Novo ministro ignora aglomerações e presença de Bolsonaro em atos

Foto: Marcello Casal Jr./ Agência Brasil
O novo ministro da Saúde, Nelson Teich, ignorou as aglomerações feitas por apoiadores do governo em várias cidades brasileiras no domingo (19), bem como a ida o presidente Jair Bolsonaro no ato realizado em frente ao Quartel General do Exército, em Brasília.

Com o silêncio de Teich – ao contrário do ex-titular da pasta, Luiz Henrique Mandetta, que mandou recados ao presidente em vezes que ele foi às ruas -, deputados de centro e esquerda discutem chamá-lo a falar na Câmara sobre as ações que quer adotar no combate ao novo coronavírus (Covid-19).

Líderes partidários avaliam que o novo ministro não detalhou suas posições sobre isolamento social, considerada maior arma de combate à pandemia. O silêncio dele no domingo reforçou a avaliação de que ele será tutelado por Bolsonaro.

Gerou ainda o receio de que ele possa chancelar a ideia do presidente de pôr fim a políticas de distanciamento adotadas por estados. As informações são da coluna Painel, da Folha de S.Paulo.

Nenhum comentário: