Pandemia atrapalha entrada de jovens no mercado de trabalho

Foto: Divulgação

 A crise econômica trazida pela pandemia tem dificultado o ingresso de jovens no mercado de trabalho.

A taxa geral de desemprego no país, que chegou a 13,3% no segundo trimestre deste ano, bateu 29,7% entre aqueles que têm de 18 a 24 anos, segundo a Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios). No mesmo período de 2019, o índice de desocupação entre jovens era de 25,8%.

É o caso de Bárbara Freitas, 22, graduada em Relações Internacionais na PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica) em 2019.

No início do ano, ela tinha no horizonte duas ofertas de emprego e um curso de mídias sociais na Universidade de Oxford, na Inglaterra. Quando foi decretada a pandemia, as vagas foram suspensas, e o curso, postergado.

Segundo o professor de economia Renan Pieri, da FGV, os recém formados de hoje escolheram a área de trabalho em um cenário econômico diferente. “Eles se planejaram imaginando um cenário de mercado que não existe mais”, diz.

Folha de S.Paulo

Nenhum comentário: