Ciro chama promotora de ‘filho da puta’ e PDT pede ponderação

Ciro chama promotora de ‘filho da puta’ e PDT pede ponderação

O presidenciável Ciro Gomes se referiu, sem saber que era uma mulher, uma promotora de São Paulo de “filho da puta”, após ter sido aberta contra ele uma investigação por injúria racial. More »

Sem Lula no páreo, Rui defende candidato de outro partido e Wagner vice

Sem Lula no páreo, Rui defende candidato de outro partido e Wagner vice

O governador Rui Costa voltou a defender que o PT tenha um candidato de um partido da base aliada na corrida ao Palácio do Planalto nas eleições de outubro, caso o ex-presidente More »

MP investiga licitação para compra de peixes na gestão do ex-prefeito Deraldino

MP investiga licitação para compra de peixes na gestão do ex-prefeito Deraldino

O Ministério Público do estado da Bahia abriu um inquérito civil para investigar supostas irregularidades no procedimento licitatório Carta Convite nº 001/2016, realizado pelo município de Ipiaú, no valor de R$ 78.960,00 More »

Vereadores de partidos ligados a Rui declaram apoio a José Ronaldo

Vereadores de partidos ligados a Rui declaram apoio a José Ronaldo

Liderados pelo vereador Lukas Paiva (PSB), 12 vereadores de Ilhéus declaram apoio ao pré-candidato ao governo do estado pelo Democratas, José Ronaldo. O acordo foi selado na tarde desta segunda-feira (16), em More »

Safra baiana cresce e produção de grãos bate recorde em 2018

Safra baiana cresce e produção de grãos bate recorde em 2018

Os produtores da Bahia têm muito a comemorar. O estado está colhendo safra recorde de grãos em 2018: são 9,7 milhões de toneladas, segundo o boletim mais recente da Companhia Nacional de More »

 

Insistir em Wagner como plano B ao Planalto é loucura: o PT precisa dele no Senado

Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

O ex-governador Jaques Wagner é citado com frequência como um eventual substituto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na corrida presidencial. O petista rechaça a ideia de plano B e, por mais que apareça eventualmente falando sobre o PT apoiar outro candidato, é um homem de partido. Por essa razão, não deve ser compelido a disputar o Palácio do Planalto ou do Jaburu.

Wagner é um nome certo na Bahia para ser eleito senador na chapa de Rui Costa. Saiu do governo em 2014 bem avaliado, fez um sucessor que venceu no primeiro turno e que avalizou todo o trabalho dele. O ex-governador é um ás na política. Como brincava o deputado estadual Sargento Isidório, os olhos azuis de Wagner costumavam encantar e dificilmente alguém diria não para o ex-morador do Palácio de Ondina.

A trajetória dele, inicialmente marcada por percalços nas tentativas de ser prefeito de Camaçari e governador da Bahia, é um caso de persistência na política, tal qual o ex-presidente Lula. Entretanto, Wagner nunca foi atingido em cheio por denúncias de corrupção ou por respingos da Operação Lava Jato. No máximo apareceu na Operação Cartão Vermelho, porém sem grandes repercussões frente à população. Tal condição o coloca como franco favorito ao Senado e uma cadeira garantida para o PT na casa mais amadurecida do Congresso Nacional.

E o Partido dos Trabalhadores necessita de um articulado defensor do legado de Lula e da ex-presidente Dilma Rousseff – que, inclusive, pode estar ao lado dele na Câmara Alta. Com passagens exitosas por ministérios no auge da crise dos governos Lula e Dilma, e com a marca de dar sobrevida às articulações com o Congresso Nacional da presidente antes de seu impeachment, Wagner é um senador necessário. Suas passagens anteriores pela Câmara dos Deputados o credenciaram para circular sem grandes problemas entre os nomes relevantes do parlamento brasileiro.

Mesmo que as urnas em outubro não determinem que um aliado do PT volte ao Palácio do Planalto – possibilidade bem real, diga-se –, o ex-governador da Bahia se tornaria facilmente um personagem importante para a reestruturação do partido em Brasília. Afinal, são poucos os nomes petistas com tamanho trânsito dentro da base aliada e até mesmo com interlocução com eventuais adversários políticos, vide o exemplo que Wagner dava à época em que ex-deputado federal Luís Eduardo Magalhães estava vivo.

O carioca mais baiano da política está longe de ser um coelho na cartola. E será mais útil no Senado do que em uma arriscada incursão por uma candidatura pantanosa tendo o Palácio do Planalto como alvo. Em time que tem tudo para ganhar, vale a pena mexer?

Fonte: Bahia noticias

Município homenageia Walter Pestana com o nome de uma rua

Foto: Arquiva familía

Ainda esta semana a prefeita Maria das Graças deverá sancionar o Projeto de Lei 023/2018, da autoria do vereador Claudio Nascimento, que denomina de Rua Walter Pestana um logradouro localizado no Loteamento São Domingos no Bairro da Conceição. O homenageado deu importante contribuição para o desenvolvimento desta cidade e deixou uma descendência que mantém seu espírito progressista.  Walter Soares Pestana (1919/1985) nasceu em Jenipapo, município de Ubaira, mesma terra de Euclides Neto, morou em Jitauna e em Ubaitaba, e chegou a Ipiaú no ano 1963, residindo inicialmente na Praça Rui Barbosa e depois na Rua Castro Alves.

 Durante vários anos ele exerceu a atividade de gerente da agencia local da firma Barreto de Araujo, no setor de compra e venda de cacau. Seu espírito esportivo permitiu ser arbitro de futebol e  presidente da Liga Desportiva Rionovense -LDR- . Também se destacou pela luta em favor da implantação do sinal de retransmissão da televisão nesta cidade e pela instalação da linha telefônica. Foi umas das primeiras pessoas a ter um televisor em sua residência. Casado com dona Zoraide Pereira Pestana, Walter gerou cinco filhos: Walter Pestana Filho (Waltinho), Vera Lucia, Valnei Luciano, Verônica Rosa e Verusa Maria que lhes deram netos e bisnetos, e continuam com o desenvolvimento de Ipiaú por meio das suas diversas áreas de atuação. (José Américo Castro/ASCOM-Câmara de Ipiaú).

SUS tem quase R$ 2 bilhões a receber das operadoras de planos de saúde

Brasília – Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional de Taguatinga. Em alguns hospitais do Distrito Federal faltam leitos para os pacientes. Foto: Marcello Casal JR/ABr

Quase R$ 2 bilhões devidos ao Sistema Único de Saúde (SUS) não foram repassados pelas operadoras de planos de saúde ou estão contingenciados devido a ações judiciais impetradas pelas empresas. O valor se refere a atendimentos prestados a beneficiários de saúde suplementar por unidades públicas de saúde.

A cobrança é prevista pela Lei 9.656 de 1998, que define que as operadoras devem ressarcir a União sempre que um de seus beneficiários usar o SUS para um serviço que esteja previsto no contrato do plano de saúde.

Desse valor, R$ 346,27 milhões estão suspensos devido a decisão judicial. Outros R$ 1,28 bilhão simplesmente não foram pagos pelas operadoras de saúde suplementar e foram inscritos na Dívida Ativa da União. Há ainda cerca de R$ 300 milhões que não foram pagos mas ainda não chegaram a ser inscritos na Dívida Ativa.

Os dados são da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que regula os planos de saúde e é a responsável por fazer os cálculos e as cobranças desses ressarcimentos.

Segundo a gerente de Ressarcimento ao SUS da ANS, Fernanda Freire de Araújo, muitas empresas apostaram na judicialização do processo para evitar o pagamento, uma vez que o Supremo Tribunal Federal (STF) ainda não tinha decidido se o ressarcimento era constitucional ou não. Apenas em fevereiro deste ano, o STF decidiu que a cobrança é legal e pode ser feita pela ANS.

“Até a decisão do STF, a gente ainda tinha uma incerteza, se era constitucional ou não, se elas [as operadoras] iam ter razão na invalidade dessa cobrança, então muitas apostavam na judicialização, porque ela judicializa, deposita o dinheiro e segura a discussão”, disse.

Segundo a gerente, o dinheiro depositado em juízo não será imediatamente ressarcido ao SUS, porque as ações estão distribuídas em varas da Justiça de todo o país e essa cobrança poderá demorar até dois anos. Além disso, nem todo dinheiro depositado em juízo se refere ao questionamento da constitucionalidade do ressarcimento. Alguns processos questionam, por exemplo, o valor cobrado pela ANS por determinado procedimento médico prestado pelo SUS.

A decisão do STF ajudará também, segundo Fernanda, na cobrança do valor que está inscrito na Dívida Ativa. Segundo ela, o ressarcimento é uma forma não só de reaver o dinheiro gasto pelo Estado com o procedimento médico, como também proteger o beneficiário dos planos de saúde.

“O ressarcimento é uma proteção para que a operadora não deixe de constituir a rede dela e não expurgue todo mundo para o SUS. É garantir que o beneficiário tenha seu contrato coberto”, disse.

Nem todas as cobranças, no entanto, deixam de ser pagas ou são contestadas na Justiça. Desde 2013, os planos de saúde já ressarciram o SUS em R$ 2,06 bilhões. O dinheiro é repassado pela ANS ao Fundo Nacional de Saúde para ser repartido entre os estados e prefeituras que prestaram o atendimento ao beneficiário.

Em resposta, a Federação Nacional de Saúde Suplementar (Fenasaúde), que representa as principais operadoras de planos de saúde do país, informou que as empresas recorrem à Justiça quando entendem que a cobrança é indevida (como, por exemplo, nos casos de procedimentos excluídos por lei, fora da abrangência geográfica do plano ou em período de carência) e quando a ANS não aceita anular a cobrança.

Na visão da Fenasaúde, há uma necessidade de maior integração e agilidade de informações entre os sistemas público e privado. “Quando um beneficiário de plano de saúde é atendido na rede pública – como em casos de acidentes em via pública -, a operadora precisa ser informada o mais rápido possível para que promova a transferência dele para a rede privada, desde que essa remoção não cause prejuízo à saúde do beneficiário. Não há interesse das operadoras nem dos beneficiários em utilizar a rede pública de saúde. As operadoras asseguram a oferta e garantia dos serviços contratados junto aos seus beneficiários”, diz nota da Fenasaúde.
Por Vitor Abdala – Repórter da Agência Brasil Rio de Janeiro

Modric é escolhido o melhor jogador e Mbappé a revelação da Copa

Copa 2018: Croácia e Nigéria. Luka Modric marca o segundo gol da Croácia de pênalti.

Luka Modric foi escolhido o melhor jogador da Copa do Mundo Rússia 2018. O craque croata deixou para trás estrelas como o argentino Messi, o português Cristiano Ronaldo, e o brasileiro Neymar, cujas seleções não conseguiram chegar a semifinais .

A escolha da Federação Internacional de Futebol (Fifa) premiou o atleta que durante a competição apresentou futebol consistente, levando a Croácia ao vice-campeonato mundial, o seu melhor resultado na história da Copa.

Revelação

O prêmio de jogador revelação da Copa ficou com Kylian Mbappé Lottin, de 19 anos. Na vitória francesa sobre a Croácia por 4 a 2, Mbappé fez o quarto gol, aos 19 minutos do segundo tempo, tornando-se o segundo jogador mais jovem a marca em uma partida final de Copa do Mundo, Antes dele, apenas Pelé conseguira tal feito. Com 17 anos, o brasileiro fez dois no jogo contra a Suécia, na decisão da Copa do Mundo de 1958, que deu o primeiro título mundial ao Brasil

França recebe o troféu e as medalhas pela vitória na final da Copa do Mundo 018, na Rússia

Na rede social, Pelé postou mensagem parabenizando o craque francês: “O segundo adolescente a marcar um gol em uma final de Copa do Mundo. Bem-vindo ao clube, Kylian. É ótimo ter a sua companhia!”.

Artilheiro e melhor goleiro

O troféu de artilheiro da Copa foi para o inglês Harry Kane. Nas sete partidas que disputou pela Seleção da Inglaterra, o craque do Tottenham marcou seis gols. “Trabalhei muito duro nos últimos jogos, mas esse é um trabalho de equipe”, disse Kane.

Thibaut Courtois, da Bélgica, comemorou a escolha de melhor goleiro do Mundial de 2018. Na vitória da seleção belga por 2 a 1 sobre o Brasil, Courtois foi responsável por importantes defesas, que garantiram a classificação de sua equipe para a fase semifinal da Copa.

Por Aécio Amado – Repórter da Agência Brasil  Brasília

França conquista segunda Copa e se iguala a Uruguai e Argentina

Kai Pfaffenbach/Reuters/Direitos reservados/Agência Brasil

A França venceu a Croácia por 4 x 2 e é campeã da Copa do Mundo da Rússia. O time francês foi aplicado taticamente, apostou na solidez de sua defesa e na eficiência de seus atacantes e levantou a taça. Com o título, franceses se juntam aos uruguaios e argentinos como bicampeões do mundo. O primeiro título foi em 1998, contra o Brasil.

Os jogadores receberam a taça debaixo de uma forte chuva em Moscou. O presidente francês, Emmanuel Macron, cumprimentou os jogadores, assim como a presidente da Croácia, Kolinda Kitarovic; o presidente da Rússia, Vladimir Putin e o presidente da Fifa, Gianni Infantino.

Em uma Copa com estrelas de destaque nas principais favoritas, o técnico Didier Deschamps, que jogava na seleção de 98, apostou em um time de qualidade coletiva e com jovens talentos.

A França tem vários jogadores de destaque no futebol mundial, como Mbappé, Pogba, Griezmann e o goleiro Lloris, mas nenhum deles pode ser apontado sozinho como responsável por esse título. O coletivo francês foi o que menos oscilou durante a Copa. Um exemplo está em Giroud. O centroavante titular não fez nenhum gol, mas contribuiu taticamente e não perdeu a vaga no time, mesmo passando em branco na competição.

O jogo
O primeiro tempo mostrou uma Croácia mais agressiva e ofensiva. Mesmo com o peso de três prorrogações nas costas, os croatas não se intimidaram e foram para o ataque. Mas a França tem uma boa defesa e deu poucos espaços para os atacantes adversários.

A França pouco chegava ao ataque, mas quando chegou, marcou. Em cobrança de falta de Griezmann, na primeira subida mais contundente, a bola foi jogada para dentro da área aos 17 minutos. O atacante croata Mandzukic tentou cortar e acabou enganando o goleiro no lance. Subasic apenas assistiu a bola morrer no fundo da rede.

A Croácia saía atrás no placar novamente. O time do técnico Zlatko Dalic teve que correr atrás do prejuízo nas partidas de oitavas, quartas de final e semifinal. E como nessas partidas, buscou o empate. Aos 27 minutos, Perisic recebeu na entrada da área, após cruzamento de Modric, e acertou um belo chute cruzado no canto de Lloris.

Mas a França chegou ao segundo gol, com auxílio do VAR. Perisic cortou um cruzamento com o braço. Os franceses reclamaram, o árbitro argentino Néstor Pitana foi rever o lance no vídeo e marcou o pênalti.

O segundo tempo teve uma Croácia ofensiva, obstinada. Os croatas foram para cima, mas deram espaços lá atrás. E foi assim que a França fez o terceiro e quarto gols. Primeiro, Pogba fez um lançamento perfeito para Mbappé, que invadiu a área e cruzou. A bola sobrou para o próprio Pogba, que emendou para o gol. O camisa 10 francês faria seu gol aos 19 minutos do segundo tempo. Hernandez fez boa jogada pela esquerda e tocou para Mbappé, que recebeu e bateu de fora da área, no canto de Subasic.

A Croácia tentou uma série de jogadas para diminuir o placar, mas chegou ao segundo gol após um erro incrível de Lloris. O goleiro francês tentou sair jogando com os pés e foi desarmado por Mandzukic, que botou a bola para dentro do gol. A Croácia se animou com o gol e tentou mais um, mas a defesa francesa foi sólida, assim como em toda a Copa do Mundo, e garantiu o resultado.

Invasão
A final da Copa do Mundo entre França e Croácia, no Estádio Luzhniki, em Moscou, foi interrompida por causa da invasão simultânea de campo de quatro mulheres, em ato reivindicado pelas integrantes do grupo punk russo Pussy Riot.

A paralisação ocorreu aos 7 minutos do segundo tempo, com entrada no gramado por diversos lados do campo. As invasoras vestiam peças de roupas semelhantes as utilizadas pelos seguranças.

Através das redes sociais, o Pussy Riot assumiu a autoria da invasão. O grupo musical é conhecido pelo ativismo político, de oposição ao governo de Vladimir Putin.

* Com informações da EFE

Centrão discute alianças estaduais, vice e campanha com Ciro

Foto: Agência Brasil

A cúpula do chamado centrão -bloco cujo núcleo duro é formado por DEM, PP, SD e PRB- sabatinou neste sábado (14) o pré-candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes (CE), e terá conversas individuais neste fim de semana com o presidenciável tucano, Geraldo Alckmin (SP), para definir quem apoiará na disputa pelo Palácio do Planalto.

A ideia é tomar uma decisão até quinta-feira (19), véspera do início das convenções partidárias que definirão os rumos das legendas na eleição.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e os presidentes do DEM, ACM Neto, do PP, Ciro Nogueira, do Solidariedade, Paulinho da Força, e do PRB, Marcos Pereira, reuniram-se em São Paulo na casa do empresário Benjamin Steinbruch, filiado ao PP.

Integrantes do grupo ponderaram que com Alckmin, a conversa flui mais automaticamente, mas que com Ciro, apesar do discurso sedutor, é preciso esmiuçar pontos de divergência. O pré-candidato, por exemplo, é crítico da reforma trabalhista, aprovada com apoio dos partidos do bloco.

No encontro deste sábado, os líderes do centrão foram mais objetivos ao discutir questões como alianças nos estados, condições de campanha e postos como a presidência da Câmara, cargo que Maia quer ocupar pela terceira vez.

Maia, Nogueira e Paulinho defendem apoio a Ciro, enquanto Marcos Pereira e Neto ainda querem fazer mais análises antes de bater o martelo.

O grupo ainda tenta atrair o PR, partido que, sozinho tem cerca de 45 segundos de tempo de TV. O bloco, sem o PR, tem 2 minutos e 11 segundos. Por isso há um grande esforço para trazer o partido de Valdemar Costa Neto. A preferência dele terá grande influência na hora de se bater o martelo sobre que candidato apoiar.

Sozinho, Alckmin tem 1 minuto e 11 segundos de TV. Se confirmada a aliança com PSD, PTB, PV e PPS, o tucano chega a 2 minutos e 53 segundos. Com o tempo do blocão, chegaria a 5 minutos e 4 segundos ou até a 5 minutos e 49 segundos, caso o PR entre na campanha.

Ciro tem hoje, sozinho, 25 segundos. Se fechar aliança com o PSB, vai a 1 minuto e 10 segundos. Com o blocão, vai a 3 minutos e 21 segundos, podendo chegar a 4 minutos e 6 segundos se o PR aderir ao grupo.

O PSC (17 segundos) pode integrar oficialmente o centrão nos próximos dias. O PHS (7 segundos) participou de uma reunião do grupo na quarta-feira (11) e também pode engrossar o bloco que quer crescer para aumentar seu poder de barganha.

A título de comparação, o PT, sozinho, tem 1 minuto e 27 segundos. O MDB tem 1 minuto e 26 segundos.

O encontro deste sábado serviu também para se discutir opções de nomes para ocupar o posto de candidato a vice-presidente.

Se o candidato apoiado for Ciro Gomes, o PR entrar no grupo e o PSB fechar aliança com o PDT, as possibilidades de vice aventadas na reunião são Márcio Lacerda (PSB), Josué Alencar (PR) e Benjamin Steinbruch (PP).

Se decidirem apoiar Alckmin, os integrantes do grupo consideram para vice Josué Alencar (PR), Mendonça Filho (DEM), Aldo Rebelo (SD) e um nome do Nordeste a ser definido pelo PP.

Antes de se reunirem na quinta-feira para, finalmente, definir o apoio, o grupo se encontra com Valdemar na quarta-feira (18) para saber qual a decisão dele sobre o destino do PR, já que há grande pressão da bancada para que a sigla apoie a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL-RJ).

O encontro aconteceria no início da semana, mas Rodrigo Maia vai ao Chile para não ter que assumir o Palácio do Planalto, pois o presidente Michel Temer estará fora do país em viagem oficial.
Por-Bahia noticias

Na decisão do 3º lugar, Bélgica vence a Inglaterra e garante sua melhor colocação na história

Hazard comemora gol com De Bruyne e Mertens em Bélgica x Inglaterra (Foto: REUTERS/Henry Romero)

É BRONZE

poderosa geração da Bélgica se despediu da Copa do Mundo deixando mais uma boa impressão, neste sábado, em São Petersburgo, na decisão do terceiro lugar. Com a vitória por 2 a 0 sobre a Inglaterra, a Bélgica conseguiu seu melhor resultado na história das Copas, superando o quarto lugar de 1986. Meunier, no primeiro tempo, e Eden Hazard, no segundo, fizeram os gols do jogo. Com o quarto lugar, a Inglaterra iguala campanha de 1990, melhor resultado desde o título de 1966, em casa.


Harry Kane lamenta gol perdido em Bélgica x Inglaterra. Ele se despede da Copa com seis gols (Foto: REUTERS/Sergio Perez)

ARTILHARIA

Harry Kane se despede da Copa do Mundo com seis gols, dois a mais do que o belga Romelu Lukaku, que saiu irritado ao ser substituído no início do segundo tempo. O centroavante do Tottenham levará a Chuteira de Ouropara a Inglaterra – a não ser, claro, que um francês ou um croata assombre o mundo neste domingo com uma atuação de gala na final. Na França, Griezmann e Mbappé são os artilheiros com três gols. Na Croácia, Perisic, Mandzukic e Modric têm dois. Desde 1978, só uma vez o artilheiro da Copa teve mais do que seis gols – foi em 2002, com Ronaldo Fenômeno (fez oito e foi campeão).

CRAQUE DO JOGO. E DA COPA?

Informação dos nossos colegas do OptaJoe: Eden Hazard esteve envolvido diretamente em sete gols na Copa (três gols e quatro assistências), mais do que qualquer jogador da Bélgica desde 1966 (Jan Ceulemans, também com sete).

https://globoesporte.globo.com

Lázaro assume conversas com MDB e sobre chapa do DEM declara: ‘Me sinto abortado do projeto por birra de Jutahy’

Foto: Orisa Gomes/Acorda Cidade l Irmão lázaro

Milena Brandão e Orisa Gomes

O deputado federal Irmão Lázaro (PSC) está no centro das atenções nas formações de chapas das oposições na Bahia. Vice de José Ronaldo ou candidato ao Senado na chapa do DEM? Candidatura independente? Aliança com o MDB? Apoio de Bolsonaro? Diante de tantas possibilidades, o Acorda Cidade procurou saber do próprio Lázaro quais delas são reais. Em entrevista ao programa nesta sexta-feira (13), ele afirmou que está descartada a possibilidade de vece na chapa de Ronaldo, que o colega de parlamento Jutahy Magalhães (PSDB), com quem pretende formar uma “casadinha” na disputa pelo Senado na chapa do DEM, colocou o “pé na porta” para que não concorra a vaga e também assumiu que tem conversado com o MDB sobre a possibilidade de se aliar partido. Leia na íntegra:

Acorda Cidade: Como é que o senhor avalia a sua posição de deputado?

Prefeitura e Infraestrutura intensificam recuperação de vias em Ipiaú

Foto: Divulgação/Prefeitura de Ipiaú

A Prefeitura Municipal de Ipiaú, por meio da Secretaria da Infraestrutura intensificou a recuperação de calçamentos em diversas ruas e avenidas da cidade, garantindo melhorias nas vias públicas e dando maior segurança à população ipiauense. A ideia é que todas as vias com problemas de pavimentação sejam contempladas pelo trabalho de restauração viária.

Segundo o Secretário Henrique Romano, a prefeita Maria das Graças solicitou celeridade nos trabalhos de recuperação, tendo em vista os buracos criados com o tráfego de veículos pesados nas várias localidades do município.

Várias ruas estão tendo serviços de recuperação do calçamento, à exemplo da Rua Juracy Magalhães, próximo a Fundação Hospitalar. As obras consistem na reposição de pavimentação com paralelepípedos, nas áreas deterioradas.

O trabalho é contínuo em todas as ruas e comunidades da cidade. “Estamos trabalhando para melhorar nossas ruas e avenidas, daí nosso investimento em obras de recuperação dos calçamentos para garantir melhoria no tráfego de veículos na nossa cidade, proporcionando aos usuários das vias mais tranquilidade e segurança”, finalizou Romano.

ASCOM – Prefeitura de Ipiaú
Governo Participativo

Centrão pede a Ciro que modere tom de críticas a Temer

Por: Reprodução
“Vou ter paciência, respeito, Disse Ciro

O flerte entre os partidos que compõem o Centrão e o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), presidenciável mais cortejado pelo grupo, não tem agradado ao presidente Michel Temer (MDB), inimigo declarado do pedetista que já enviou recado aos aliados sinalizando a discordância de posicionamento.

Segundo a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, para tentar estancar a sangria, as legendas de Centro pediram a Ciro que modere tom das críticas ao emedebista e não repita termos como “quadrilheiro” ao se referir ao presidente.

Em especial o PP, que possui cargos no Planalto, tem receio de que a aliança com o pedetista coloque em risco a estabilidade da relação com Temer.

Bahia.Ba