STF intima PGR para apresentar cópia de denúncia contra Geddel à comissão

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O Supremo Tribunal Federal (STF) acionou a Procuradoria Geral da União (PGR) para que apresente, no prazo de cinco dias, um parecer sobre o pedido feito pela Comissão de Ética e Decoro da Câmara de Deputados para ter acesso a cópia da denúncia apresentada no inquérito contra Geddel Vieira Lima.

O colegiado abriu um processo para analisar a perda de mandato do irmão de Geddel, Lúcio Vieira Lima (MDB), no caso do “bunker” onde foram encontrados R$ 51 milhões. Geddel está preso em uma cela solitária no Complexo da Papuda, no Distrito Federal (DF).

O pedido foi feito por meio de ofício protocolizado na Corte no dia 19 de junho, mas a PGR só foi intimada nesta quinta-feira (5). A procuradoria tem o prazo de cinco dias para se manifestar.

Processo – O relator do processo de perda de mandato no colegiado é o deputado federal Hiran Gonçalves (PP-RR). Foi definido que serão ouvidas no conselho, entre outras testemunhas, o dono da empreiteira baiana Cosbat, Luiz Fernando Machado Costa Filho, o doleiro Lúcio Funaro.

Luiz afirmou à Polícia Federal que recebeu dinheiro no imóvel da mãe de Geddel e Lúcio, Marluce Vieira Lima. Funaro afirmou ter levado malas de dinheiro para o emedebista em um hangar e a PF afirma ter confirmado que o ex-ministro este lá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *