Segue para CAE proposta que amplia famílias que podem receber o BPC

Segue para a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) o projeto (PLS 374/2018) do senador Dalírio Beber (PSDB-SC) que propõe o aumento do limite da renda familiar per capita para os idosos com mais de 65 anos e pessoas com deficiência que têm direito a receber o Benefício de Prestação Continuada (BPC). Atualmente, recebem mensalmente o BPC no valor de um salário mínimo os beneficiários que não têm como se sustentar, com uma renda familiar de até R$ 249,00 por pessoa, o que corresponde a um quarto do piso salarial. O projeto aumenta a média para R$ 598,00, ou seja, três quintos do mínimo. Segundo o senador Romário (Pode-RJ), a proposta aprovada pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS) pode dar mais qualidade de vida às pessoas vulneráveis em situação de miséria, ainda que o valor proposta tampouco seja suficiente para atender as necessidades dos beneficiários. A adoção de novos limites ao BPC, proposta na reforma da Previdência encaminhada pelo governo do presidente Jair Bolsonaro ao Congresso, foi criticada por senadores na reunião da CAS. A reportagem é de George Cardim, da Rádio Senado. Ouça o áudio com mais informações.