Centrão autoriza e Alckmin vai atacar governo Temer no horário eleitoral

Dirigentes de partidos que ainda ocupam cargos de confiança e ministérios e chegaram a ser ameaçados pelo emedebista em caso de fogo amigo, têm receio de que a impopularidade do presidente atrapalhe os planos do tucano


Foto: Beto Barata/PR

O ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), recebeu carta branca dos partidos que compõem o núcleo chamado de Centrão no Congresso Nacional para dirigir críticas ao governo de Michel Temer (MDB) durante a propaganda eleitoral gratuita, na TV e rádio.

O grupo de legendas, que ainda ocupam cargos de confiança e ministérios na gestão do emedebista e chegaram a ser ameaçados por ele em caso de fogo amigo, tem receio de que a impopularidade do presidente atrapalhe os planos do tucano na corrida ao Palácio do Planalto.

Segundo a coluna do Estadão, há que defenda que “ou Alckmin se descola de Temer ou perde a eleição”. Um político do PP, que comanda as pastas da Saúde e Cidades defende que “Temer está muito desgastado e ninguém vai se chatear por isso. Faz parte”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *