Ministério muda números e diz que auxílio de R$ 600 deve ser pago a 70 milhões

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
O pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 que, inicialmente, beneficiaria 54 milhões de pessoas, deve ser pago a 70 milhões de brasileiros. A nova estimativa foi atualizada pelo Ministério da Cidadania, nesta quinta-feira (16).

Com este cálculo – e considerando a projeção de 211 milhões de habitantes no Brasil, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) – a quantia deve ser paga a cerca de um terço da população brasileira. E, em caso de afirmativa da Câmara sobre a ampliação feita pelo Senado, o grupo de beneficiários pode subir para 77,7 milhões de trabalhadores informais.

Conforme o governo federal, 51 milhões de pessoas estão inscritas no Cadastro Únido para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e são elegíveis ao programas. Neste grupo, 9,6 milhões já são beneficiários do Bolsa Família e receberão a complementação dessa renda.

Outros 19 milhões que estão fora do CadÚnico também vão se enquadrar nas exigências do programa mas, para receber o dinheiro, precisarão se cadastrar nos sistemas da Caixa Econômica por meio do aplicativo. De acordo com o último balanço, 37 milhões de brasileiros solicitaram o benefício por meio do aplicativo – segundo o governo, contudo, “grande número” não será elegível.

Nenhum comentário: