Frota de carrões oficiais dos Senadores custa R$146 mil só em gasolina


Uma das maiores excrescências mantidas pelos políticos brasileiros como forma de se sentirem acima dos contribuintes, os carros oficiais do Senado custaram R$ 145,8 mil apenas com combustível para levar e trazer senadores e autoridades no ano passado. O valor não leva em consideração outros gastos como manutenção, lavagem e o custo de contratar o motorista à disposição das excelências, incluindo o recesso. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Senadores, diretor-geral e secretário-geral rodam por Brasília em 76 Nissan Sentra e dois Hyundai Azera do presidente Davi Alcolumbre.

Em média, foram R$12,1 mil gastos por mês e, segundo os registros do Senado, mais de um milhão de quilômetros rodados no Distrito Federal.

Senadora pelo DF, Leila Barros (PSB) foi a que registrou a maior quilometragem rodada em apenas um mês. Foram 4.100 km em maio.

Por sua assessoria, Leila informou que a quilometragem do veículo oficial se deve ao seu deslocamento para o Senado e sua participação em compromissos no Distrito Federal. Também era utilizado para serviços do gabinete, mas a senadora suspendeu isso desde junho de 2019.
Diária do Poder

Nenhum comentário: