Category Archives: Bahia

Vamos garantir que os serviços públicos não entrem em colapso’, diz Rui sobre greve

Foto: Matheus Morais/ bahia.ba

O governador Rui Costa (PT) voltou a se pronunciar sobre a greve dos caminhoneiros neste sábado (26). Em um vídeo divulgado em sua página do Facebook, o petista afirmou que o Brasil está indignado com o que “eles fizeram com o nosso país”.

“Você deve estar se perguntando: foi para isso que eles tiraram a presidente Dilma do governo? Com a Dilma, a gasolina era R$ 2,60, hoje a gasolina está a R$ 5. Foi para isso que prenderam o ex-presidente Lula? Quando Lula deixou o governo, o botijão de gás de cozinha custava R$ 12. Hoje o botijão de gás custa R$ 80”, ressaltou.

Rui disse ainda que apoia todos que querem se manifestar, mas como governador da Bahia tem que garantir o andamento dos serviços e que eles não entrem em colapso. “Que os hospitais continuem recebendo oxigênio para os pacientes que estão na UTI. Precisamos garantir o funcionamento dos nossos aeroportos, o funcionamento do transporte público”, completou.

“Pedimos a compreensão de quem, legitimamente, se manifesta, mas que precisa compreender que a sociedade não pode entrar em colapso, senão vamos sofrer mais ainda. Como governador vamos garantir que os serviços públicos não entrem em colapso”, finalizou.

Por-Bahia.Ba

Governo anuncia fim da greve, mas protestos voltam a fechar rodovias

Foto: Divulgação/ Concessionária Bahia Norte

Os motoristas de caminhões e carretas retomaram os bloqueios na BA-526 (CIA-Aeroporto), BR-324 e BR-116 no fim da madrugada desta sexta-feira (25), embora o Governo Federal tenha anunciado na noite desta quinta (24) um acordo com os sindicatos para pôr fim à greve da categoria.

Segundo a Concessionária Bahia Norte, um dos protestos contra os preços do óleo diesel, ocorre no dois sentidos da BA-526 (CIA-Aeroporto), nas imediações do km12, e só permite que veículos de passeio sigam viagem

Na BR-324, a manifestação foi iniciada após as 6h no trecho do bairro de Valéria, no sentido Salvador, e pouco antes das 7h em Amélia Rodrigues, na direção de Feira de Santana.

O trânsito de veículos de cargas também é impedido em vários pontos da BR-116, nas imediações das cidade de Santo Estevão, Itatim, Milagres, Jequié, Poções, Manoel Vitorino e Vitória da Conquista.

O quinto dia de protestos já compromete o abastecimento de produtos importantes como alimentos, medicamentos e combustíveis. Por-Bahia.Ba

Fim da greve: apenas uma garagem ainda não foi liberada, diz sindicato

Foto: Divulgação/ Agrale

Parte dos rodoviários de Salvador já aceitou a proposta de reajuste de 2,7% intermediada pelo prefeito ACM Neto (DEM) e deixam no fim da madrugada desta quinta-feira (24) a garagem da Integra Plataforma, dos coletivos de cor amarela, no bairro de Pirajá.

O diretor do Sindicato dos Rodoviários Tiago Ferreira informou ao bahia.ba que a primeira garagem foi liberada após as 5h, depois do fim da assembleia com os motoristas, cobradores e demais funcionários do sistema de transporte público da capital que atuam na sede.

Os representantes do sindicato seguem às 5h20 para as garagens da região do Subúrbio Ferroviário e acreditam que até as 8h a maioria dos carros já esteja nas ruas: “terá um pouco de atraso neste primeiro dia por conta das assembleias e do nosso convencimento para que os trabalhadores retornem aos trabalhos”.

“Estamos chegando na Praia Grande, depois a Boa Viagem, também na [Avenida] Suburbana, para depois seguirmos para a Cidade Baixa”, completou.

Prefeito sobre ‘catraca livre’: ‘Quem sabe os empresários se conscientizem’

Foto: Rodrigo Aguiar/bahia.ba

A pressão que os empresários da Integra têm feito à prefeitura para aumentar o valor da tarifa e reduzir linhas de ônibus em troca do reajuste salarial dos rodoviários parece ter irritado o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM).

Em coletiva à imprensa nesta terça-feira (22), Neto declarou que “a prefeitura não vai coibir” o uso da prática de “catraca livre“, prometida pelos rodoviários para os ônibus que circularem durante a greve para obedecer a ação judicial e manter o mínimo do efetivo em operação.

“É um direito [dos rodoviários]. Quem sabe os empresários se conscientizem sobre não sair das negociações sem sequer oficializar uma proposta”, disparou.

O prefeito de Salvador, um pouco mais cedo, chegou a demonstrar que desconfia de que os donos das concessionárias do transporte público estariam interessados na greve.

Fonte: Baha.Ba

Sem ônibus nas ruas, passageiros têm dor de cabeça com alternativas

Foto: Divulgação/ Agrale

Com o início da greve dos rodoviários de Salvador após a meia-noite, nesta quarta-feira (23), os passageiros da capital têm recorrido aos micro-ônibus do Subsistema de Transporte Complementar (Stec), veículos do transporte escolar, mototaxi, transporte por aplicativo, taxi e até mesmo vans clandestinas para chegarem às estações o Metrô e demais áreas.

Com o descumprimento da liminar da Justiça do Trabalho, que exigia que 50% da frota operasse entre as 5h e 8h, os soteropolitanos que arriscaram sair de casa estão sujeitos ao pagamento de valores altos de passagem para chegar ou sair de casa.

No Subúrbio Ferroviário, mototaxistas, por exemplo, chegam a cobrar R$ 7 por um percurso de 4,5km, entre o Lobato e a região da Calçada.

Em Itapuã, usuários reclamam que cobradores de micro-ônibus não estão aceitando o cartão de transporte e são obrigados a pagar a tarifa em espécie. Em alguns casos, não aceitam os R$ 3,70 e cobram R$ 4 por passageiro.

A prefeitura esclarece que o valor da passagem precisa ser negociado entre o passageiro e o motorista, nos casos dos veículos de turismo e de transporte escolar, mas a taxa de R$ 3,70 deve ser garantida pelos demais.

Quem se sentir lesado por cobrança abusiva pode registrar o fato pelo telefone Fala Salvador, no número gratuito 156.

Para garantir uma frota de 1.600 veículos em um plano de contingência, o prefeito ACM Neto (DEM), recorreu, também, aos micro-ônibus do transporte alternativo de Lauro de Freitas, Simões Filho e Candeias, na Região Metropolitana, que reforçam a operação.

Bahia.Ba

Voluntárias Sociais arrecadam R$180 mil em show beneficente em Jequié

Fotos: Mateus Pereira/GOVBA

O público lotou o Parque de Exposições de Jequié na noite deste domingo (20) em prol de uma causa nobre. A primeira edição da Jequié Fest, evento beneficente de iniciativa das Voluntárias Sociais da Bahia (VSBA), arrecadou mais de R$ 180 mil com a venda dos ingressos  do evento que reuniu os cantores Léo Santana, Felipe Araújo e Ranniery Gomes. Toda a renda do show será revertida para a finalização das obras do moderno Centro de Equoterapia da região e também uma nova creche, que funcionará em tempo integral.

Fotos: Mateus Pereira/GOVBA

O governador Rui Costa parabenizou a iniciativa e mobilização das Voluntárias Sociais. “Elas têm feito um trabalho extraordinário em todo o Estado, mobilizando pessoas, artistas, para causas sociais. Houve o show para o Martagão Gesteira, depois outro para o Hospital Aristides Maltez, e hoje estamos aqui em Jequié para uma festa muito especial, para uma causa nobre, que é a conclusão do Centro de Equoterapia”, afirmou o governador.

A Equoterapia é um método terapêutico que utiliza cavalos para auxiliar na educação e na saúde dos pacientes, buscando melhorias no aspecto físico, psicológico, emocional, cognitivo e biopsicossocial. O novo centro de Jequié será o mais completo de todo o Brasil, com salas de fisioterapia, fonoaudiologia e nutrição, refeitório e centro de banho para os cavalos. Serão atendidas crianças deficientes a partir de dois anos com casos de paralisia cerebral, autismo ou deficiência motora. Ao todo, 27 municípios serão beneficiados com o novo espaço.

O cantor Ranniery Gomes agradeceu por fazer parte de Jequié Fest. ”É um prazer imenso participar dessa festa promovida pelas Voluntárias Sociais. Espero voltar mais vezes, tive uma receptividade incrível do povo de Jequié”, comemorou o cantor.

Para o cantor Léo Santana, ”é uma grande satisfação poder fazer parte de um evento que vem ajudar outras pessoas. Agradeço à presidente das Voluntárias, Aline Peixoto, pelo convite, pela parceria. Tô feliz que o público abraçou a ideia e compareceu”.

A nova creche terá funcionamento de tempo integral, das 7h às 18h, e capacidade para atender 100 crianças. A dona de casa Marta Viana acredita que eventos beneficentes como o Jequié Fest ajudam a criar uma sociedade mais solidária. “É uma oportunidade que a gente tem de ajudar a quem mais precisa. As pessoas se divertem vendo esses grandes artistas, mas também entram num clima muito bonito de solidariedade. Está uma festa linda.”

O governador Rui Costa assistiu ao show ao lado da Primeira-dama do Estado e presidente das Voluntárias Sociais, Aline Peixoto.

www.comunicacao.ba.gov.br

SSP lembra com seminário o Dia das Telecomunicações

Foto: Jorge Cordeiro

Em comemoração ao ‘Dia Internacional das Telecomunicações’, comemorado hoje (17), a Secretaria da Segurança Pública iniciou, na manhã desta quinta-feira, o 2ª Seminário Nacional das Telecomunicações, que se estende até amanhã (18). O evento, que visa a promover uma troca de informações sobre as novas tecnologias utilizadas em diversos estados para agilizar as ocorrências, está acontecendo no Centro de Operações e Inteligência da SSP, no Centro Administrativo.

“O seminário mostra o que temos de novo em tecnologia, para melhor atender à sociedade. Acabei de participar de um na China e estou cheio de informações para passar para nossa equipe e ansioso para já começar a trabalhar em cima dessas inovações”, contou o superintendente de Telecomunicações, coronel PM Antônio Carlos Silva Magalhães.

Durante dois dias, o 2ª Seminário Nacional das Telecomunicações discutirá diversos temas, sendo que um deles, o ‘Optical Character Recognition (OCR) – sistema de reconhecimento óptico de caracteres – e embarcados: Integração com sistemas municipais sobre tecnologias’, será abordada numa palestra ministrada pelo major Alexandre Simões, chefe da Divisão de Imagens e Serviços Embarcados do Comando-geral da Polícia Militar de São Paulo. “Estou muito satisfeito de estar aqui, em Salvador, transmitindo um pouco da nossa rotina e interagindo com as forças de segurança da Bahia”, afirmou.

Manuelle Carvalho, coordenadora da Diretoria de Tecnologia da Informação da Superintendência de Gestão Tecnológica e Organizacional (SGTO), está participando pela segunda vez do evento. “Esses encontros são importantes para que a gente fique sabendo das novas tendências mundiais das telecomunicações”, declarou, observando que “é bom estar sempre se atualizando”.

Representantes das Policias militares da Bahia, de São Paulo, Ceará, Pernambuco e Amazonas, além de estudantes universitários, estão participando do evento, que, ao final, promoverá o lançamento do livro ‘Telecomunicações na Segurança Pública da Bahia – Dos sinos a era digital’, elaborado em conjunto por servidores da Stelecom.

Fonte: Ascom / Natalia Verena

BRT de Salvador: Apropriação política e indignação seletiva

Foto: Divulgação

O secretário de Mobilidade Urbana de Salvador, Fábio Mota, passou ontem pela redação do Bahia Notícias para explicar o projeto do BRT de Salvador, envolto em uma série de polêmicas após o início das obras. A visita faz parte de uma tentativa da gestão municipal de mitigar os efeitos negativos das críticas feitas por personalidades como Caetano Veloso ao projeto com diversas intervenções no trecho entre a Estação da Lapa e o Iguatemi, passando pelas avenidas Vasco da Gama e Juracy Magalhães. Como se sabe, o projeto não é unanimidade.

Porém a discussão está longe de ser unicamente técnica ou urbanística como adversários políticos buscam vender. Há sim uma questão política e também um quê de indignação seletiva por parte dos interlocutores que agora participam da discussão. E, antes que haja uma chuva de críticas sobre esse posicionamento, garanto que, ainda durante a concepção do projeto, não foram raras as vezes em que o Bahia Notícias trouxe o debate sobre o projeto do BRT, ouvindo pessoas contrárias ao projeto quando ainda não se falava em desmatamento de árvores ou destruição de canteiros (clique aqui e veja um exemplo).

Um dos especialistas ouvidos pelo BN à época, o arquiteto Carl Von Hauenschild, do conselho do Instituto dos Arquitetos da Bahia (IAB), inclusive, mantém a postura contrária às intervenções. Ele é apenas um dos exemplos de pessoas que buscam participar ativamente de discussões sobre questões urbanísticas da capital baiana e, por isso, merece todo o respeito possível. O mesmo não se pode falar de muitos outros atores políticos que, amparados por puro casuísmo, aparecem como críticos vorazes do BRT desde a concepção original do projeto. Não o são.

E não adianta dizer que desconheciam o projeto. É desnecessário ser especialista em arquitetura para saber que a construção de um modal como o BRT não iria manter intactos os trechos de canteiros centrais nas avenidas cortadas pelo projeto. Quando o metrô de Salvador foi construído, eventuais impactos urbanísticos do modal nas avenidas Bonocô ou Paralela não tiveram a mesma intensidade de críticas que se vê agora. A linha 2 do metrô, por exemplo, destruiu um parque urbano elaborado com a colaboração do paisagista Burle Marx, uma referência na área.

No entanto, o barulho foi bem menos evidente. O BRT Lapa-Iguatemi está longe de ser perfeito – nem o é. Porém esses ataques tardios ao projeto só corroboram com o discurso da prefeitura de que há apropriação política do tema. E dificilmente os críticos reais das intervenções acham que reforçar a defesa feita pelo Executivo é uma estratégia satisfatória.
Fonte: Bahia noticas

Operações e abordagens derrubam roubos a coletivos em 36%

Foto: Alberto Maraux
Trabalho integrado da Gemeos e do Gerrc resultou na marca de 36,4% de redução

Abordagens, revistas, atuação de policiais disfarçados, dentre outras ações realizadas pelos Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos (Gerrc) da Polícia Civil e da Operação Gemeos da Polícia Militar conseguiram reduzir os roubos a coletivos em 36,4%, nos primeiros quatro meses de 2018, se comparados com o mesmo período do ano anterior.

Entre janeiro e abril foram contabilizados 359 casos a menos que em 2017. Durante o quadrimestre, a Operação Gemeos realizou, preventivamente, abordagens a 4.202 coletivos, em 14 mil pontos e estações de ônibus, em mais de 56 mil pessoas e a 527 táxis. As ações de repressão resultaram em 70 prisões em flagrante, cinco mandados cumpridos, 17 termos circunstanciados de ocorrências e 40 conduções de suspeitos. Quanto as armas utilizadas nos crimes em coletivos foram apreendidas 21 armas de fogo, 16 armas brancas e 10 simulacros.

Para coibir essa prática delituosa, o comandante da Operação Gemeos, major PM Gabriel Neto revelou que ações são realizadas em locais com grande aglomeração de pessoas. “Essas revistas, em conjunto com o apoio da população que pode utilizar os canais disponibilizados pela Secretaria da Segurança Pública (Disque Denúncia através do 3235-0000) ou o WhatsApp da própria especializada (71 99984-8579), têm contribuído para a redução do crime e prisão dos ladrões”, destacou o oficial.


Foto: Vitor Andrade
Trabalho integrado da Gemeos e do Gerrc resultou na marca de 36,4% de redução

De acordo com o coordenador do Gerrc, delegado José Nelis, as batidas realizadas pelas equipes do grupo em casas comerciais e de conserto – muitas vezes fachadas para crimes de receptação dos aparelhos celulares, principal objeto de desejo dos bandidos, – e em bocas de fumo, são efetivas atividades após o delito. “Hoje também efetuamos o bloqueio de aparelhos roubados”, complementou o delegado, lembrando o serviço desempenhado pela Polícia Civil desde 2015.
Fonte: Ascom/Márcia Santana

.

MPT consegue nova decisão na Justiça determinando readmissão de empregados da Ebal

Por: Reprodução

O Ministério Público do Trabalho obteve vitória na ação movida no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 5ª Região contra o Governo do Estado e a Empresa Baiana de Alimentos (Ebal), que estão de novo obrigadas a readmir 1.700 empregados. A nova decisão, divulgada esta semana, determina mais uma vez que a Ebal e seu acionista principal, o Governo do Estado, readmitam os funcionários dispensados sem uma negociação coletiva prévia. O MPT já havia obtido liminar nesse sentido, em dezembro passado, que teve seus efeitos suspensos em 2 de março, mas que agora volta a valer.

A decisão da desembargadora relatora, Graça Bonnes, obriga que a Ebal, responsável pela Cesta do Povo, a reintegrar os empregados demitidos em massa. A decisão de dezembro de 2017 ocorreu em uma ação civil pública do MPT na Bahia, que pedia que o Governo do Estado readmitisse os empregados que haviam sido desligados da Ebal sem acordo coletivo com o sindicato da categoria. A liminar obrigava que os empregados fossem recontratados até nova rodada de acordos coletivos, mas não foi cumprida pelo governo baiano e teve seus efeitos suspensos em março. Agora, a mesma desembargadora reconsiderou a decisão e restabeleceu os efeitos da liminar.

Na readmissão, o empregado volta a receber salários e os benefícios, como plano de saúde e previdência, até que sejam concluídas as negociações.

Matérias relacionadas:

Justiça determina reintegração de todos os empregados públicos demitidos da Ebal

Rui critica decisão judicial que obriga o Estado a reintegrar todos os demitidos da Ebal