Manter relação bilateral exige cuidados, alerta China

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil
A Embaixada da China no Brasil procurou deixar claro nesta sexta-feira (10) que quer manter uma boa relação com o Brasil, mas deixou um recado: manter esse relacionamento exige cuidados. “Nossas economias são muito complementares. Temos necessidades cotidianas e estratégias para fomentar a nossa cooperação”, afirmou o ministro conselheiro e porta-voz da representação diplomática Qu Yuhui.

O ministro conselheiro acrescentou com a necessidade de “colocar tijolos nessa parceria, em vez de tirar os alicerces deste edifício. Segundo o UOL, apesar de não falar claramente, os dirigentes chineses não escondem a irritação com as declarações do deputado federal Eduardo Bolsonoro – filho do presidente Jair Bolsonaro – que atribuiu aos chineses responsabilidade pelo surgimento da pandemia do novo coronavírus.

Outro foco de tensão foi a atitude do ministro da Educação, Abraham Weintraub, que ironizou o modo de falar dos chineses, comparando-os ao personagem de história em quadrinhos cebolinha. Qu Yuhui classificou as duas declarações como irresponsáveis.

Por: Bahia.ba

Nenhum comentário: