Dia do Trabalhador é marcado por manifestações pelo Brasil

Manifestação do Dia do Trabalho na Praça Campos de Bagatelle, na Zona Norte de São Paulo, organizada pela Força Sindical (Foto: Marília Neves/G1)

Comemorado nesta terça-feira, 1º de maio, o Dia do Trabalho foi marcado em várias partes do Brasil por manifestações contra a perda de direitos trabalhistas, em apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e pela identificação e punição dos responsáveis pela morte da vereadora Marielle Franco, do Rio de Janeiro. Ainda houve shows, missas abençoando carteiras de trabalho e até longas filas em busca de postos de trabalho. Veja abaixo como foram a manifestações em oito estados:

Alagoas
Manifestantes ligados à Central Única dos Trabalhadores (CUT) se reuniram na orla de Maceió na manhã desta terça, para protestar contra as perdas dos direitos trabalhistas. A organização estima que 8.000 pessoas participaram do ato. A Polícia Militar acompanhou a manifestação, mas não contabilizou o número de participantes.

Trabalhadores seguiram em caminhada pela orla de Maceió (Foto: Matheus Tenório/G1)

Bahia
Trabalhadores e representantes de centrais sindicais da Bahia se reuniram em um ato no Farol da Barra, em Salvador, para protestar contra a perda de direitos trabalhistas, em apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, para pedir mais democracia no país e justiça pela morte da vereadora Marielle Franco, do Psol do Rio de Janeiro. O ato foi organizado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), União Geral dos Trabalhadores (UGT), Nova Central e Força Sindical. O movimento contou com a presença de 200 pessoas.
O evento foi dividido em duas partes. Começou com discursos e debates sobre o trabalhador, por volta das 13h. Às 15h30, começaram as apresentações de artistas e bandas locais.

Ato feito no Dia do Trabalhador no Farol da Barra, em Salvador (Foto: Maiana Belo/ G1)

Paraná
Na manhã desta terça, um grupo de apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) realizam atos nos arredores da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba. De acordo com a Polícia Militar, 2 mil pessoas participam das atividades. Os organizadores não informaram número de participantes.

Por volta das 8h, um grupo de pessoas saiu do terminal de ônibus do bairro Boa Vista e caminhou em direção às proximidades da Superintendência da PF. Mais tarde, o grupo iniciou um ato inter-religioso. Por volta das 11h, foi realizado um ato político.

À tarde, um ato ocorreu na Praça Santos Andrade, no Centro de Curitiba. Segundo a PM, houve 5 mil participantes; a organização fala em 40 mil. A programação teve shows com as cantoras Beth Carvalho, Ana Canas e o rapper mineiro Flávio Renegado.

De acordo com a PM, duas mil pessoas participam de ato pró-Lula nos arredores da PF nesta terça-feira (1º) (Foto: Filipe Rosa/RPC Curitiba)

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *