Raquel Dodge é favorita dos próprios ministros para futura vaga no STF

Raquel Dodge é favorita dos próprios ministros para futura vaga no STF

  Raquel Dodge é cotada, em caso de aposentadoria antecipada Procuradora-geral da República é a mais cotada a ser nomeada em caso de aposentadoria antecipada. Foto: José Cruz/Agência Brasil Com o Supremo More »

Prefeitura de Ipiaú promove ações educativas na Semana Nacional do Trânsito

Prefeitura de Ipiaú promove ações educativas na Semana Nacional do Trânsito

A Semana Nacional do Trânsito está com uma programação diversificada em Ipiaú. A Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Infraestrutura e Diretoria Municipal de Trânsito, está realizando diversas ações educativas nas vias More »

Marta é eleita a melhor jogadora de futebol do mundo pela sexta vez

Marta é eleita a melhor jogadora de futebol do mundo pela sexta vez

Marta ganha o prêmio de melhor jogadora A brasileira Marta foi eleita a melhor jogadora de futebol do mundo pela sexta vez. O prêmio foi entregue hoje (24) na cerimônia The Best, More »

Bolsonaro deve ter alta na sexta-feira, dizem aliados

Bolsonaro deve ter alta na sexta-feira, dizem aliados

Candidato à Presidência pretende realizar transmissões ao vivo pela internet durante o horário eleitoral Foto: Reprodução/Instgram Internado há 18 dias no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) More »

Em evento no Nordeste, Ciro critica Haddad e diz ser o único candidato nordestino

Em evento no Nordeste, Ciro critica Haddad e diz ser o único candidato nordestino

  Ele diz ser o único nordestino e criticou uso do nome de Lula Com agenda em três estados do Nordeste neste domingo (23), o candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, More »

 

Datafolha: Bolsonaro tem 28% das intenções de voto; Haddad 16%

Ciro aparece com 13%; Alckmin com 9% e Marina com 7%

Foto: Reprodução/Dida Sampaio/Agência Estado – José Cruz/Agência Brasil – Rodolfo Buhrer/Reuters – Nelson Almeida/AFP

Nova pesquisa do instituto Datafolha, divulgada na madrugada desta quinta-feira (20), mostra o candidato Jair Bolsonaro (PSL) com 28% das intenções de voto na disputa presidencial. Fernando Haddad (PT) tem 16% e Ciro Gomes (PDT) aparece com 13%. Geraldo Alckmin (PSDB) obteve 9% e Marina Silva (Rede) é a candidata de 7% dos entrevistados.

Alvaro Dias (Podemos) e João Amoêdo (Novo) marcam, cada um, 3% das intenções de voto. Henrique Meirelles (MDB) tem 2%. Estão empatados Guilherme Boulos (PSOL) e Vera Lúcia (PSTU), com 1% cada. João Goulart Filho (PPL), Cabo Daciolo (Patriota) e Eymael (DC) não pontuaram.

Os votos brancos ou nulos registraram 12%; e 5% não sabem ou não responderam.

O levantamento ouviu 8.601 eleitores entre 18 e 19 de setembro em 323 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. A pesquisa foi contratada pela TV Globo e pelo jornal Folha de S. Paulo e registrada na Justiça Eleitoral com o número BR06919/2018.

Comparação – Na comparação com a pesquisa do dia 14 de setembro, Jair Bolsonaro oscilou dois pontos percentuais (de 26% para 28%), Fernando Haddad subiu três pontos percentuais (de 13% para 16%) e Ciro Gomes manteve 13%. Ciro e Haddad estão tecnicamente empatados.

Geraldo Alckmin também manteve 9% das intenções de voto e a ex-senadora Marina Silva caiu de 8% para 7%. Marina e Alckmin estão tecnicamente empatados, assim como Ciro e Alckmin.

Não oscilaram os percentuais de intenção de voto os candidatos Alvaro Dias e João Amoêdo, com 3%. Guilherme Boulos e Vera Lúcia permaneceram com 1%. Henrique Meirelles foi de 3% para 2%. Cabo Daciolo tinha 1% na pesquisa passada e não pontuou na nova. Eymael e João Goulart Filho não pontuaram nas duas pesquisas.

A proporção de eleitores que declara que pretende votar nulo ou em branco passou de 13% para 12% e o número de indecisos e não respondentes passou de 6% para 5%.

Rejeição – Em relação à rejeição aos candidatos, Jair Bolsonaro é apontado por 43% dos eleitores que declararam que não votariam de “jeito nenhum” no candidato no primeiro turno. A rejeição a Marina Silva é de 32%, e Haddad tem 29% de eleitores contrários à sua eleição.

A taxa de rejeição a Geraldo Alckmin chega a 24% e Ciro Gomes tem 22%.

Vera Lúcia e Cabo Daciolo tem 19% de taxa de rejeição; Guilherme Boulos, 18%; Henrique Meirelles e Eymael, 17%; Alvaro Dias, Amôedo e João Goulart Filho, 15% .

Eleitores que rejeitam todos os candidatos somam 4% e aqueles que votariam em qualquer um, 2%.

Segundo turno – O instituto Datafolha fez simulações de segundo turno entre os candidatos com as maiores pontuações.

Veja os resultados:

Bolsonaro (42%) x Marina (41%)

Brancos e nulos: 16%

Não responderam: 2%

Ciro (41%) x Alckmin (34%)

Brancos e nulos: 22%

Não responderam: 2%

Alckmin (40%) x Bolsonaro (39%)

Brancos e nulos: 19%

Não responderam: 2%

Alckmin (39%) x Marina (36%)

Brancos e nulos: 23%

Não responderam: 2%

Ciro (45%) x Bolsonaro (39%)

Brancos e nulos: 14%

Não responderam: 2%

Alckmin (39%) x Haddad (35%)

Brancos e nulos: 24%

Não responderam: 3%

Haddad (41%) x Bolsonaro (41%)

Brancos e nulos: 15%

Não responderam: 2%

Ciro (45%) x Marina (31%)

Brancos e nulos: 22%

Não responderam: 2%

Marina (37%) x Haddad (37%)

Brancos e nulos: 24%

Não responderam: 2%

Ciro (42%) x Haddad (31%)

Brancos e nulos: 25%

Não responderam: 3%

Tarde a Dentro Eletrosom, Descontos imbatíveis aproveite!!!!!

Tarde a Dentro Eletrosom, Descontos imbatíveis aproveite!!!!!

TCU libera publicação de edital para privatizar Ferrovia Norte-Sul

Beth Santos/Secretaria-Geral da PR/Agência Brasil

O Tribunal de Contas da União (TCU) liberou hoje (19) a publicação do edital que trata da privatização da Ferrovia Norte-Sul. Com a liberação, o governo pode publicar o edital e marcar o leilão da ferrovia. O trecho que vai a leilão tem 1.537 quilômetros (km) de extensão e vai de Porto Nacional, no Tocantins, até Estrela d’Oeste, em São Paulo.

A concessão faz parte do Programa de Parcerias de Investimento (PPI) e compreende dois trechos. O primeiro compreendido entre Porto Nacional e Anapólis (GO), com 855 km de extensão já foi autorizado pela ANTT para ser explorado comercialmente. O segundo trecho, com 682 km de extensão, vai de Ouro Verde de Goiás (GO) a Estrela d’Oeste (SP).

A fiscalização do TCU identificou inconsistência e irregularidades nos estudos de viabilidade técnica, econômico-financeira e ambiental da obra e propôs ajustes no edital. Em parecer, o Ministério Público junto ao TCU requereu a rejeição do primeiro estágio.

Ao votar pela liberação, o relator do processo, ministro Bruno Dantas recomendou que a União faça o levantamento dos bens reversíveis, que devem retornar para a União após o final do prazo de concessão que é de 30 anos. O edital previa que esse levantamento caberia ao subconcessionário.

“Eu cedo a ferrovia para o setor privado e em vez de eu catalogar os bens reversíveis e saber o que vai retornar para mim após o final da concessão, eu deixo isso com o setor privado. É evidente que há um conflito de interesses porque o setor privado vai querer retornar o mínimo possível”, afirmou Dantas.

Pela recomendação, o inventário dos bens reversíveis deve ocorrer entre a publicação do edital e assinatura do contrato. “Como o contrato só será assinado em janeiro, fevereiro dá tempo de fazer isso”, disse Dantas.

Direito de passagem

O TCU determinou ainda que a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) adote providências para incluir no edital especificações sobre o direito de passagem em malhas adjacentes, administradas por outros entes privados e que se conectam aos portos de Itaqui, no Maranhão, e Santos, em São Paulo.

A ANTT apresentou uma regulação com regras para os primeiros cinco anos do contrato de concessão e que dizem respeito ao teto da tarifa e reserva de capacidade, fluxo de trens que vão transitar em determinado período. O parecer do MP pedia que o tribunal determinasse à ANTT o estabelecimento de regras para os 30 anos da concessão.

“Não é relação estado com privado, mas de privado com privado. O que a ANTT fez foi estabelecer regras para os primeiros cinco anos, deixando a possibilidade de arbitragem para os próximos anos”, disse Dantas. “Há uma preocupação séria sobre isso. Há problemas que podem acontecer já a partir do quinto ano”, disse Dantas. Já que não estabeleceram uma regra fixa, a recomendação é que a ANTT tem que pensar sobre isso, estabelecendo uma matriz de risco sobre os problemas que podem vir a acontecer”, acrescentou.

Com relação às obras inacabadas no ramo entre Ouro Verde de Goiás (GO) e Estrela d’Oeste, e que estão a cargo da Valec, empresa pública que atualmente detém a subconcessão da Norte-Sul, o TCU disse que a empresa deve concluir as obras. O governo queria entregar a conclusão a quem ganhasse o edital

“Continua como já está. Aquilo que já está contratado pela Valec vai ser a Valec quem vai tocar, o que não está ficará com o novo concessionário”, disse Dantas.

Pelo modelo do leilão, ganhará a concessão da Norte-Sul a empresa que oferecer o maior lance. O governo já tinha reduzido o valor do lance mínimo, de R$ 1,6 bilhão para R$ 1 bilhão. Mas o preço terá de passar por novos ajustes.

Por Luciano Nascimento – Repórter da Agência Brasil  Brasília

Partido de Bolsonaro foi o que destinou mais recursos ao Nordeste

Região é um dos desafios na corrida eleitoral do presidenciável, que está em terceiro lugar (16%) entre os eleitores, segundo o Ibope

Foto: Reprodução/ Facebook

O partido do presidenciável Jair Bolsonaro, PSL, foi o que mais destinou recursos para o Nordeste, de acordo com levantamento do G1, como base em dados da parcial da prestação de contas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A sigla destinou o equivalente 67,4% do total.

A região é um dos desafios na corrida eleitoral do presidenciável, que está em terceiro lugar (16%) entre os eleitores do Nordeste, segundo a pesquisa Ibope divulgada na terça-feira (18). Haddad lidera com 31% e Ciro aparece em seguida, com 17%. Abaixo do ranking, ficam Marina Silva (6%) e Geraldo Alckmin (5%)

O ex-presidente do partido, Luciano Bivar, é candidato a deputado federal pela Paraíba e recebeu 1,8 milhão da própria legenda, segundo a parcial do TSE.

Na Bahia, a legenda lançou 14 candidaturas a deputados federais e 27 a deputados estaduais. Uma das principais apostas do partido no estado é a candidata a deputada federal Dayane Pimentel, que recebeu R$210.000 da direção nacional da legenda.

Outros partidos – Por outro lado, entre os repasses do Novo, grande parte (95,9%) foi para o Sudeste. A candidatura de Rogerio Chequer a governador de São Paulo levou a maior fatia de recursos. O Novo defende que não usa os fundos eleitoral e partidário e que o dinheiro do diretório vem de filiados e apoiadores.

Já o PSB aposta na chapa para o governo de Pernambuco, para a qual repassou mais de R$ 6 milhões. Paulo Câmara, candidato a governador, e Luciana Santos, candidata a vice-governadora, receberam R$ 4,5 milhões e 1,7 milhão, respectivamente.

O PRB se destaca por ter destinado 17% dos repasses para São Paulo e 10,2% para candidaturas do Rio de Janeiro. Em SP, o deputado federal Celso Russomanno recebeu R$ 1,5 milhão.

Já no Democratas, 19,2% do montante transferido para candidaturas também foram para o RJ. Eduardo Paes tenta se eleger governador e recebeu R$ 3,9 milhões da sigla. Os deputados federais Sóstenes Cavalcante e Laura Carneiro tentam manter o posto e também conseguiram parte do montante, cada um com R$ 1 milhão.

Bahia tem 41 candidaturas indeferidas; 52 já recorreram

Principal motivo de rejeição das candidaturas foi por ausência de requisito de registro (79)

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ ABr

A Bahia teve 41 candidaturas indeferidas pela Justiça, de acordo com o sistema de estatísticas eleitorais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), até esta quarta-feira (19). Outros 52 estão com a situação indeferida com recurso.

O principal motivo de rejeição das candidaturas foi por ausência de requisito de registro (79), seguido por impugnação (4) e abuso de poder (1)

Foram apresentadas no estado 1.196 candidaturas. Até esta quarta, 1.068 dos registros foram deferidos, ou seja, já estão liberados para concorrer, o que corresponde à maioria dos candidatos (94,76%). Dois processos de registro que foram deferidos, no entanto, se apresentam com recurso.

No total, 10 pessoas que apresentaram candidaturas renunciaram. Outros 18 estão foram da disputa por “não conhecimento do pedido”.
Dois candidatos a deputado estadual e três a deputado federal pelo PTC ainda estão constam com situação pendente de julgamento.

O PSOL é o partido que mais apresentou candidatos, seguido por Patriota, PTC, DEM e MDB.

Lei de Responsabilidade Fiscal pode ser alterada para equilibrar contas de estados e municípios

Plenário deve votar projeto que livra dos limites da LRF despesas com pessoal de alguns programas sociais

Jonas Pereira/Agência Senado

Apontada como um marco para a administração pública, a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que completou 18 anos em maio, pode ser alterada. A LRF (Lei Complementar 101/2000) estabelece, em regime nacional, parâmetros para gasto público de cada ente federativo e tem como premissas básicas o planejamento, o controle, a transparência e a responsabilização. A legislação trouxe avanços e também desafios para sua aplicação. O Senado analisa diversos projetos para aperfeiçoar e atualizar a norma de quase duas décadas. Um dos pontos de maior debate entre os parlamentares refere-se ao limite de gastos com pessoal previsto na lei.

Uma das propostas sobre esse aspecto está pronta para ser votada em Plenário. O Projeto de Lei do Senado (PLS) 15/2016, do senador Otto Alencar (PSD-BA), retira dos limites a gasto de pessoal impostos pela LRF as despesas com conselhos tutelares e programas especiais de saúde e assistência social, como os de Saúde da Família e de atenção psicossocial.

De acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal, a despesa total com pessoal nos municípios não pode ultrapassar 54% para o Executivo. Nos estados, esse limite é de 49%.

‘Nem a pau, Juvenal’, diz Ciro sobre já pensar em apoio a Haddad em eventual 2º turno

O candidato à presidência da República pelo PDT , Ciro Gomes, afirmou que não pensa em apoiar o postulante ao Palácio do Planalto pelo PT, Fernando Haddad, no 2º turno. “Nem a pau, Juvenal”, disse. “Eu ser vice dele [Fernando Haddad]? Em nenhuma circunstância… O Haddad aceitou desenvolver um papel que eu considero que o diminui profundamente. Esse papel foi oferecido a mim, esse é um fato real. O Lula – via Dilma Rousseff, via Roberto Requião, via Gleisi Hoffmann – me cercou por todos os lados para eu aceitar ser o vice dele de araque”, disse, durante sabatina promovida pelo G1 e Rádio CBN. Ciro fez duras críticas ao PT e pediu para que não fosse comparado com a ex-presidente Dilma Rousseff, porque isso o ofende, e voltou a afirmar que o Brasil não suporta mais um presidente fraco que tenha que consultar o seu mentor sempre que aparece alguma crise. *Nota do Bahia Notícias

Bolsonaro prega voto útil para bloquear estratégia de adversários

O candidato do PSL a presidente da República, Jair Bolsonaro, que segue internado no Hospital Israelita Albert Einstein onde se recupera de ataque à faca durante ato de campanha no início deste mês 

Foto: Reprodução/TV 

Muito mais do que a expectativa de vitória no primeiro turno, a estratégia da campanha do candidato Jair Bolsonaro (PSL), de pregar o voto útil imediatamente, tem um objetivo específico: barrar o movimento dos adversários de tentar minar suas intenções de voto pregando justamente o chamado voto útil.

A campanha de Jair Bolsonaro identificou que havia um risco de migração de votos com discurso da polarização dos extremos, principalmente, por parte dos candidatos Geraldo Alckmin (PSDB), Ciro Gomes (PDT) e Marina Silva (Rede).

Com o isolamento de Bolsonaro no primeiro lugar, e de Fernando Haddad (PT) na segunda colocação, como apontou a pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (18), as demais candidaturas devem intensificar a estratégia de que só haverá opções no polo da esquerda e da direita sem possibilidade de um candidato de centro no segundo turno.

Integrantes da campanha de Bolsonaro identificaram que este discurso poderia esvaziar a parcela do voto ainda não consolidada do candidato do PSL. Por isso, a mudança da estratégia para fidelizar o voto simpático a Bolsonaro no primeiro turno.

Mesmo com o discurso de definição no primeiro turno, a avalição em todas as campanhas é a de que essa disputa será definida apenas no segundo turno, principalmente por causa da pulverização de candidaturas.
Fonte: G1

Tarde a Dentro Eletrosom, Descontos imbatíveis aproveite!!!!!

SSP deflagra operação contra tráfico de drogas em Ilhéus e Itabuna

Uma operação de combate ao tráfico de drogas foi deflagrada pela Secretaria da Segurança Pública (SSP) nas cidades de Ilhéus e Itabuna, no Sul do estado. De acordo com a secretaria, estão sendo cumpridos mandados de prisão e de busca e apreensão em bairros das duas cidades e no sistema prisional.

Ainda de segundo a SSP, os grupos criminosos têm envolvimento direto com venda de entorpecentes, homicídios, roubos, corrupção de menores, entre outros crimes. Unidades territoriais e especializadas das polícias Civil e Militar da região participam das diligências.

www.correio24horas.com.br