Alegando comorbidade, governador Rui Costa escapa da Sputnik V tomando Pfizer

Foto: Divulgação/Arquivo

Quem mostrou que não é bobo nem nada foi o governador Rui Costa (PT). Invocando ser portador de uma comorbidade – é hipertenso -, correu para um posto de vacinação depois de se cadastrar no programa do ministério da Saúde.

Lá, ‘por coincidência’, recebeu nada mais nada menos que a vacina da Pfizer – nem Oxford, nem Coronovac e muito menos a Sputnik V, que ele deseja comprar para a população baiana mas ainda carece de autorização pela Anvisa.

Com a iniciativa, Rui fez uma releitura meio petista do clássico ditado “faça o que eu digo, mas não o que eu faço”.
Política Livre

Um comentário:

Comente esta matéria.