19/09/2018

Do PSDB, prefeito de Manaus prega voto contra Alckmin: ‘Não leva o meu apoio’

Foto: George-Gianni/ PSDB
O prefeito de Manaus Arthur Virgílio (PSDB) resolveu colocar pólvora nas diferenças internas com o correligionário e pregou voto contra o candidato do partido à Presidência da República Geraldo Alckmin durante um discurso no Amazonas.
“Não leva o meu apoio, não leva o meu voto, não leva o dos amazonenses”, bradou em um palanque de um aliado local.
Segundo a coluna Painel, do jornal Folha de S.Paulo, Virgílio também pretendia concorrer ao Palácio do Planalto e deixou a disputa das prévias da sigla alegando desigualdade de condições para disputar.
“Ele que faça o que bem entender, não sei como funciona essa coisa do jurídico… Só sei de uma coisa: não seria eu cúmplice de uma mentira que seria contada mais uma vez. Em 2006, ele veio aqui, eu me sacrifiquei por ele, Arthur Bisneto quase não se elege deputado estadual para que a gente pudesse fazer um palanque para ele aqui”, justificou citando o último pleito em que Alckmin concorreu à Presidência.
Pulando do barco – Na Bahia, o prefeito de Salvador ACM Neto (DEM) tenta controlar os ânimos dos aliados que se preocupam com os maus resultados do tucano nas pesquisas e sequer o citam em seu material de campanha, a exemplo da delegada e candidata a deputada federal, Kátia Alves (DEM).
O presidente nacional do Democratas, um dos coordenadores da campanha de Alckmin, garante que o grupo caminhará com o ex-governador de São Paulo “até o fim” e convocou reunião de emergência com a base para reverter a situação justamente na semana em que o candidato chega à Bahia para cumprir agenda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente esta matéria.