27/09/2018

Presidente da Câmara acusa interino de gastos excessivos em uma seman

Plenário da Câmara de Irará | Foto: Blog Clóvis Gonçalves
Presidente da Câmara de Irará, o vereador Antonio César Melo acusa o colega Genival Cerqueira de Pinho de gastar mais de R$ 10 mil nos oito dias em que esteve à frente da Casa.
Conhecido como César do Manã, o presidente da Câmara havia sido afastado do posto após denúncia de irregularidades na contratação de pessoal e realização de concurso, mas retornou ao cargo por decisão da desembargadora Telma Britto, do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA).
De acordo com o vereador, R$ 5 mil foram pagos ao escritório que ajuizou a ação popular que teve com finalidade afastá-lo do cargo e suspender a contratação de servidores.
“É o sonho de qualquer profissional trabalhar por oito dias e receber R$ 5 mil. E é muito estranho que logo esse escritório tenha sido contratado e pago com o dinheiro da Câmara”, disse César do Manã.
O presidente do Legislativo municipal ainda acusou o interino de destinar R$ 4,5 mil para a contratação de uma assessoria contábil, que fica em outro município, e disse que irá apresentar representação ao Ministério Público para que sejam investigados os gastos.
Ao retornar ao cargo, o presidente da Câmara foi alvo de um protesto de outros vereadores, que não compareceram à sessão da última terça-feira (25).
Segundo o Blog Clóvis Gonçalves, faltaram à sessão os vereadores Adalberto Alves Pinto (Beto Pinto), Edmilson Martins Barreto, Alberto Moraes Santos (Carrasco) e Roberto Dias dos Santos (Sardinha).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente esta matéria.