Unlabelled

concentração com ap. valdemiro santiago arena vitoria espirito santo sex...

Unlabelled

Apostolo Valdemiro Santiago em Teresina Piauí - 11/03/16 19 hrs - Completo!

Unlabelled

Chá de mulheres 2013 - ROSE NASCIMENTO (Acredita) parte 13 de 23

Cardeal de São Paulo é agredido em missa sob acusação de ‘comunismo infiltrado’

O cardeal de São Paulo, Dom Odilo Pedro Scherer, foi agredido após uma missa na Catedral da Sé, nesta quinta-feira (24). Dom Odilio sofreu escoriações. Segundo o UOL (Blog do Sakamoto), a mulher chegou a acusar o religioso e a CNBB [Conferência Nacional dos Bispos do Brasil] de serem “comunistas infiltrados”. Depois, ela avançou sobre o bispo, arrancou a mitra (peça usada na cabeça), e o derrubou no chão. Em nota, a assessoria de comunicação da Arquidiocese de São Paulo informou que a mulher apresentava “claros sinais de ser portadora de algum transtorno mental” e “se manifestava em voz alta durante a celebração”, informou a Agência Brasil. Ainda segundo a Arquidiocese, "o arcebispo ficou com algumas escoriações, sem gravidade”, mas irá presidir “todas as celebrações da Semana Santa, previstas em sua agenda", diz a nota.
Unlabelled

Deputada Luiza Maia (PT) diz que os Deputados Federais evangélicos são "bando de Malucos"" por não concordar com a ideologia de gêneros

(Foto Pública da google)
"Os evangélicos e um bocado de maluco que tem lá no Congresso não aceita que se coloque essa discussão de gênero”


A deputada estadual Luiza Maia (PT) apresentou a Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) um projeto que cria um programa de educação sexual para jovens na rede estadual de ensino. De acordo com a proposição, o programa se destinará, prioritariamente, aos jovens na faixa etária entre 10 e 25 anos, e também aos gestores e professores das escolas estaduais. “Acho importante incluir no currículo esse tema. Tem muito tabu, muito preconceito. O menino aprende desde cedo como se relacionar sexualmente, já a menina... Vai para a rua e aprende. Temos também essas músicas que desvalorizam a sexualidade da mulher. A ideia é fazer um contraponto, que a sexualidade não seja reprimida como foi o tempo todo”, explica Luiza, citando que os professores e a família dos estudantes não estão preparados para tratar do assunto com os estudantes.  Para a parlamentar, “no Brasil, a sociedade acha melhor que só o homem tenha o direito ao prazer”, o que gera distorções como a noção de que há mulheres “para casar”, que não teriam liberdade sexual. Além de debater a sexualidade de forma igualitária a expressão sexual de homens e mulheres, o programa sugerido pela petista defende a abordagem de temas como utilização de preservativo, prevenção a doenças sexualmente transmissíveis, prostituição infantil, homossexualidade, riscos de gravidez, corpo e gênero. “As nossas escolas não tratam do tema e o debate é uma coisa muito complicada. Os evangélicos e um bocado de maluco que tem lá no Congresso não aceita que se coloque essa discussão de gênero”, aponta. O projeto está em análise na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa. Se aprovado, a deputada pretende convocar uma audiência pública com a Secretaria de Educação do Estado (SEC) e profissionais que atuam na área para definir, na prática, como o programa deve funcionar. Para a coordenadora estadual da Educação para a Diversidade, Érica Barbosa, a proposta é legítima, mas precisa estar relacionada ao Plano Estadual de Educação. Barbosa explicou que não há nenhum projeto específico do governo que trate sobre o tema e sim ações que abarcam a questão. “Nós desempenhamos propostas pedagógicas através de seminários, rodas de conversas e videoconferências. São muito mais ações do que projetos. E dentro das escolas, os professores desenvolvem ações específicas”, detalhou. Apesar de reconhecer avanços na área, a coordenadora acredita que é necessário ir além. “Nós tivemos um workshop sobre relações de gênero, temos a caravana da igualdade e trabalhamos com a inserção da Resolução 120, que permite o uso do nome social nas escolas”, contou. “[Mas] Ainda estamos começando a discutir gênero no aspecto da educação básica. Na academia, no ensino superior, já há esse debate. A educação básica ainda carece muito de informação e materiais específicos. Eles ainda são produzidos com base em uma matriz heteronormativa, patriarcal, machista. Temos algumas conquistas, mas é muito pouco. Temos muito o que avançar ainda”, completou.
(Fonte Bahia noticias)
Unlabelled

Dia Mundial da Água marca preocupação com a escassez do recurso natural

Unlabelled

Lei Geral das Religiões é aprovada na Comissão de Justiça e vai a Plenário

Após sete anos de tramitação, o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 160/2009, que institui a Lei Geral das Religiões, foi aprovado nesta quarta-feira (16) pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). A proposta segue, agora, para votação em regime de urgência no Plenário do Senado.
O texto é apoiado por organizações religiosas, especialmente evangélicas, que querem isonomia em relação ao Estatuto Jurídico da Igreja Católica no Brasil, segundo acordo firmado entre o governo brasileiro e a Santa Sé, em 2008, e ratificado no Decreto 7.107/2010. O relator, senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), recomendou sua aprovação com quase dez emendas.
A proposta assegura o livre exercício religioso, a proteção aos locais de culto e suas liturgias e a inviolabilidade de crença. Também determina o reconhecimento pelo Estado de “formas de vida religiosa não constituídas como organização religiosa”, conforme emenda aprovada na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) e mantida por Crivella.
— A proposição significa a reiteração e a consolidação de uma série de dispositivos constitucionais e legais, direta ou indiretamente ligados à vida religiosa, que se encontram dispersos pelo ordenamento jurídico — explicou Crivella ao elogiar o projeto, de autoria do deputado licenciado George Hilton, atual ministro do Esporte.
Entre as normas em vigor reiteradas na proposta, está a isenção de impostos às entidades religiosas, assim como ao seu patrimônio, renda e serviços, desde que relacionados às finalidades essenciais. É ainda assegurado a instituições religiosas assistenciais e educacionais sem fins lucrativos tratamento idêntico ao dado a entidades filantrópicas.

Patrimônio cultural

O texto explicita que o patrimônio histórico, artístico e cultural, material e imaterial, das instituições religiosas é considerado parte relevante do patrimônio cultural brasileiro. Emenda apresentada por Crivella também explicita que as instituições religiosas integram os grupos formadores da sociedade brasileira, “responsáveis pelo pluralismo da sua cultura, crenças, tradições e memória nacionais”, com direito de acesso a recursos previstos em lei de estímulo à preservação de valores culturais.
As organizações religiosas também têm asseguradas pelo projeto a liberdade para prestar assistência espiritual a pacientes internados em hospitais, a presidiários e a internos de estabelecimentos de assistência social e educacional.
O relator na CCJ acatou ainda emenda da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) para que capelães militares de diferentes credos possam prestar assistência religiosa aos membros das Forças Armadas.

Ensino religioso

O ensino religioso, conforme o texto, deve ser facultativo, realizado em horários normais das escolas públicas e deve respeitar a diversidade religiosa. A proposta de lei geral também reforça entendimento, hoje em vigor, segundo o qual casamentos celebrados pelas religiões reconhecidas no Brasil terão efeitos civis, após registro em cartório.
Marcelo Crivella acatou outra emenda da CAE para dispensar manifestações religiosas com participação de músicos, instrumentistas e cantores das obrigações previstas na lei que regulamentou a profissão de músico (Lei 3.857/1960), independentemente de haver vínculo empregatício entre os profissionais e as entidades religiosas.
(Fonte Agência Senado)
Unlabelled

Governo se reúne em março para fechar modelo de unidade prisional autogerida por Luana Ribeiro


A ideia de instalar Associações de Proteção e de Assistência ao Condenado (Apacs) na Bahia (clique aqui e leia mais) deve ter projeto formalizado ainda neste mês. As Apacs são comunidades prisionais autogeridas, sem armas ou policiais. Segundo o secretário de Ressocialização e Administração Penitenciária (Seap), Nestor Duarte, após visitas a Minas Gerais, estado pioneiro no modelo, uma reunião com diversos entes deverá oficializar o que até então era uma intenção. “Nós fomos a Minas, levamos uma equipe lá, ainda no final do ano passado. Antes do Carnaval outra equipe foi conhecer outra [Apac] – em Minas tem 42 funcionando. Tivemos uma reunião de trabalho antes do carnaval, com todo o pessoal, e marcamos para agora para o início de março, com o Judiciário, com a Defensoria, com o Ministério Público, e nós do Pacto pela Vida para já botar isso no papel”, afirmou o titular da Seap. Concebidas pelo advogado paulista Mário Ottoboni, as Apacs começaram a funcionar em Minas em 2001, e é baseada em orientação religiosa, participação da comunidade e trabalho. De acordo com Duarte, conforme previsto, um presídio que está sendo reformado em Esplanada, no litoral norte do Estado, deve abrigar a primeira experiência do projeto. “Concomitante a isso, iniciei a reforma do presídio de Esplanada, que é uma unidade com 200 vagas, que se presta muito bem à Apac. Meu pensamento é formalizar isso e com a conclusão da obra de Esplanada a gente fazer a primeira, a experiência baiana”. A Seap também pretende reformar complexos policiais que estão sendo desativados para a construção de novas Apacs. “Esplanada fica pronta agora, mais três, quatro meses, é o tempo de a gente formalizar tudo isso”, estima. O secretário está otimista quanto ao êxito do modelo. “Se é uma coisa que vai funcionar bem é a Apac. Porque é barato; do ponto de vista social, de ressocialização, é extremamente importante. A pessoa privada de liberdade começa, digamos, a encurtar a sua volta ao convívio social e já passar a gerir sua prisão. Claro que com uma fiscalização, mas é uma coisa direta”, afirma. A receptividade à ideia tem sido positiva, de acordo com o gestor. “Estou muito entusiasmado e todos que eu conversei do Judiciário, do Ministério Público, da Defensoria, foram unânimes e firmes”. Nas Apacs, os “recuperandos”, como são chamados os detentos, tem horários definidos para acordar e cumprir uma programação diária que inclui trabalho, cultos religiosos e terapias ocupacionais, de modo a evitar que os presos fiquem ociosos.
Fonte Bahia noticias

Associações de bruxos pedem fim do Dia Nacional da Proclamação do Evangelho

Uma petição no Avaaz pede a revogação imediata da lei que institui o dia 31 de outubro como o Dia Nacional da Proclamação do Evangelho. A legislação foi assinada pela presidente Dilma Rousseff. O projeto original foi apresentado em 2003 pelo deputado Neucimar Fraga, que justificou: "Na atual situação do mundo, vivenciamos uma violência generalizada contra a sociedade e uma diversificação de costumes que destroem a instituição mais sagrada que é a família". De acordo com Lauro Jardim, a petição, que leva apresenta como autora a Associação Brasileira da Arte e Filosofia da Religião Wicca — que representa os Wicca, bruxos, pagãos e neopagãos do Brasil — tem 8.600 assinaturas. Para a associação, a lei é uma afronta ao Estado laico e às religiões pagãs, que têm no dia 31 uma data sagrada.
Unlabelled

Ipiaú: Show Gospel com Elias Silva e participação Mano Raffan em Ipiaú quarta feira (02) de março.

Está chegando a hora; é nesta quarta feira (02) o Show Gospel mais esperado nos últimos tempos; Elias Silva em Ipiaú com a participação de Mano Raffan, às 19: 00 horas no Clube Rio das Contas (Náutico), à Avenida Lauro de Freitas saída para Jequié; faça sua caravana e venha participar deste grupo de louvou e adoração ao nosso Deus, A entrada será um quilo de alimento não perecível para  quem poder levar
Apoio Cultural;Rádio Ipiaú FM 91.1, Rádio Livre FM 105.9, Varejão supermercado loja 2, Escritório Dr Ricardo Coelho, Supermercado Modelo, Casa dos fogões e ração, Casa da limpeza, Viação Novo Horizonte Ipiaú, Elite Segurança, SCCaixaaqui, Lojão do Construtor, Vavá Material para Construção, Associação Comunitária Bairronovense
Uma Realização da Igreja Mundial do Poder de Deus em Ipiaú
Rua Walter Hohlenwerger 43 antiga batateira.

Destaques