11/10/2014

A cada 37 segundos morre uma pessoa no mundo com tromboembolismo venoso

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), as doenças cardiovasculares são a principal causa prevenível de morte em todo o mundo, levando a óbito mais de 17 milhões de pessoas por ano. No Brasil, a realidade não é diferente. A Sociedade Brasileira de Cardiologia contabiliza aproximadamente 300 mil óbitos anuais causados por essas enfermidades em território nacional. Entre os problemas cardiovasculares que mais matam estão o ataque cardíaco, o acidente vascular cerebral (AVC) e tromboembolismo venoso (TEV). No mundo ocidental, estima-se 840 mil óbitos por ano, ou seja,  a cada 37 segundos, uma pessoa morre de tromboembolismo venoso (TEV). Para celebrar o Dia Mundial da Conscientização sobre a Trombose, comemorado pela primeira vez no dia 13 de outubro, a Bayer e cinco sociedades médicas uniram-se a esta iniciativa da International Society on Thrombosis and Haemostasis (ISTH) com o objetivo de aumentar o grau de conhecimento da população sobre os riscos da trombose. A data irá elevar a conscientização sobre todas as formas de trombose, no entanto, o foco principal desse ano será o tromboembolismo venoso (TEV) – a causa prevenível de óbito hospitalar mais comum. O TEV, que inclui duas doenças – trombose venosa profunda (TVP) e embolia pulmonar (EP) – mata mais pessoas anualmente na União Europeia do que a AIDS, câncer de mama, câncer de próstata e acidentes automobilísticos juntos, segundo dados do International Society on Thrombosis and Haemostasis (ISTH), idealizadora dessa campanha.
(Inf. Bahia noticias)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente esta matéria.