Category Archives: slide

Vamos garantir que os serviços públicos não entrem em colapso’, diz Rui sobre greve

Foto: Matheus Morais/ bahia.ba

O governador Rui Costa (PT) voltou a se pronunciar sobre a greve dos caminhoneiros neste sábado (26). Em um vídeo divulgado em sua página do Facebook, o petista afirmou que o Brasil está indignado com o que “eles fizeram com o nosso país”.

“Você deve estar se perguntando: foi para isso que eles tiraram a presidente Dilma do governo? Com a Dilma, a gasolina era R$ 2,60, hoje a gasolina está a R$ 5. Foi para isso que prenderam o ex-presidente Lula? Quando Lula deixou o governo, o botijão de gás de cozinha custava R$ 12. Hoje o botijão de gás custa R$ 80”, ressaltou.

Rui disse ainda que apoia todos que querem se manifestar, mas como governador da Bahia tem que garantir o andamento dos serviços e que eles não entrem em colapso. “Que os hospitais continuem recebendo oxigênio para os pacientes que estão na UTI. Precisamos garantir o funcionamento dos nossos aeroportos, o funcionamento do transporte público”, completou.

“Pedimos a compreensão de quem, legitimamente, se manifesta, mas que precisa compreender que a sociedade não pode entrar em colapso, senão vamos sofrer mais ainda. Como governador vamos garantir que os serviços públicos não entrem em colapso”, finalizou.

Por-Bahia.Ba

Provas de concursos são adiadas devido a paralisação dos caminhoneiros

Foto: Divulgação

Órgãos públicos com concursos previstos para este fim de semana decidiram adiar os processos em razão da paralisação nacional dos caminhoneiros. Apesar de acordo fechado na quinta (24) pelo governo federal com algumas entidades representativas da categoria, os bloqueios continuaram em diversas rodovias de todo o país.

A Força Aérea Brasileira (FAB) adiou o exame de admissão da Escola de Especialistas de Aeronáutica. As provas foram remarcadas para o dia 1º de julho. A motivação, segundo comunicado divulgado na página oficial do órgão, foi a “garantia do interesse público e o acesso ao exame em igualdade de condições a todos os candidatos, bem como sua segurança”.

Os cancelamentos também atingiram a Ordem do Advogados do Brasil (OAB). A entidade anunciou que não realizará a segunda fase do exame da ordem. Segundo o comunicado oficial, não havia “condições de logística para a entrega e aplicação das provas de forma uniforme, com segurança, sigilo e eficiência em todo o território nacional”.

Concursos de conselhos agendados para o fim de semana também foram afetados. O Conselho Regional de Medicina do Paraná divulgou comunicado informando o cancelamento das provas que ocorreriam no domingo “devido às recentes manifestações e greves em todo o território nacional, que geram efeitos e consequências inevitáveis com relação ao deslocamento e à segurança dos candidatos”. A nova data ainda será divulgada.

O Conselho Regional de Educação Física da 8a Região – que abrange os estados do Amazonas, Acre, Rondônia e Roraima – também comunicou a suspensão das provas previstas para o domingo devido às manifestações “que geram efeitos consequências inevitáveis com relação ao deslocamento e à segurança dos candidatos”. O novo cronograma será anunciado no site da empresa responsável pelo certame, Quadrix. Por-Bahia.Ba

Anistia Internacional condena uso de força contra caminhoneiros

© REUTERS/Ricardo Moraes

Em nota, a Anistia Internacional afirmou na noite desta sexta-feira (25) que a “autorização e convocação do uso das Forças Armadas para desocupar as rodovias obstruídas por caminhoneiros em greve é extremamente preocupante”.

“O papel das Forças Armadas não é atuar em protestos, manifestações e greves. A liberdade de expressão e manifestação são um direito humano”, diz a nota.

De acordo com o órgão, o uso de Forças Armadas pode levar a uma escalda da violência e “um passo inadmissível no caminho da militarização da gestão das políticas públicas”, afirma Jurema Werneck, diretora executiva da Anistia Internacional Brasil.

O presidente Michel Temer fez um pronunciamento na manhã desta sexta no qual anunciou o plano de segurança para liberar as estradas.

Temer disse que vai usar as forças federais e pediu que os governadores façam o mesmo. Segundo o presidente, uma minoria radical está impedindo “que muitos caminhoneiros levem adiante seu desejo de atender a população e fazer seu trabalho”.

No fim da tarde, o ministro do STF (Supremo Superior Federal) Alexandre Moraes autorizou o uso da força para desbloquear rodovias.

O governo também editou um decreto que autoriza homens das Forças Armadas a conduzir os caminhões para garantir abastecimento da população, conforme anunciaram os ministros Eliseu Padilha e Raul Jungmann, em entrevista coletiva à imprensa. Com informações da Folhapress.

Governo anuncia fim da greve, mas protestos voltam a fechar rodovias

Foto: Divulgação/ Concessionária Bahia Norte

Os motoristas de caminhões e carretas retomaram os bloqueios na BA-526 (CIA-Aeroporto), BR-324 e BR-116 no fim da madrugada desta sexta-feira (25), embora o Governo Federal tenha anunciado na noite desta quinta (24) um acordo com os sindicatos para pôr fim à greve da categoria.

Segundo a Concessionária Bahia Norte, um dos protestos contra os preços do óleo diesel, ocorre no dois sentidos da BA-526 (CIA-Aeroporto), nas imediações do km12, e só permite que veículos de passeio sigam viagem

Na BR-324, a manifestação foi iniciada após as 6h no trecho do bairro de Valéria, no sentido Salvador, e pouco antes das 7h em Amélia Rodrigues, na direção de Feira de Santana.

O trânsito de veículos de cargas também é impedido em vários pontos da BR-116, nas imediações das cidade de Santo Estevão, Itatim, Milagres, Jequié, Poções, Manoel Vitorino e Vitória da Conquista.

O quinto dia de protestos já compromete o abastecimento de produtos importantes como alimentos, medicamentos e combustíveis. Por-Bahia.Ba

Gualberto volta a comentar desistência de disputar governo

foto: Alexssandro Loyola/ PSDB na Câmara

Com uma publicação nas redes sociais na noite desta quinta-feira (24), o deputado federal João Gualberto (PSDB) voltou a se manifestar sobre a desistência em disputar o governo do Estado. Ele tentará a reeleição para a Câmara dos Deputados.

“Fiz o trabalho que era preciso, mas sabia que para realizar esse projeto seria necessário ultrapassar as adversidades impostas pelo próprio sistema político: costurar uma coligação que garantisse a eleição dos candidatos com reais chances de vitória e convencer os aliados que um cenário plebiscitário nos deixava mais vulneráveis”, escreveu o tucano.

No texto, o parlamentar diz não estar na vida pública “por um projeto pessoal de poder e sim por um projeto de sociedade que priorize ações para humanizar a saúde, minimizar e conter a violência, qualificar a educação, gerar emprego, extinguir a corrupção”.

“Acredito que, mesmo com tantas barreiras e adversidades, a política é o único meio eficaz da promoção de mudança social. Assim sendo, seguirei na política, como pré-candidato a reeleição à Câmara dos Deputados, dando a minha contribuição e defendendo as prioridades da Bahia e do Brasil”, disse.

TSE julgará se réus, como Lula e Bolsonaro, podem disputar Presidência

Foto: Divulgação/ Instituto Lula/A consulta foi feita pelo deputado Marcos Rogério (DEM-RO)

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve julgar em breve se um cidadão que se tornou réu em ação penal pode ser candidato à Presidência da República. A consulta foi feita pelo deputado Marcos Rogério (DEM-RO).

Em parecer encaminhado ao relator, ministro Napoleão Nunes Maia, a área técnica do TSE o aconselhou a não responder ao questionamento, uma vez que não trata “apenas sobre matéria eleitoral, tampouco apresenta a necessária clareza e objetividade para ser respondida; gerando, ainda, multiplicidade de ilações”.

Segundo o parecer, assinado pela analista judiciária Elda Eliane de Almeida, a consulta não é clara por não informar qual seria o objeto da hipotética ação penal contra o candidato nem em qual instância estaria tramitando neste momento, “o que faz com que o desfecho das indagações antecipe ilação sobre situação concreta que somente poderá ser aferida na data ou após a realização do pleito eleitoral”.

Ao menos dois pré-candidatos à Presidência da República encontram-se na condição de réus: o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que responde a seis ações penais na primeira instância da Justiça Federal; e o deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ), que é alvo de duas ações penais no Supremo Tribunal Federal (STF).

A consulta se baseou no que diz o artigo 86 da Constituição, segundo o qual o presidente ficará suspenso de suas funções, “nas infrações penais comuns, se recebida a denúncia ou queixa-crime pelo Supremo Tribunal Federal”. O deputado também mencionou julgamento do STF no qual ficou decidido pelo plenário, em fevereiro de 2017, que réus na linha sucessória da Presidência da República estão impedidos de substituir o presidente.

Para a área técnica do TSE, responder às indagações do parlamentar estaria ainda além da competência da Justiça Eleitoral, pois as perguntas se referem também a questões posteriores à diplomação do candidato vencedor no cargo.

A consulta está incluída na pauta da próxima sessão plenária do TSE, marcada para terça-feira (29), quando deve ser debatida entre os ministros da Corte Eleitoral.

Confira as perguntas feitas pelo deputado Marcos Rogério (DEM-RO):

1) Pode um réu em ação penal na Justiça Federal candidatar-se à presidência da República?

2) Em caso de resposta positiva à pergunta anterior, caso eleito e perdurando a condição de réu, ele poderá assumir o mandato de Presidente da República?

3) Em caso de resposta positiva às indagações anteriores, pode um réu em ação penal na Justiça Federal, em razão de denúncia de supostos crimes cometidos no exercício da Presidência da República, em mandato anterior, candidatar-se à presidência da República?

4) Em caso de resposta positiva à pergunta anterior, caso eleito e perdurando a condição de réu, ele poderá assumir o mandato de Presidente da República?

Bolsonaro desembarca em Salvador e é recebido por multidão

Foto: Reprodução / FacebookPré-candidato à Presidência participará de evento à noite

O pré-candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro, atraiu uma verdadeira multidão ao chegar a Salvador, no final da manhã desta quinta-feira (24).

Em pré-campanha ao Palácio do Planalto, o deputado participará de eventos na capital baiana. Centenas de pessoas, a maioria do sexo masculino e jovens, receberam o parlamentar com gritos de “presidente” e “capitão”.

“Obrigado, Salvador. Um abraço Bahia”, escreveu Bolsonaro em sua conta no Facebook.

À noite, Bolsonaro palestrará para um grupo de mil pessoas no auditório do Gran Hotel Stella Maris, segundo Toninho.

Fonte: Bahia.Ba

Aliados dizem que Temer subestimou greve dos caminhoneiros

Foto: Beto Barata/ PR

Aliados do presidente Michel Temer (MDB) criticaram o Planalto por não ter previsto os efeitos que a greve dos caminhoneiros poderia provocar com o passar dos dias.

Em todo o país, falta combustível nos postos de gasolina e até supermercados correm risco de desabastecimento.

De acordo com o jornal Folha de São Paulo, líderes de siglas da base de Temer disseram que, de dentro do Planalto, a equipe do presidente não conseguiu antever o perigo embutido na paralisação dos caminhoneiros.

Na terça (22), a ABPA (Associação Brasileira de Proteína Animal) mandou ofício a Temer. Nele, já definia o quadro como gravíssimo e pedia intervenção. “Há o risco de vermos animais mortos de fome, em situação de canibalismo pela falta de alimentos —insumos estes [que estão] parados nos bloqueios.”

Há ainda o temor de que o caos instalado no país possa provocar queda na já baixa popularidade do emedebista e prejudicar deputados do partido nas eleições.

José Ronaldo será candidato da oposição ao governo; Gualberto tenta reeleição

Foto: Mateus Soares/ bahia.ba

O ex-prefeito de Feira de Santana José Ronaldo (DEM) será o candidato da oposição ao governo do estado nas eleições de outubro. Já o tucano João Gualberto disputará a reeleição para deputado federal.

O nome do democrata foi definido em uma reunião entre o DEM e o PSDB em Brasília. “Nós vamos fazer o ato de oficialização na sexta-feira, com meu nome para o Senado na chapa. Os outros integrantes da chapa serão definidos pelo próprio Zé Ronaldo”, disse o deputado federal Jutahy Júnior ao bahia.ba.

Câmara aprova reoneração com isenção de PIS/Cofins no diesel

Presidente da Câmara, Rodrigo Maia, durante sessão plenária que aprovou a MP 812/17, que muda a forma de cálculo das taxas de juros dos empréstimos não rurais concedidos pelos fundos constitucionais do Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

Na tentativa de apresentar uma solução em meio à greve de caminhoneiros que ocorre em vários estados brasileiros contra a alta dos combustíveis, os deputados aprovaram, em votação simbólica na noite de hoje, o texto-base o projeto que reduz benefícios fiscais concedidos pelo governo a diversos setores da economia com mudanças que reduzem o preço do óleo diesel. A proposta que retira a desoneração da folha de pagamento de 56 setores estava pronta para ser votada há pelo menos um mês. Os deputados estão votando neste momento as emendas feitas ao texto-base.

Os deputados conseguiram terminar a votação no final da noite, mantendo o texto-base sem aprovar nenhum destaque. Mais cedo, após reunião com representantes dos caminhoneiros, o governo informou que estuda a possibilidade de zerar ou reduzir o imposto PIS/Cofins do óleo diesel, mas ressaltou que não abrirá mão da receita correspondente.