Raquel Dodge é favorita dos próprios ministros para futura vaga no STF

Raquel Dodge é favorita dos próprios ministros para futura vaga no STF

  Raquel Dodge é cotada, em caso de aposentadoria antecipada Procuradora-geral da República é a mais cotada a ser nomeada em caso de aposentadoria antecipada. Foto: José Cruz/Agência Brasil Com o Supremo More »

Prefeitura de Ipiaú promove ações educativas na Semana Nacional do Trânsito

Prefeitura de Ipiaú promove ações educativas na Semana Nacional do Trânsito

A Semana Nacional do Trânsito está com uma programação diversificada em Ipiaú. A Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Infraestrutura e Diretoria Municipal de Trânsito, está realizando diversas ações educativas nas vias More »

Marta é eleita a melhor jogadora de futebol do mundo pela sexta vez

Marta é eleita a melhor jogadora de futebol do mundo pela sexta vez

Marta ganha o prêmio de melhor jogadora A brasileira Marta foi eleita a melhor jogadora de futebol do mundo pela sexta vez. O prêmio foi entregue hoje (24) na cerimônia The Best, More »

Bolsonaro deve ter alta na sexta-feira, dizem aliados

Bolsonaro deve ter alta na sexta-feira, dizem aliados

Candidato à Presidência pretende realizar transmissões ao vivo pela internet durante o horário eleitoral Foto: Reprodução/Instgram Internado há 18 dias no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) More »

Em evento no Nordeste, Ciro critica Haddad e diz ser o único candidato nordestino

Em evento no Nordeste, Ciro critica Haddad e diz ser o único candidato nordestino

  Ele diz ser o único nordestino e criticou uso do nome de Lula Com agenda em três estados do Nordeste neste domingo (23), o candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, More »

 

Supremo julga nesta quinta se famílias podem educar filhos em casa

 

Estimativa é de que hoje 15 mil crianças recebam educação domiciliar, prática conhecida como homeshcooling

Foto: Pexels

Há sete anos, a dona de casa Sharol Werneck Gomes educa os filhos, que hoje têm 10 e 8 anos, em casa a experiência começou com a filha que, quando tinha 4 anos e meio, foi alfabetizada em casa. “Eu optei, em princípio, porque achei interessante ter essa opção de educar meus filhos em casa”, conta. A filha chegou a ir para a escola, mas a experiência não foi boa, o que fez com que Sharol tivesse mais certeza do caminho escolhido inicialmente.

“A professora gritava muito na sala de aula. Como estava adiantada, minha filha foi colocada como monitora, trouxe um peso sobre ela, que não tinha maturidade para lidar com essa situação. Então, ela ficou bem desgastada. E a professora ainda colocou para ajudar coleguinhas, que implicavam muito com ela. Era bem ruim, ela chorava todos os dias”, diz.

O filho, mais novo, nem chegou a frequentar as salas de aula. Sharol, que não passou por nenhuma capacitação formal para dar aulas, diz que está constantemente pesquisando e lendo sobre os melhores métodos. “Eu pesquiso a base curricular para saber mais ou menos o que preciso ensinar, uso como um norte, mas não fico presa a ela não”. Atualmente, ela e o marido coordenam um grupo de apoio para educação familiar em Cascavel (PR), do qual participam 30 famílias.

O número de famílias que optam pela educação em casa, prática conhecida como homeschooling, cresce a cada ano no Brasil, de acordo com Associação Nacional de Educação Domiciliar (Aned). Em 2018 chegou a 7,5 mil famílias, mais que o dobro das 3,2 mil famílias identificadas em 2016. A estimativa é de que hoje 15 mil crianças recebam educação domiciliar.

O homeschooling, no entanto, não é regulamentado no país. Um julgamento marcado para esta semana no Supremo Tribunal Federal (STF) deve trazer à tona uma longa disputa entre pais que desejam educar seus filhos em casa e o Poder Público, que diz que a Constituição obriga a matrícula e a frequência das crianças em uma escola.

Desde 2015 o assunto aguarda julgamento pelo Supremo, que deve definir um entendimento único para todos os casos desse tipo que tramitam na Justiça brasileira, estabelecendo o que o tribunal chama de tese de repercussão geral.

Ação

O caso que será julgado em plenário e servirá de parâmetro para os demais foi levado ao Supremo pelo microempresário Moisés Dias e sua mulher, Neridiana Dias. Em 2011, o casal decidiu tirar sua filha de 11 anos da escola pública em que estudava no município de Canela (RS), a aproximadamente 110 km de Porto Alegre, e passar a educá-la por conta própria.

Eles alegaram que a metodologia da escola municipal não era adequada por misturar na mesma sala alunos de diferentes séries e idades, fugindo do que consideravam um “critério ideal de sociabilidade”. O casal disse que queria afastar sua filha de uma educação sexual antecipada por influência do convívio com colegas mais velhos.

Outro argumento foi o de que a família, por ser cristã, acredita no criacionismo – crença segundo a qual o homem foi criado por Deus à sua semelhança – e por isso “não aceita viável ou crível que os homens tenham evoluído de um macaco, como insiste a Teoria Evolucionista [de Charles Darwin]”, que é ensinada na escola.

Em resposta, a família recebeu um comunicado da Secretaria de Educação de Canela ordenando a “imediata matrícula” da menina em uma escola. O Conselho Municipal de Educação também deu parecer contra o ensino domiciliar, “por considerar que o mesmo não se encontra regulamentado no Brasil”.

O casal recorreu à Justiça, mas teve negado um mandado de segurança em primeira e segunda instâncias. Em sua sentença, o juiz Franklin de Oliveira Neto, titular da Comarca de Canela, escreveu que a escola é “ambiente de socialização essencial” e que privar uma criança do contato com as demais prejudica sua capacidade de convívio.

“O mundo não é feito de iguais”, escreveu o juiz. “Uma criança que venha a ser privada desse contato possivelmente terá dificuldades de aceitar o que lhe é diferente. Não terá tolerância com pensamentos e condutas distintos dos seus”.

O caso seguiu até chegar ao STF, onde é relatado pelo ministro Luís Roberto Barroso.

Posicionamentos contrários

Provocada, a Advocacia-Geral da União (AGU) disse que as normas brasileiras estabelecem que a educação deve ser oferecida gratuita e obrigatoriamente pelo Poder Público. “É muito importante destacar que a escola possibilita um aprendizado muito mais amplo que aquele que poderia ser proporcionado pelos pais, no âmbito domiciliar, por maiores que sejam os esforços envidados pela família. Isso porque ela prepara o indivíduo para situações com as quais inevitavelmente haverá de conviver fora do seio familiar, além de qualificá-lo para o trabalho”, diz a AGU.

Para a instituição, por mais diferentes que sejam os membros de uma família, nenhum núcleo familiar será capaz de propiciar à criança ou ao adolescente o convívio com tamanha diversidade cultural, como é próprio dos ambientes escolares. “Sendo assim. a escola é indispensável para o pleno exercício da cidadania”, acrescenta.

A Procuradoria-Geral da República também se manifestou, concluindo: “a utilização de instrumentos e métodos de ensino domiciliar para crianças e adolescentes em idade escolar. em substituição à educação em estabelecimentos escolares, por opção dos pais ou responsáveis, não encontra fundamento próprio na Constituição Federal”.

Há oito anos, o Conselho Nacional de Educação (CNE) emitiu um parecer orientando que as crianças e os adolescentes sejam matriculados em escolas devidamente autorizadas. O CNE também entende que a legislação vigente enfatiza “a importância da troca de experiências, do exercício da tolerância recíproca, não sob o controle dos pais, mas no convívio das salas de aula, dos corredores escolares, dos espaços de recreio, nas excursões em grupo fora da escola, na organização de atividades esportivas, literárias ou de sociabilidade, que demandam mais que os irmãos apenas, para que reproduzam a sociedade, onde a cidadania será exercida”.

Educação individualizada

Quem é a favor do homeschooling argumenta, entre outras questões, que a educação em casa garante o direito à dignidade e ao respeito, assegurando uma educação mais individualizada e, portanto, mais efetiva. “Mesmo nas melhores escolas, a educação necessariamente é provida de forma massificada, sem atentar para as necessidades específicas de cada criança e sem prover a elas as técnicas, os instrumentos e as metodologias do ensino-aprendizagem mais adequadas e qualificadas ao tempo presente”, diz a Aned.

“Estamos buscando a autonomia educacional da família, não somos antiescola, não estamos lutando contra escola, apenas somos a família buscando uma nova opção que, no nosso entender, é melhor para o nosso filho”, diz o presidente da Aned, Rick Dias. Ele conta que tirou os filhos da escola há oito anos, quando a mais velha tinha 12 anos e o mais novo, 9. Hoje, a mais velha cursa relações internacionais em uma universidade particular. “Não cremos que o Estado deva definir como devemos educar nossos filhos”. (ABr)
Por-Diário do Poder

Última cartada do PT é criar confusão institucional para a ‘candidatura’ Lula

Brecha em legislação pode fazer Lula candidato sem poder ser eleito

Sede do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília. (Foto: Roberto Jayme)

A defesa de Lula prepara o que é considerado a “última cartada” para tentar emplacar a candidatura do petista condenado por corrupção: criar uma confusão institucional, solicitando a aplicação do artigo 16-A da lei 9.504/97, prevendo que candidato cujo registro esteja sub judice (questionado na Justiça) efetue “todos os atos relativos à campanha”. É por essa razão que o PT não se importa com a demora da Justiça para apreciar os recursos. Isso ajuda a configurar a candidatura sub judice”. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

A ideia é criar um conflito entre a Lei da Ficha da Limpa, que barra Lula, e a suposta brecha da Lei Eleitoral.

No caso de Lula permanecer sub judice até a eleição, seus votos não seriam contabilizados. Só valem os votos de candidato registrado.

O artigo 77 da Constituição é claro: para virar presidente, o candidato deve ter sido registrado. Sem isso não há diplomação, nem posse.

Entidades de juízes e de procuradores já se preparam para enfrentar, no STF, a última cartada de Lula: a de criar uma confusão institucional.

Fonte: Diário do Poder

Com caixão de ouro e salto alto vermelho, Aretha Franklin é velada nos EUA

Funeral da cantora começou nesta terça-feira (28) e vai durar quatro dias; fãs viajaram de diversas partes do mundo para se despedir da artista

Foto: Reprodução/AP

Fãs de Aretha Franklin se organizam em longas filas nesta terça-feira (28) para homenagear a cantora americana, que é velada com em caixão aberto na cidade de Detroit. É o início de uma cerimônia que durará quatro dias, de acordo com informações da Folha.

Amada por milhões de pessoas em todo o mundo, a chamada rainha do soul morreu dia 16 de agosto, depois de uma carreira 60 anos que a transformou em uma das artistas mais célebres dos Estados Unidos, também reconhecido por sua militância pelos direitos civis.

Nesta terça, um cortejo de homens de luvas brancas levou um caixão de ouro com a artista ao Museu de História Afro-americana Charles H. Wright, onde fãs acamparam a noite toda para dar o último adeus a Franklin, segundo informou a imprensa local.

Para a cidade no estado americano de Michigan, viajaram fãs de todas as partes, que esperavam sua vez do lado de fora do museu, sob um sol escaldante, alguns com camisetas de Aretha.

Na quinta (30), Stevie Wonder faz um show em homenagem a Aretha, no Greater Grace Temple, onde também se apresentará Jennifer Hudson. Personalidades como Smokey Robinson, Jesse Jackson e o ex-presidente americano Bill Clinton também devem comparecer ao velório.

A cantora de gospel, soul e R&B, que morreu aos 76 anos, influenciou gerações de cantores com sucessos como “Respect” (1967), “Natural ​Woman” (1968) e “I Say a Little Prayer” (1968).

Em 2005, recebeu a medalha presidencial da liberdade, a maior honra para um civil nos Estados Unidos, das mãos do então presidente George W. Bush. Em 2010 sofreu graves problemas de saúde, mas continuou se apresentando até o ano passado. Seu último show aconteceu em novembro de 2017, em Nova York, para arrecadar fundos para a fundação de luta contra a AIDs de Elton John. Franklin morreu em decorrência de um câncer no pâncreas.

Por-Bahia.Ba

Governo federal autoriza envio de Forças Armadas a Roraima para conter crise

Medida responde a pedidos do estado em tentativa de lidar com êxodo venezuelano, que cresce

Foto: Andre Borges/Agência Brasília

O presidente da República Michel Temer autorizou nesta terça-feira (28) a atuação das Forças Armadas em Roraima, estado que enfrenta crise migratória dos venezuelanos.

E decisão ocorreu em reunião com ministros no Palácio do Planalto, quando o presidente assinou uma GLO (Garantia da Lei e da Ordem) para que militares atuem na segurança pública, segundo informações da Folha de S. Paulo.

Há duas semanas, Temer havia sinalizado a possibilidade de emprego das Forças Armadas, ao divulgar uma nota sugerindo que a medida fosse solicitada pela governadora de Roraima, Suely Campos (PP). Ela tem criticado o governo federal, argumentando que o estado não tem condições de receber mais venezuelanos.

Desde 2015, mais de 120 mil migrantes cruzaram a fronteira com o Brasil para fugir de dificuldades enfrentadas na Venezuela, onde sob o regime de Nicolás Maduro falta comida e remédios. Cerca de metade deles permanece no Brasil, quase todos em Roraima. Campos reclama de falta de recursos para atender questões como segurança pública, saúde e educação.

O governo enviou recentemente reforço de 120 homens da Força Nacional para auxiliar o estado. Além disso, o Planalto tem defendido a política de interiorização, de transferir migrantes para outros estados do país.

O estado também enfrenta aumento nos casos de xenofobia, com conflitos pontuais eclodindo e relatos de perseguição dos venezuelanos pelos brasileiros.

NOTA À IMPRENSA

O Comando da 55 CIPM vem por meio dessa nota esclarecer a Noticia veiculada num site de nome Galáticos On Line, de Salvador, que faz denúncias sobre a cobrança do FEASPOL por parte da 55 CIPM.

  1. A cobrança é legal, fundamenta pela lei n 11.631/2009;
  2. O valor inicial de quase R$2.400,00, refere-se a 20 policiais militares. Já o valor de R$1.080,00, refere -se a 10 policiais militares. Ou seja , baixamos o número de policiais pra atender uma demanda da LDI, sem comprometer a segurança, por entendermos que o público não seria tão grande como antes;
  3. É de se estranhar a forma como o redator do texto desrespeita e menospreza o campeonato intermunicipal, o amor e a paixão que os cidadãos do interior tem para com suas seleções municipais. Pois comparar um jogo do intermunicipal com um jogo de aspirantes (Sub 17), mostra como esse cidadão não conhece o esporte no interior do Estado;
  4. O FEASPOL é cobrado em eventos que não são filantrópicos ou públicos, que tem fins lucrativos. O campeonato de bairros foi organizado pela Diretoria de Esportes da Prefeitura Municipal, que não visou lucros, apesar de cobrar ingressos, mas estes foram para manter as premiações, buscando fomentar a política de esportes do município;
  5. A Polícia Militar busca agir sempre dentro da lei e atendendo o bem estar do cidadão de bem, mas não podemos ser negligentes com as nossas obrigações e com as responsabilidades dos outros órgãos ;
  6. Vale ressaltar que o site Galáticos On Line tem como sócio o irmão do senhor Marcelo Martins, presidente da LDI, o que deixa claro como está tentando denegrir a imagem desta respeitada Companhia , para defender o seu irmão. Lamentável como ainda se faz o uso da imprensa com fins pessoais.
    Temos ainda o pronunciamento da Federação Baiana de Futebol a respeito do FEASPOL

Ipiaú: Prefeitura e CAPS realizará blitz de conscientização sobre o uso abusivo de álcool, cigarro e drogas nesta quarta (29)

A Prefeitura de Ipiaú, através da Secretaria de Saúde, realizará na próxima quarta-feira (29), uma blitz educativa para alertar população sobre os riscos do uso abusivo do álcool, cigarro e outras drogas. O evento acontecerá no Semáforo da Praça Cinquentenário, a partir das 10:00h.
Na abordagem educativa, equipes distribuirão materiais educativos e darão orientações sobre como buscar apoio para o abandono dos vícios. (Dircom/Prefeitura)

Cármen Lúcia avisa que pauta do STF está fechada e não inclui prisão após 2ª instância

Petistas têm criticado reiteradamente a presidente do Supremo por não pautar o assunto, interessados em tentar a soltura do ex-presidente Lula

Foto: Jose Cruz/ Agência Brasil

Pressionada por setores da esquerda a colocar em julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF) ações que podem alterar a jurisprudência sobre a prisão após condenação em segunda instância, a presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia, avisou por meio de interlocutores que a pauta está fechada até o fim do seu mandato, que se encerra em 13 de setembro.

Petistas têm criticado reiteradamente o Supremo por não pautar o assunto, interessados em tentar a soltura do ex-presidente Lula. Cientes de que Cármen Lúcia não irá colocar o tema em pauta, restaria aos apoiadores de Lula pressionar o próximo presidente do tribunal, o ministro Dias Toffoli.

No entanto, segundo informações do colunista Valdo Cruz, do G1, Toffoli também já avisou que não planeja pautar o assunto este ano.

‘Não entrei no gospel por dinheiro’, diz Baby do Brasil

 

ENTRETENIMENTOPublicado em 28/08/2018 às 08h27.

‘Não entrei no gospel por dinheiro’, diz Baby do Brasil

“Eu podia ter entrado e vendido milhões”, contou a cantora a Lázaro Ramos, no programa “Espelho”, exibido nesta segunda-feira (27) no Canal Brasil

Foto: Reprodução/Twitter

Baby do Brasil, cantora e uma das vocalistas dos Novos Baianos, negou que tenha entrado na carreira gospel nos anos 90 por motivos financeiros.

“Não entrei pelo dinheiro, não entrei para vender CD, mas porque aconteceram coisas comigo, tive um arrebatamento, fui levada para o outro lado”, revelou Baby ao baiano Lázaro Ramos, no programa “Espelho” desta segunda-feira (27), exibido no Canal Brasil.

Ex-mulher do guitarrista Pepeu Gomes, a artista disse que o contato com o “Senhor” foi uma espécie de “Poltergeist”.”Tudo que foi vivido, foi vivido intensamente […] Aconteceram coisas absurdas, até porque eu cutucava o lado espiritual desde pequena, queria saber”, explica.

Baby se converteu como evangélica no fim da década de 1990 e chegou a se tornar pastora do Ministério do Espírito Santo de Deus em Nome do Senhor Jesus Cristo, fundada por ela em 2000. Em 2012, por motivos religiosos, ela disse que pregava abstinência sexual já havia 13 anos. No início de 2017, engatou um romance com o ex-jogador Casagrande. A sua filha, Sara Sheeva, também evangélica, disse na ocasião que apoiava a abstinência de sexo da mãe.

“Então o gospel na minha vida não é um gospel mercado, tanto que ninguém conseguia me ver. Eu podia ter entrado e vendido milhões, mas quando vi que isso poderia acontecer, segurei. Se eu fizesse aquele movimento, ia arrebentar com a minha verdade”, defendeu.

 

Anitta divulga lançamento de clipe com Jojo Toddynho

A música “Perdendo a Mão” estará disponível nas plataformas no dia 7 de setembro, Dia da Independência do Brasil e será gravado no bairro onde cantora cresceu

Foto: Reprodução/Twitter

Anitta não para de trabalhar. Na noite desta segunda-feira (27), ela anunciou no Instagram o lançamento do clipe da música “Perdendo a Mão”, no dia 7 de setembro, Dia da Independência do Brasil. A produção conta com participação de Jojo Toddynho, dona do hit “Que Tiro foi Esse?”.

O clipe será filmado no bairro Honório Gurgel, no Rio de Janeiro, onde Anitta cresceu e passou a maior parte da vida.

“Levei todos para curtir com meus amigos de infância a festinha que costumávamos fazer na adolescência. Personagens reais, locações reais roupas, produção, equipe, tudo real e local da época em que cresci. Vamos dar boas risadas”, escreveu a cantora no post sobre o lançamento da música.

Apesar de trilhar a carreira internacional, “Perdendo a Mão” será cantada toda em português. O teaser divulgado mostra um pouco da festa que, segundo o Uol, acontece na casa da cantora. Por-Bahia.Ba

‘Tem muito mais carisma do que eu’, diz Xuxa sobre Sasha

Apresentadora distribuiu elogios à filha em entrevista e falou sobre a cobrança de já ter nascido com a fama: “Parece que ela não pode errar”

Foto: Reprodução/Twitter

A rainha dos baixinhos Xuxa não esconde o orgulho da sua única filha Sasha. Mãe coruja, a apresentadora reflete sobre o peso de já nascer dentro da fama e como a estudante de moda aprendeu a lidar com os holofotes:

“Infelizmente a Sasha nasceu sendo muito cobrada. Parece que ela não pode errar. Mas que bom que ela já nasceu preparada, sabe lidar com tudo. A Sasha tem muito mais carisma do que eu. Minha filha ainda não sabe o potencial que ela tem”, disse em entrevista ao Uol.

Estudante de moda, Sasha é filha de Xuxa com o ator Luciano Szafir. Aos 20 anos, a jovem já posou em diversas campanhas e é elogiada pela apresentadora. Além de ser muito fotogênica. Mesmo tímida e resguardada, os fotógrafos falam que a câmera gosta dela”, revela Xuxa.

Antes de estudar moda e posar em cliques profissionais, Sasha se aventurou no vôlei e chegou a integrar o time do Flamengo, aos 15 anos de idade. Neste tempo, preferiu se manter longe dos paparazzi e tentou levar uma vida normal.

Só em 2016, em entrevista no “Programa do Porchat”, ela abriu a sua vida publicamente e passou a chamar ainda mais atenção nas redes sociais. Em um relacionamento com o ator Bruno Montaleone, atualmente ela mora em Nova York e já tem mais de 5 milhões de seguidores. Por: Bahia.Ba