Brasil abrirá escritório em Jerusalém, mas não fala em mudança de embaixada

Foto: Alan Santos/PR
O governo brasileiro decidiu abrir um escritório em Jerusalém para promoção do comércio, investimento, tecnologia e inovação, conforme declaração conjunta divulgada neste domingo (31) durante visita do presidente Jair Bolsonaro (PSL) a Israel.
Segundo informações da agência Reuters, o documento não falará em mudança de embaixada, mas classificará o escritório em Jerusalém “como parte de sua embaixada em Israel”, afirmou à Reuters uma fonte brasileira com conhecimento direto do assunto.
Mais cedo, o governo de Israel disse que o Brasil abriu um “escritório diplomático” em Jerusalém, num momento em que Bolsonaro inicia uma visita ao país.
“Obrigado por abrir um escritório diplomático em Jerusalém!”, afirmou o ministro das Relações Exteriores de Israel em exercício, Israel Katz, em um post no Twitter, que incluiu uma foto de si mesmo apertando as mãos do seu homólogo brasileiro, Ernesto Araújo. “Israel e Brasil são amigos verdadeiros compartilhando valores comuns e nós vamos fortalecer a cooperação entre nossos dois países”, acrescentou o tuíte.
Por: Bahia.Ba