Category Archives: Política

Ipiaú: Ex governador Paulo Souto enaltece trabalho do deputado Sandro Régis pela região

Foto: Divulgação

Em vídeo divulgado nesta terça feira (19) o ex governador Paulo Souto relembra trajetória de esforços realizados pelo deputado Sandro Régis (DEM) em prol da realização de importantes obras para a região de Ipiaú. Ele fez questão de gravar o vídeo como resposta a acusações feitas contra o deputado pelo ex prefeito José Mendonça. Confira

Por-ipiau online

Rui afirma que não vai participar de plenária do mandato de Lídice

Matheus Morais/bahia.ba

Na cerimônia de inauguração da Via Metropolitana, em Camaçari, nesta terça-feira (19), o governador Rui Costa (PT) afirmou que não vai à plenária da senadora Lídice da Mata (PSB), marcada para as 18h.

“É debate interno. Os caminhos dos militantes deputados estaduais e federais. Com certeza algo interno não tem sentido estar presente. Com certeza depois de todas as conversas, como partido democrático que é, vai debater para saber o que suas lideranças vão fazer. Dialogar antes da liderança tomar esse ou aquele caminho”, disse Rui.

Ele comentou também sobre a formação das chapas majoritárias. Questionado sobre a demora da divulgação dos “times”, o petista disse que cada um tem que administrar o seu.

“Eu acho que cada um tem que administrar o seu time, viver suas dificuldades e suas facilidades. Às vezes, dependendo da ótica, não é dificuldade, é facilidade. Quando você tem vaga e ninguém quer se oferecer para preencher, isso é facilidade. Se você entra em um ônibus vazio, você não tem dificuldade em sentar. Mas, se você entrar em um ônibus que está cheio, aí vai encontrar dificuldade”, comparou o governador, ao bahia.ba.

Para Rui, existe uma grande disputa para a suplência do ex-governador Jaques Wagner. “Coronel ainda brincou ontem dizendo ‘poxa, se eu for candidato mesmo a senador, não estou vendo ninguém disputar a minha suplência’. É isso que eu estou dizendo, cada ótica é um problema”, falou.

“Todo mundo só quer a suplência de Wagner por que? Porque todo mundo tem a expectativa, eventualmente o Wagner já foi eleito senador e se tiver um novo presidente no Brasil onde o PT participe do governo de uma forma ou de outra, ou sendo o próprio presidente do PT ou sendo de outro partido aliado, todo mundo aposta que Wagner eventualmente venha a ser novamente ministro. E por isso todo mundo quer estar ali na expectativa para assumir”, completou.

Por-Bahia.Ba

Wagner diz que Rui ainda não fechou, mas cita Coronel como candidato

Foto: Matheus Morais/ bahia.ba

Os arranjos para a definição da chapa que concorrerá às eleições de outubro ao lado do governador Rui Costa (PT) seguem a pleno vapor, mas a clareza da demarcação dos nomes tem levado ao “ato falho” até mesmo o ex-governador Jaques Wagner, pré-candidato ao Senado, considerado um dos coordenadores da campanha.

Ao bahia.ba, nesta terça-feira (19), o ex-ministro garantiu que ainda não há nada fechado: “Eu creio que agora só depois do São João”. Segundo ele, Rui ainda vai “convocar o Conselho Político, que reúne todos os partidos da base, para fazer uma comunicação oficial”.

Contudo, ao ser questionado sobre a concorrência na suplência ao Senado, Wagner escorregou: “Tem a suplência também de Coronel […] Tem a expectativa de eu voltar a ser secretário ou a depender de quem for estar no governo federal, compor o governo federal. Então as pessoas vêem com uma expectativa mais próxima de assumir […] A de Coronel não tem esse horizonte, pelo menos imediato, nunca se sabe. Mas eu acho que ainda faltam conversas”.

Wagner sobre ausência do PCdoB em forró: ‘Eu confesso que não entendi’

Foto: Matheus Morais/ bahia.ba

O ex-governador Jaques Wagner (PT), em conversa com o bahia.ba nesta terça-feira (19), se disse surpreso com a ausência da cúpula do PCdoB no “forró” do governador Rui Costa (PT) ocorrido na segunda (18).

“Eu confesso que não entendi muito […] Davidson [Magalhães, presidente estadual do PCdoB] até me ligou ontem ou anteontem, não me lembro, e eu não consegui retornar. Mas eu não sei qual é o aborrecimento”, afirmou o petista durante o evento de inauguração da Via Metropolitana, em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador.

O pré-candidato ao Senado considera justo o desejo dos comunistas de integrarem a chapa de Rui Costa na sua suplência, mas explicou já ter conversado duas vezes com a direção estadual da sigla e deixado clara a prioridade de Lídice da Mata (PSB), por já ocupar o cargo na atual legislatura.

Lídice – Wagner amenizou a ausência da senadora na festa de Rui e justificou que a parlamentar não pôde comparecer por estar em Brasília.

Insatisfeita, cúpula do PCdoB também não vai ao forró de Rui

oto: Divulgação

Apesar de pleitear uma vaga de suplência no Senado pela chapa de Rui Costa, o PCdoB também não será representado no forró de confraternização que o governador fará com seus aliados nesta noite no Palácio de Ondina.

Um comunista disse ao bahia.ba que a cúpula do partido também está ‘insatisfeita com os rumos da formação da chapa’. A escolha do presidente da Assembleia Legislativa (Alba), deputado Ângelo Coronel, do PSD, para a última vaga na chapa de Rui é o motivo.

O PCdoB também chegou a se colocar no tabuleiro pela composição da chapa. O nome mais cotado era o da deputada federal Alice Portugal, que disputou a prefeitura de Salvador com apoio do PT em 2016.

A decisão dos petistas de dar a Coronel a vaga deixará de fora a senadora Lídice da Mata (PSB), que também não vai ao arrasta-pé de Rui.

Por ora, são garantidos na chapa (em público), além do próprio Rui, seu vice, João Leão (PP) – para disputar o mesmo cargo; e o ex-governador Jaques Wagner (PT), para disputar o Senado.

Bahia.Ba

Fora de chapa, Lídice não vai a forró dos aliados

Foto: Izis Moacyr/ bahia.ba

Derrotada na disputa pela última vaga na chapa majoritária liderada pelo governador Rui Costa (PT), a senadora Lídice da Mata (PSB) não irá ao forró dos aliados do petista na noite desta segunda-feira (18), no Palácio de Ondina.

Havia a expectativa de que, de maneira “informal”, o chefe do Executivo estadual informasse à sua base durante o evento desta noite o que já era sabido nos bastidores há meses: além de Jaques Wagner (PT), o outro postulante ao Senado na composição será o presidente da Assembleia Legislativa, Ângelo Coronel, aliado do senador Otto Alencar (PSD).

No entanto, como o próprio Rui revelou, alguns partidos pediram um tempo ao governador. Embora o petista não tenha verbalizado, o PSB deve “dar um retorno” a Rui nos próximos dias sobre qual será o caminho eleitoral adotado por Lídice.

Como o partido ainda realiza uma plenária na noite desta terça-feira (19), interlocutores do governador ouvidos pelo bahia.ba apostam que o anúncio oficial ainda não será feito nas próximas 24 horas. Outra legenda que terá conversas internas até esta terça é o PCdoB, que postula uma vaga de suplência ao Senado

Lídice marca ato para ‘falar da chapa’ no dia em que Rui deve fazer anúncio

Fotos: divulgação/edição bahia.ba

A senadora Lídice da Mata marcou uma ‘plenária do mandato’ na terça-feira (19), dia em que o governador Rui Costa deve anunciar a composição de sua chapa na disputa pela reeleição.

O time já tem como certos, além do próprio Rui, seu vice, João Leão (PP) – como candidato ao mesmo cargo, e o ex-governador Jaques Wagner (PT) para disputar o Senado.

Embora a outra vaga para o Senado seja dada como certa para o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), deputado Angelo Coronel (PSD), Lídice decidiu manter seu nome no tabuleiro até o fim e deixou para Rui Costa a tarefa de tirá-la ou não de sua chapa.

Em post no Instagram, a senadora convoca o encontro para “falar sobre a chapa majoritária do governador Rui Costa”. A plenária será às 18h, no Hotel Sol Vitória Marina, no Corredor da Vitória.

Wagner recusou pedido de Lula para ler carta de campanha, diz coluna

Foto: Ivan Erick Baldivieso | AGECOM

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva escolheu o ex-governador e ex-ministro Jaques Wagner (PT) para ler a carta que ele [Lula] escreveu para lançamento de sua candidatura à campanha presidencial.

Contudo, segundo a colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, Wagner acabou recusando o pedido.

Ele tinha aceitado fazer a leitura —mas, quando chegou ao comício, em Contagem (MG), no dia 8, foi surpreendido pela decisão da organização para que os governadores do PT também lessem o documento —cada um ficaria responsável por uma página.

Ainda de acordo com a colunista, Wagner achou melhor ficar em silêncio. Argumentou também que, assim, a imprensa não passaria a especular com a possibilidade de ele ser o plano B para substituir Lula como candidato a presidente do PT —hipótese que voltou a circular com força na semana passada.

Com o impasse, a ex-presidente Dilma Rousseff acabou escalada para ler a mensagem.

Bahia.Ba

Polícia encontra barras de chocolate e pendrives em cela de Geddel

Foto: André Dusek/ Estadão Conteúdo

A Polícia Civil do Distrito Federal fez buscas, neste domingo (17), na cela que abriga o ex-senador Luiz Estevão e o ex-ministro da Articulação Política do governo Michel Temer, Geddel Vieira Lima (MDB), e apreendeu barras de chocolate, anotações que seriam de Geddel e pelo menos cinco pendrives – supostamente, de Estevão.

Os dois dividem um alojamento com outros presos no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília.

Segundo a polícia, as buscas foram autorizadas pela Justiça e motivadas pela denúncia, feita por um detento, de que os políticos estariam recebendo “regalias” na cadeia.

À TV Globo, o advogado de Geddel Vieira Lima disse que “estranha, mais uma vez, a defesa técnica não saber da operação antes da imprensa”. A defesa de Luiz Estevão também disse desconhecer as buscas, e não quis se pronunciar.

Segundo a Polícia Civil, durante as buscas, Estevão tentou se livrar de um pendrive jogando o dispositivo na privada. O aparelho foi recuperado e passará por perícia.

Além do conteúdo dos itens apreendidos, os investigadores querem descobrir quem facilitou a entrada dos alimentos e das mídias.

A ação foi realizada pela Coordenação de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado da Polícia Civil do DF e pela Promotoria de Execução Penal do Ministério Público do DF. Até a noite deste domingo, nenhum dos órgãos tinha detalhado as possíveis medidas a serem tomadas com base no material encontrado.

Bahia.Ba

Impopular e isolado, governo Temer sinaliza fim prematuro

Um assessor presidencial resume que, a partir de agora, só restou ao presidente levar a máquina pública ‘no piloto automático’ para entregá-la em janeiro ao seu sucessor.

Com uma impopularidade histórica e um esvaziamento do apoio congressual, o mandato de Michel Temer apresenta os primeiros sinais de um desfecho prematuro.

A quase seis meses da passagem da faixa presidencial, o Palácio do Planalto desistiu de propostas antes prioritárias, não consegue evitar que medidas provisórias caduquem, passou a ser menos frequentado por aliados e corre o risco de perder funcionários comissionados.

A possibilidade do governo acabar antes do fim era o principal receio de auxiliares presidenciais que defendiam que o presidente mantivesse o discurso de candidato à reeleição até julho, postergando o processo de abandono de seu mandato por políticos e empresários.

Em conversas reservadas, relatadas à reportagem, o presidente foi convencido de que dificilmente conseguirá emplacar até o final do ano propostas que já não estejam no Congresso e reconhece a dificuldade de fazer o seu sucessor na eleição deste ano.

O principal receio dele, segundo parlamentares governistas, é de que o próximo presidente revogue as duas medidas que ele considera os principais legados de seu mandato: o teto de gastos e a reforma trabalhista.