Onyx demonstrou submissão a Bolsonaro, avaliam membros do DEM

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni (DEM), deu sua maior demonstração de submissão ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na terça-feira (14). Pelo menos é esta a análise feita por membros do partido ao qual o ministro faz parte, o Democratas.

Em entrevista coletiva ao lado do chefe da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, Onyx fez um discurso bastante elogioso ao presidente, o que para muitos teria sido “chutar o balde” com Mandetta e uma demonstrar que se preocupa apenas e refazer sua relação com o presidente.

Na semana passada, o áudio revelado pela CNN foi entendido por políticos como uma amostra de que Onyx via Jair Bolsonaro fraco e sem pulso. Na conversa, o ministro se imaginava na cadeira do presidente e dizia que, se fosse ele, teria cortado a cabeça de Mandetta no início daquela semana.

Além de ser chamado de judas por políticos da legenda, também circula nos bastidores que o ministro da Cidadania é um “empregado” do presidente. Membros do DEM demonstraram perplexidade com as ações de Onyx, cerca de dois meses após ter sido retirado da Casa Civil. O que, para muitos, foi uma humilhação. As informações são da coluna Painel, da Folha de S.Paulo.

Nenhum comentário: