Advogados apostam que MP pedirá impugnação de Lula nas eleições

Caso o TSE não revogue a participação do petista na corrida ao Palácio do Planalto até o dia 17 de setembro, a foto dele estará na urna eletrônica mesmo depois de ser impedido de disputar Redação

Foto: Mateus Soares/ bahia.ba

O PT ainda tem até o dia 15 de agosto para registrar a candidatura do ex-presidente Lula nas eleições de outubro, mas advogados eleitorais apostam que o Ministério Público entrará com pedido de impugnação da chapa um dia após a formalização.

Segundo a coluna do Estadão, caso o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não revogue a participação do petista na corrida ao Palácio do Planalto até o dia 17 de setembro, a foto dele estará na urna eletrônica mesmo que depois de ser impedido de disputar.

Uma alternativa, segundo os defensores, seria primeiro registrar um dos nomes considerados como plano B do partido, a exemplo do ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, ou o ex-governador da Bahia, Jaques Wagner, e só depois substituir por Lula, às vésperas do prazo-limite para a troca de candidatos, também em 17 de setembro.

Por-Bahia.Ba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *