22/12/2016

Meu filho se converteu “Amo essa obra, falo de Jesus para todos.”

FOTO: Ricardo Emerick
Nadir Maria Rosa da Silva Lima tem 63 anos, veio do bairro de Inhoaíba, Zona Oeste do Rio. Veio participar da reunião e relatar a conversão do filho, Paulo Lima, de 43 anos.

 “Há 22 anos, eu não o via, ele estava na Argentina, no Mar da Prata. Orei: ‘Senhor prepare um momento certo para que eu possa visita-lo, sei que ele esta precisando de mim’. Viajei. Como já faço parte desse ministério da Mundial e vejo sempre os milagres, sabia que Deus iria fazer a transformação na vida dele, pois ele estava sofrendo muito devido às perdas financeiras em sua vida.”

 Paulo relatou que não gostava do Apóstolo Valdemiro Santiago e, por muitas vezes, falou coisas que não deveria de falar. “Sabe, Apóstolo, como nós podemos falar de quem não conhecemos? Só Deus quem lhe conhece, por dentro e fora, sabe onde você mora, tudo Ele sabe. Hoje estou aqui para receber o seu abraço, sou um novo homem transformado. Nós trouxemos 30 guerreiros, voluntários, para ajudar nesse evento aqui, no Centro Esportivo Miécimo da Silva. Amo essa obra, falo de Jesus para todos”.

 O comandante Arthur perguntou: “Apóstolo, você lembra-se da minha filha que te pediu um abraço? Hoje ela faz palestras para portadores de deficiência. Deus tem usado ela muito. Em várias palestras, ela deixou uma mensagem que gostei muito: É possível ser feliz com Jesus, mesmo sendo deficiente”. O comandante falou que Paulo salvou uma criança que estava se afogando e ganhou um diploma de reconhecimento: “Estamos muito felizes com Deus”.                                                           Matéria de: Dorcas Ramos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente esta matéria.