Sou uma das que blindam o PSL de quem quer tomá-lo à força, rebate Pimentel

Foto: Diulgação/Ascom

A deputada federal e presidente do PSL na Bahia, Dayane Pimentel, afirmou que não uma “simples correligionária” do partido, mas uma peça que blinda a legenda daqueles que querem tomá-lo à força. O posicionamento, por meio de nota, é uma reação às informações de bastidores segundo as quais o presidente Jair Bolsonaro queria vê-la fora da sigla.

“(…) aproveito a oportunidade para reafirmar que não sou uma simples correligionária do PSL, sou uma das peças que o blinda das garras dos que querem tomá-lo à força. Estarei aqui para blindar novamente se preciso for, e isso talvez incomode os planos de quem vive com a intenção de desestabilizar o partido”, afirmou.

De acordo com informações publicadas no Jornal O Globo, o chefe do Executivo condicionou seu retorno ao PSL à expulsão de alguns políticos. Além de Pimentel, os deputados Joyce Hasselmann, Júnior Bozzella e Nereu Crispim, e o senador Major Olímpio.

Nenhum comentário: