“Devia ter sido dada voz de prisão a esse moleque”, diz Claudio Silva sobre Igor Kannário pedir vaia e ofender Polícia Militar

Foto::Divulgação
O Capitão da reserva do Exército e ex-candidato a prefeito na capital baiana, Claudio Silva, considerou imoral o ato do deputado federal e cantor Igor Kannário que, durante a passagem do seu trio elétrico no Campo Grande, nesta segunda-feira (24), insuflou foliões contra a Polícia Militar e chamou os policiais de “agressores. “Uma escolta devia ter subido no trio, dado voz de prisão e ter tirado ele de lá”, disse Silva.

Para Claudio Silva, o deputado se valeu da condição de cantor com o microfone na mão para ganhar popularidade. “Ele está desrespeitando quem cuida da população, quem dá segurança, quem dá tranqüilidade”, afirmou Silva ao defender que ao contrário do que disse Kannário, o policial militar é um protetor.

Claudia Silva defendeu que a Polícia Militar adote comportamentos mais firmes e rígidos em casos como este que ocorreu hoje. “Esse deputado merece ser enquadrado em alguma lei que faça com que ele pague pelos absurdos que têm feito”, defendeu Silva.

Claudio afirmou ainda que é preciso exigir respeito às instituições, principalmente, por parte de parlamentares eleitos pelo povo.

Nenhum comentário: