“Ele é condenado, mas está pagando o que deve”, diz Reis sobre apoio de Lúcio Vieira

Foto: Rodrigo Daniel Silva/ bahia.ba
Pré-candidato a prefeitura de Salvador, o vice-prefeito Bruno Reis desconversou sobre o apoio que recebeu do líder do MDB, Lúcio Vieira Lima, em entrevista ao programa Direto ao Ponto, apresentado pelo jornalista do bahia.ba, Breno Cunha e pela jornalista Cintia Kelly, nesta segunda-feira (20).

“Ele é condenado mas já está pagando o que deve”, sintetizou. Questionado se acredita que o apoio do bloco SD-MDB-PSC-PTB pode prejudicar a sua imagem perante os eleitores, Reis alegou que sua história de vida está acima dos acordos políticos.

“Fui em uma reunião pra acertar o apoio com os quatro partidos (o bloco SD-MDB-PSC-PTB ) e reconheceram que meu nome era o nome que poderia dar continuidade ao projeto do prefeito ACM Neto. Minha imagem está atrelada a minha história de vida. Não é foto que vai atrelar ou implicar, todos sabem a minha história de vida”, afirmou.

Bruno Reis era correligionário dos irmãos Vieira Lima e foi indicado de Geddel para o posto de vice-prefeito. Geddel está preso após ter sido atrelado ao bunker de R$ 51 milhões, encontrado em um apartamento no bairro da Graça, em Salvador. Já Lúcio, que também foi vinculado ao montante, foi condenado por lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Nenhum comentário: