Daily Archives: 12 de Maio de 2018

Deficiente visual e mais dois são presos com drogas e arma

Foto: Divulgação | SSP
17ª CIPM (Uruguai) capturou o trio, no bairro de Massaranduba, após denúncia anônima.

Um deficiente visual e mais duas pessoas foram presos em flagrante, na manhã deste sábado (12), com arma, munições e drogas, no bairro de Massaranduba. Equipes da 17ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Uruguai) chegaram, no trio, após denúncia anônima.

Com informação de criminosos, na Rua Coroatá, guarnições do Pelotão Especial Tático Ostensivo (Peto) foram acionadas. A denúncia dizia ainda que um dos traficantes não tinha um dos olhos. Chegando no local o trio tentou correr, mas foi alcançado e preso.

Com o deficiente visual Carlos Augusto Araújo Silva, 24 anos, Diego Rafael de Jesus Teixeira, 26, e Zafia de Souza Carvalho os PMs encontraram um tablete de cocaína, 73 pedras de crack, três balanças, seis celulares, um revólver calibre 32, munições, um carro modelo KA, entre outros materiais.

“Mais uma importante ação de combate ao tráfico de drogas, na região. Continuaremos intensos”, prometeu o comandante da 17ª CIPM, major Everton Monteiro.
Fonte: Ascom / Alberto Maraux

Operação em Cachoeira localiza líder foragido do sistema prisional

Foto: SSP Divulvação
Jorge Alves Barreto, o ‘Jorgão’, fugitivo da Lemos Brito, estava com mais dez comparsas, no momento do flagrante.

Uma operação integrada da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Litoral Norte e da 27ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Cruz das Almas) localizou, na manhã deste sábado (12), em Cachoeira, o líder de uma quadrilha de tráfico de drogas, com atuação no Recôncavo Baiano, que estava foragido do sistema prisional.

Jorge Alves Barreto, o ‘Jorgão, fugitivo da Lemos Brito, estava com mais dez comparsas, no momento do flagrante, ocorrido, na localidade Ladeira da Cadeia. Durante a abordagem o grupo reagiu atirando e, após confronto, Jorgão, Rafael Souza da Cruz e um terceiro criminoso, ainda não identificado, foram atingidos, socorridos, mas não resistiram.

Com eles os PMs encontraram uma pistola calibre 9mm (uso exclusivo das Forças Armadas e Polícia Federal), dois revólveres calibre 38 e 32, além de porções de drogas.

“Estávamos procurando Jorgão e as informações enviadas através de denúncia anônima ajudaram, na localização”, explicou o comandante da Cipe Litoral Norte, tenente-coronel Ricardo Matos. O oficial acrescentou que guarnições seguem na cidade em busca dos outros integrantes do bando.
Fonte: Ascom/Alberto Maraux

Costela bovina; R$ 6.99kg, Maionese arisco pote 500g; R$ 3.89, Milho verde lata sofruta; R$ 0.99; Molho tomate sofruta; R$ 0.79, Azeite faisão 500ml; R$ 5.99 Creme de leite Nestlé; R$ 1.99, Queijo sol; R$ 14.49 kg.
Varejão Supermercados: Loja 01-Praça Salvador da Mata, 62-tel-(73) 3531-2222, Antiga Pça da Feira
Loja 02- Rua Walter Holehnverger, 73 antiga Batateira, Tel. (73) 3531-3177 Cento, Ipiaú-BA

Ministério da Saúde esclarece tipos de gripe e diferença de resfriado

Foto: Divulgação

O Ministério da Saúde, com a chegada do inverno, esclarece os tipos de gripe e a diferença para o resfriado. De acordo com a pasta, existem três tipos de vírus influenza: A, B e C. O tipo C causa apenas infecções respiratórias brandas e não representa grande impacto na saúde pública. Já os vírus A e B são responsáveis por epidemias sazonais, sendo o tipo A responsável por pandemias como a H1N1, registrada em 2009.

O resfriado, por sua vez, também é uma doença respiratória e, frequentemente, é confundido com a gripe. O quadro é causado, entretanto, por vírus diferentes. Os mais comuns, segundo o ministério, são os rinovírus, os vírus parainfluenza e o vírus sincicial respiratório (VSR), que geralmente acometem crianças. Os sintomas da gripe, geralmente, são febre alta, seguida de dor muscular, dor de garganta, dor de cabeça, coriza e tosse seca.

A febre dura cerca de três dias. Os sintomas respiratórios, como tosse, tornam-se mais evidentes com a progressão da doença e mantêm-se em geral de três a cinco dias após o desaparecimento da febre. Alguns casos apresentam complicações graves, como pneumonia, necessitando de internação hospitalar.

A gripe pode ser transmitida por meio de secreções das vias respiratórias de uma pessoa contaminada ao espirrar, ao tossir ou ao falar ou por meio indireto pelas mãos que, após contato com superfícies recentemente contaminadas por secreções respiratórias de um indivíduo infectado, podem carregar o vírus diretamente para a boca, o nariz e os olhos.

A pessoa com gripe deve beber muita água e descansar. A maioria dos pacientes se recupera dentro de uma semana. Os medicamentos antivirais para a gripe podem reduzir complicações e óbitos, embora os vírus do tipo influenza possam desenvolver resistência aos medicamentos.

Eles são especialmente importantes para grupos de alto risco. Os medicamentos devem ser administrados precocemente (dentro de 48 horas após o início dos sintomas). Os sintomas do resfriado são mais brandos e duram menos tempo. Eles incluem tosse, congestão nasal, coriza, dor no corpo e dor de garganta leve.

A febre é menos comum e, quando presente, ocorre em temperaturas baixas. As medidas preventivas utilizadas para evitar a gripe também devem ser adotadas para prevenir os resfriados. Outra doença com sintomas parecidos e que pode ser confundida com a gripe é a rinite alérgica.

Os principais sintomas são espirros, coriza, congestão nasal e irritação na garganta. A rinite alérgica não é uma doença transmissível e sim crônica, provocada pelo contato com agentes alergênicos (substâncias que causam alergia), como poeira, pelos de animais, poluição, mofo e alguns alimentos.
Fonte: Bahia noticias

Temer quer retomar reforma da Previdência após eleição: ‘Ainda dá tempo de aprovar’

Foto: Alan Santos/PR

O presidente Michel Temer anunciou que, depois das eleições, pretende convidar seu sucessor para, juntos, tentarem aprovar a reforma da Previdência ainda neste ano e, portanto, antes do início do futuro governo. Temer se diz convencido de que, seja quem for o presidente, terá de aprovar a reforma e o melhor será se puder já assumir sem esse peso e essa responsabilidade nas costas.

“Estou disposto a fazer um acordo com o futuro presidente, porque ainda dá tempo de aprovar a reforma da Previdência neste ano, em outubro, novembro e dezembro”, disse Temer em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, nesta sexta-feira (11) no Palácio do Planalto, em que desfiou dados para comemorar os dois anos que seu governo completa neste sábado (12).

Ao falar em “sucessor”, ele pode ter descartado a própria candidatura à reeleição, por ato falho ou não. A intenção do presidente é dar continuidade ao próprio projeto de reforma da Previdência que o seu governo apresentou e está em tramitação no Congresso, mas, na sua opinião, foi solapado pelas duas denúncias apresentadas contra ele pelo então procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Temer mantém a convicção de que, se não tivesse sido alvo de Janot e dessas denúncias, a história seria outra. Ou seja, a reforma já estaria aprovada. Temer também minimizou dois obstáculos para essa nova investida a favor da reforma: a intervenção federal na segurança pública do Rio, que impede a aprovação de emendas constitucionais, e a falta de quórum no Congresso, em ano em que haverá Copa do Mundo, convenções partidárias e campanha eleitoral.

Quanto à falta de quórum, lembrou que a eleição para a Câmara dos Deputados é em apenas um turno e será encerrada em 7 de outubro. A partir daí, ele já pretende entrar em campo para mobilizar os atuais deputados pela aprovação da reforma, facilitando o início do novo governo. E, segundo o presidente, o decreto da intervenção prevê sua duração até 31 de dezembro deste ano, mas nada impede uma suspensão antes, se houver uma negociação nesse sentido.

Aliás, independentemente da retomada da reforma da Previdência, ele disse que pretende acertar o futuro da intervenção com o novo governador: “Quando ele for eleito, vou chamá-lo e perguntar o que ele quer que eu faça, manter, não manter…” Para Temer, a intervenção “está dando muito certo”. Disse que só foi registrado um assalto por dia a turistas no Rio na Semana Santa e que o governo mantém pesquisas semanais mostrando alto apoio da população do Rio à medida,

atualmente em 71%. Ele, porém, ressalvou que “não se resolve um problema dessa gravidade em dois meses, é preciso tempo”. Apostou, inclusive, que os índices vão melhorar a partir deste mês, quando o policiamento tiver o reforço de 1.500 homens, graças ao programa de compra de folgas de policiais. “Em vez de bicos, eles vão receber para trabalhar mais horas”, disse.