‘Parcela dos manifestantes são pessoas que não tem o que fazer’, diz vendedor

Foto: Lucas Arraz / Bahia Notícias

O protesto a favor da liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva realizado por lideranças sindicais nesta quarta-feira (11) (leia mais) na região do Iguatemi pegou o vendedor Roberto Casaes de surpresa. “Eu ouvi o comentário de que eles estariam aqui por volta de 15h e saí antes para não pegar esse transtorno. Infelizmente há pessoas aqui se manifestando com pedaços de pau para intimidar o motorista que passa por esse caminho”, declarou Casaes. Para ele, uma parcela dos manifestantes são pessoas que “não tem o que fazer” e que estão ganhando algum dinheiro para “atrapalhar a vida das pessoas que estariam chegando em casa mais cedo ou qualquer outra coisa do tipo”, disse. Já um motorista de ônibus que não quis ser identificado afirmou que as entidades informaram antecipadamente o horário da manifestação. “Concordo com a ação e acho que esse tipo de movimentação passa o recado perfeitamente”, declarou o motorista. Já Casaes discorda. “O brasileiro tem que lutar por aquilo que acha que é melhor, mas esse tipo de manifestação acaba sendo desnecessário porque acaba incomodando o próprio povo”, criticou. 

Fonte: Bahia noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *