequié* (1); Juazeiro (1); Lauro de Freitas (5); Maraú (1); Nilo Peçanha (1); Salvador (91); São Francisco do Conde (1); Ubaitaba (1); Uruçuca (4); Utinga (1); Vereda* (1); Vitória da Conquista (4). Estes números contabilizam todos os registros de janeiro até as 17 horas desta segunda-feira (4).

-135º óbito: homem de 85 anos, residente em Salvador, com histórico de Alzheimer. O paciente estava internado em um hospital filantrópico na capital baiana, vindo a falecer hoje (4).

-136º óbito: mulher de 79 anos, residente em Salvador, com histórico de Alzheimer. A paciente estava internada em um hospital filantrópico na capital baiana, vindo a falecer nesta segunda-feira (4).

-137º óbito: criança do sexo feminino de 2 anos, residente em Ipiaú, com histórico de toxoplasmose congênita. A paciente estava internada em um hospital público no município de Jequié, sendo admitida em 29 de abril, evoluindo a óbito em 30 de abril.

-138º óbito: mulher de 76 anos, residente em Salvador, com histórico de hipertensão, diabetes e fibrose pulmonar. A paciente estava internada em um hospital filantrópico na capital baiana, vindo a falecer neste domingo (3).

-139º óbito: homem de 80 anos, residente em Salvador, com histórico de doença cardiovascular. O paciente estava internado em um hospital filantrópico na capital baiana, vindo a falecer ontem (3).

-140º óbito: bebê do sexo feminino de 3 meses, residente em Salvador, sem histórico de comorbidades. A paciente estava internada em um hospital da rede privada na capital baiana, vindo a falecer em 3 de maio.

-141º óbito: homem de 57 anos, residente em Ibirataia, com histórico de diabetes. O paciente estava internado em um hospital público no município de Ibirataia, vindo a falecer em 23 de abril. A notificação tardia é fruto do aprofundamento da investigação epidemiológica solicitada pela Base Regional de Saúde, em Jequié.

Nenhum comentário: