18/09/2018

Em queda: Bahia tem apenas seis dos 100 ‘cabeças’ do Congresso

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil
Seis parlamentares baianos estão entre os 100 “cabeças” do Congresso em 2018, de acordo com levantamento do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap).
No ano passado, o estado tinha sete representantes na lista; em 2016, eram oito baianos entre os destaques.
Permaneceram este ano como “cabeças”, em comparação com 2017, os deputados Afonso Florence (PT), Alice Portugal (PCdoB), Daniel Almeida (PCdoB), José Carlos Aleluia (DEM), José Rocha (PR) e o senador Otto Alencar (PSD).
Saiu da lista o deputado Arthur Maia (DEM). Em relação às suas habilidades, os parlamentares baianos são descritos dessa forma: Afonso e Alice são debatedores, Aleluia e Otto formuladores, Almeida é negociador e Rocha, articulador.
O Diap também lista os parlamentares “em ascensão”. Este ano, a Bahia foi representada neste item pelos deputados Cláudio Cajado (PP), Márcio Marinho (PRB) e Nelson Pelegrino (PT).
Cajado e Marinho já constavam no levantamento do ano anterior, enquanto o petista é novidade. Por outro lado, deixaram de ser considerados políticos em ascensão os deputados Cacá Leão (PP), Bebeto (PSB) e Lúcio Vieira Lima (PMDB).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente esta matéria.