PT municipal rejeita filiação de vereadora Ana Rita Tavares e a deixa aflita em cima do prazo de filiação

Foto: Divulgação
Por 4 votos a favor, 5 contrários e 7 abstenções, a vereadora Ana Rita Tavares (PMB), que advoga pelos direitos dos animais, teve rejeitada a sua filiação ao PT baiano. A consulta ouviu membros da Executiva Municipal e diferentes tendências – a exemplo do PT de Todas as Lutas, que defende a pré-candidatura de Major Denice à Prefeitura de Salvador e tem o deputado estadual Jacó e a vice-presidente do PT Municipal, Cema Mosil, em suas fileiras; Glauco, da CNB (mesma corrente do presidente do PT estadual, Éden Valadares) e do pré-candidato a vereador Paulo Mota. Todos disseram sim a Ana Rita. Entre os contrários, o vereador Suíca e o militante Walter Takemoto.

No grupo da abstenção, ficaram o presidente do Diretório Municipal, Ademário Costa, e integrantes da EPS, Resistência e Avante, ligados aos deputados Marcelino Galo e Robinson Almeida (estaduais) e Valmir Assunção e Nelson Pellegrino (federais). Com o prazo da janela partidária chegando ao final nesta sexta-feira (3), caberá recurso à Executiva Estadual. Mas Ana Rita, que deixou o grupo do prefeito ACM Neto (DEM) para aderir à campanha do governador Rui Costa (PT) nas eleições passadas e tinha a promessa dele de que seria acolhida pela legenda, está uma pilha. Com toda a razão!
Por: Política Livre

Nenhum comentário: