Daily Archives: 11 de setembro de 2018

Ipiaú: Maria apresenta projeto de construção da Praça da Bíblia a Pastores

Foto: Dircom/Prefeitura)

Na manhã desta terça-feira (11), a prefeita Maria das Graças se reuniu com líderes de igrejas evangélicas do município. Além de estreitar o diálogo com os religiosos, a gestora aproveitou a ocasião para mostrar o projeto de construção da Praça da Bíblia. “É para que os ipiauenses já se habituem ao novo espaço de lazer que será construído em breve à população”, comentou Maria.

A construção da praça tem como proposta, a interação e diversão dos visitantes. Em destaque, o caminho com acessibilidade, arborizado e projetado com totens que abrigam telas interativas onde os visitantes poderão utilizar os espaços para diversos fins. O espaço também terá um coreto para a realização de eventos.

Após a apresentação, os convidados expuseram um segundo projeto para realização do Festejo do Dia do Evangélico em novembro, que foi prontamente atendido por Maria. Ao fim do encontro, um almoço selou a união da classe com a chefe do executivo.

Participaram da reunião, representantes da ASPLEI (Associação de Pastores e Líderes Evangélicos de Ipiaú), AMEI (Associação dos Ministros Evangélicos de Ipiaú), Vereadores Orlando Santos, Cláudio Nascimento, Jô da AABB e Robson. (Dircom/Prefeitura)

Advogada é algemada durante audiência no Rio de Janeiro

Valéria dos Santos foi detida por PMs em juizado de Duque de Caxias por ordem de juíza; OAB condenou o caso

Uma advogada foi presa e algemada por policiais militares durante audiência no 3º Juizado Especial Cível de Duque de Caxias na noite da última segunda-feira (10). Valéria dos Santos discutia com a juíza de plantão se haveria inclusão de uma contestação no processo e após discordâncias, e a recusa da advogada em sair da sala enquanto não fizesse “o seu trabalho”, a juíza chamou a polícia.

“Num primeiro momento eu senti um certo desdém da própria juíza leiga, mas abstraí isso e continuei com o direito de exercer minha profissão. Em determinado momento, eu quis verificar a peça de contestação. Porque não houve um acordo, então automaticamente eu teria que ver a contestação da parte ré e isso me foi negado”, contou Valéria após ser liberada pelo delegado da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil).

Em nota, o órgão repudiou o caso e determinou o afastamento da juíza. “Eu nunca vi algo tão bizarro, tão dantesco acontecer dentro de uma sala de audiência. Estou realmente estarrecido e por isso que a resposta da Ordem dos Advogados, da advocacia, tem que ser muito firme, contundente porque isso jamais pode se repetir”, afirmou o presidente da Comissão de Prerrogativas da OAB do Rio.

A Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro afirmou que a prisão era “ilegal, arbitrária, desproporcional e vexatória”. O nome da juíza não foi divulgado.

Confira o vídeo:

Beto Richa é preso em Curitiba em operação da Gaeco

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Paraná, deflagrou hoje (11)  a Operação Radiopatrulha que tem por objetivo investigar irregularidades no programa Patrulha do Campo, lançado pelo então governador do Paraná Beto Richa, no período 2012-2014.

Os policiais civis estão cumprindo 15 mandados de prisão temporária e 26 de busca e apreensão em Curitiba, Londrina, Santo Antônio do Sudoeste e Nova Prata do Iguaçu. Entre os presos, estão o ex-governador do Paraná Beto Richa e sua mulher Fernanda, ex-secretários de governo e empresários.

As ações da Gaeco ocorrem em “16 residências, quatro escritórios, um escritório político, quatro empresas e na sede do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná. Os mandados foram emitidos pelo Juízo da 13ª Vara Criminal de Curitiba apurando-se indícios de direcionamento de licitação para beneficiar empresários e pagamento de propina a agentes públicos, além de lavagem de dinheiro e obstrução da Justiça”.

Lava Jato

Também esta manhã a Polícia Federal deflagrou a Operação Piloto, a 53ª fase da Lava Jato, que investiga o envolvimento de funcionários públicos e empresários com a empreiteira Odebrecht no favorecimento de licitação para obras na rodovia estadual PR-323. 

Deonilson Roldo, ex-chefe de gabinete do então governador do Paraná Beto Richa, é um dos alvos de prisão. Também foram presos “Jorge Theodócio Atherino, empresário apontado como operador financeiro do ex-governador; e Tiago Correia Adriano Rocha, indicado como braço-direto de Jorge, e responsável por diversas transações financeiras dos empreendimentos do executivo”.

Cerca de 180 policiais federais cumprem 36 ordens judiciais, entre eles, dois de prisão preventiva, um de prisão temporária e 33 de busca e apreensão em endereços no Paraná, em São Paulo e na Bahia. Os policiais apuram denúncias de corrupção ativa e passiva, fraude à licitação e lavagem de dinheiro. “O objetivo é aprofundar as investigações sobre a prática de crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e fraude à licitação referentes à duplicação da PR-323, favorecendo a empresa Odebrecht”, diz nota divulgada pelo Ministério Publico Federal (MPF).

Segundo o MPF, “empresários do grupo Odebrecht realizaram, no primeiro semestre de 2014, um acerto de subornos com Deonilson Roldo, para que este limitasse a concorrência da licitação para duplicação da PR-323, entre os municípios de Francisco Alves e Maringá. Em contrapartida, a Odebrecht pagaria R$ 4 milhões a Roldo e ao seu grupo. 

O nome de Operação Piloto remete ao codinome atribuído pelo Grupo Odebrecht em seus controles de repasses de pagamentos indevidos a investigados nesta ação policial. Os detidos serão conduzidos à Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde permanecerão à disposição da Justiça.

Por Agência Brasil  Brasília

PT indica Haddad no lugar de Lula na disputa presidencial

O candidato à Presidência da República, Fernando Haddad, do PT, discursa durante o evento, Diálogos Eleitor, realizado pela União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços (Unecs).

A Executiva Nacional do PT confirmou, no começo da tarde de hoje (11) em Curitiba, o nome de Fernando Haddad, ex-ministro e ex-prefeito de São Paulo, em substituição ao do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na disputa pela Presidência este ano. Lula está detido na Superintendência da Polícia Federal, na capital paranaense, desde abril, após condenação em segunda instância pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex de Guarujá (SP). O ex-presidente teve o registro de candidatura indeferido no início do mês pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A substituição foi definida por unanimidade em reunião da cúpula do partido. O deputado José Guimarães (PT-CE), que participou do encontro, afirmou que a ex-deputada federal Manuela d’Ávila (PCdoB) será confirmada como vice na chapa de Haddad. Manuela desistiu de se candidatar à Presidência após decisão do seu partido de apoiar o PT.

O TSE determinou que o PT deveria anunciar até hoje a substituição do nome de Lula na chapa presidencial, sob risco de o partido não poder lançar candidatura ao Palácio do Planalto.

Propaganda

A Justiça Eleitoral definiu também que o PT retire do ar as inserções e programas eleitorais em que o ex-presidente aparece como candidato. Se a medida for descumprida, há o risco de a coligação ter a propaganda suspensa pelos integrantes da Corte.

A expectativa é que ainda hoje seja lida uma carta redigida por Lula para “o povo brasileiro”. Nela, o ex-presidente deve afirmar que apoia a indicação de Haddad à Presidência da República e que ele o representa.

De acordo com José Guimarães, Lula pede que a população apoie o PT e Haddad à frente da chapa.

Por Paulo Víctor Chagas – Repórter da Agência Brasil  Brasília

Ipiaú: Prefeita Maria visita o Bairro Santa Rita a anuncia pavimentação de principal via de acesso.

Durante visita ocorrida nesta segunda-feira 10, ao Bairro Santa Rita, a Prefeita Maria das Graças, acompanhou de perto a realidade dos moradores locais.

Na ocasião, a gestora fiscalizou os trabalhos de recuperação de vias por parte do executivo municipal, ouviu a população e reconheceu que há muito por fazer na infraestrutura do bairro.

“O Santa Rita é um bairro grande, populoso praticamente sem calçamento. Estamos dando muita atenção. Sabemos da dificuldade do município e por isso estamos na luta no Estado e em Brasília para conseguir melhorias mais significativas. Vamos começar nosso trabalho aqui pavimentando a Rua Edísio Galvão, principal via de acesso”, garantiu.

A obra é fruto do empenho do Deputado Estadual, Eduardo Salles e de emenda parlamentar do Deputado Federal, Mário Júnior, no valor de R$250 mil.

O vereador Jô da AABB, equipe de saúde, social, cultura, governo e grupo político, também anotaram demandas da comunidade para ver o que é possível solucionar de imediato e o que pode entrar para o cronograma de prioridades da gestão do Governo Participativo.

Informe Marcel Hohlenwerger